Patinador Marcel Stürmer é tetracampeão no PAN

Foto: Divulgação/COB

Foto: Divulgação/COB

Pela primeira vez um brasileiro sagra-se tetracampeão nos Jogos Pan-americanos. Trata-se de Marcel Stürmer que no final da noite de domingo, 12, conquistou a medalha de ouro na patinação artística ao somar a nota de 536 pontos.

Stürmer que já havia conquistado as medalhas de ouro nos Jogos Pan-americanos de Santo Domingo em 2003, do Rio de Janeiro em 2007 e de Guadalajara em 2011, foi soberano nas suas apresentações e encantou o público que o aplaudiu de pé.

A medalha de prata ficou com John Burchfield dos Estados Unidos com a pontuação de 505 pontos e a medalha de bronze foi para Diego Duque da Colômbia que atingiu a pontuação de 496.70.

O feito de Marcel Stürmer só pode ser alcançado pelos velejadores Ricardo Winick (Bimba) e Robert Scheidt.

Talitha Haas é prata

A brasileira Talitha Haas,  de 20 anos,  conquistou a medalha de prata na patinação artística no estilo livre ao somar a nota de 498.30. A medalha de ouro ficou com Giselle Soler da Argentina  com a nota de 519.70 e o bronze com a chilena Marisol Villarroel que atingiu a nota de 479.70.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Anúncios

É TETRA: Alemanha vence Argentina e leva mais uma taça da Copa

Foto crédito: placar.abril.com.br

Foto crédito: placar.abril.com.br

Terminou a Copas das Copas! Pela primeira vez na história, uma seleção europeia é campeã em território americano. Com o título, os alemães se sagraram tetra mundiais (1954, 1974, 1990 e 2014).

O resultado foi justo, principalmente pelo que foi apresentado pelos europeus ao longo do torneio.

Sobre o confronto, a Argentina teve as melhores chances nos 90 minutos, tanto que teve um gol de Higuain anulado (de maneira correta). O próprio Higuain, Messi e Palácios tiveram chances, mas desperdiçaram. Aliás, na chance que teve, no começo da segunda etapa, Lionel Messi sentiu a perna esquerda, fazendo com que ele sumisse do jogo. Depois disso, os argentinos não conseguiram continuar no ataque.

A Alemanha também teve suas chances, a principal delas nos acréscimos da primeira etapa, com Howedes, que carimbou a trave. Mesmo assim, o que destacou os alemães foi a segurança no toque de bola e qualidade da chegada ao ataque. Isso foi muito importante quando a partida foi para a prorrogação, principalmente porque os alemães estavam mais inteiros.

O prêmio de tudo o que fez na Copa aconteceu aos 113 minutos (7 minutos do segundo tempo da prorrogação), quando Schurlee cruzou com a canhota no peito de Gotze. O camisa 19 dominou a bola e, sem deixar cair, bateu com a canhotinha, fazendo o gol do título.

Com isso, a melhor seleção do mundo venceu a Copa, um título justo, que premiou essa brilhante geração, que nasceu, principalmente em 2006, quando Schwainsteiger, Lahm, Mertesacker e Podolski disputaram a primeira Copa do Mundo.

Esse título foi amadurecendo ao longo das Copas, pois em 2002 os alemães ficaram com o vice, em 2006, com o 3° lugar, mesma posição de 2010, por isso só faltava o título, que veio aqui no Brasil.

Uma seleção brilhante! Confira todos os atletas campeões:

Foto crédito: Reuters/globoesporte.com

Foto crédito: Reuters/globoesporte.com

Goleiros

1- Manuel NEUER
12- Ron-Robert ZIELER
22- Roman WEIDENFELLER

Defensores

2- Kevin GROβKREUTZ
3- Matthias GINTER
4- Benedikt HOEWEDES
5- Mats HUMMELS
15- Erik DURM
17- Per MERTESACKER
20- Jerome BOATENG
21- Shkodran MUSTAFI

Meias

6- Sami KHEDIRA
7- Bastian SCHWEINSTEIGER
8- Mesut ÖZIL
14- Julian DRAXLER
16- Philipp LAHM
18- Toni KROOS
19- Mario GÖTZE
23- Christoph KRAMER

Atacantes

9- Andre SCHÜRRLE
10- Lukas PODOLSKI
11- Miroslav KLOSE
13- Thomas MÜLLER

Além do prêmio de campeão, as premiações individuais foram entregues.

Luva de ouro: Manuel Neuer (Alemanha)

Bola de ouro (melhor jogador): Lionel Messi (Argentina)

Chuteira de ouro (artilheiro): James Rodríguez (Colômbia) – 6 gols

Fair Play: Seleção da Colômbia

Melhor jogador jovem (até 21 anos): Paul Pogba (França)

Com isso, está encerrada a Copa das Copas, com todos os seus feitos, o último deles, ser a Copa com mais gols ao lado do torneio de 1998 na França, com 171 tentos.

Uma grande Copa do Mundo. Até daqui a 4 anos, na Rússia, até porque 2018 está logo alí!

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Brasil é tetracampeão da Copa dos Campeões masculina

Foto: oglobo.globo.com

Foto: oglobo.globo.com

A seleção brasileira masculina de voleibol se sagrou campeã da Copa dos Campeões, que aconteceu no Japão.

Na madrugada de sábado para domingo, o Brasil enfrentou a Itália em mais um jogaço do torneio.Os brasileiros abriram 2 a 0, em um duplo 25/22. O título poderia vir com uma vitória bem tranquila, mas não seria justo tranquilidade justo no último jogo do torneio. A Itália venceu os dois sets seguintes e empatou a partida, 2 a 2, após vencer as parciais por 35/23 e 25/20.

Seria desastroso perder duas vezes em dois dias consecutivos de virada. Para não ficar traumatizado, o time de Bernardinho venceu o tie-brake por 15/11 e garantiu o título do torneio, com 12 pontos conquistados.

Essa vitória deu ao Brasil o quarto título do torneio, das seis edições disputadas. A Rússia ficou na segunda colocação com um ponto a menos,11. A Itália em 3º, o Irã em 4º, os Estados Unidos em 5º e o Japão em 6º, sem nenhum ponto somado.

Além da taça para o campeão, são escolhidos os melhores atletas. O prêmio de jogador mais valioso da competição foi do russo Dmitriy Muserskiy, de 2,18m de altura. Apesar disso, dois brasileiros entraram pela seleção do campeonato em suas posições, Bruninho como levantador e Wallace melhor oposto.

Os brasileiros terminaram um ano de forma bastante digna. O título da Liga Mundial escapou, mas o da Copa dos Campeões não. Isso prova que a reformulação feita por Bernardinho foi válida, usando os jogadores corretos. Como sempre o melhor treinador da história do voleibol brasileiro está certo!

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Se aposentou…

Foto: motortrend.com

Foto: motortrend.com

Após anos de dedicação, títulos, vitórias e ultrapassagens o escocês Dario Franchitti, 40, anunciou sua aposentadoria do automobilismo nesta quinta feira. O piloto da Chip Ganassi sofreu um forte acidente na penúltima etapa do campeonato da Fórmula Indy em Houston quando bateu com violência na traseira do carro de Takuma Sato e acabou se chocando com o alambrado. Franchitti sofreu uma lesão no tornozelo do pé direito e uma grave lesão na coluna e foi isso que o motivou a parar. Confira o acidente na última volta do GP de Houston:

 

“Desde meu acidente em Houston, estive sob cuidados de alguns médicos e enfermeiras, que fizeram minha saúde, segurança e recuperação o topo de suas prioridades. Sou eternamente grato por toda a atenção que recebi pelas últimas semanas. Gostaria também de agradecer minha família e amigos por todo o apoio”“Um mês após o acidente, e baseado em todos os conselhos dos especialistas que me trataram e de minhas lesões na cabeça e espinha após o acidente, em suas opiniões médicas, o melhor é que eu pare de correr. Eles deixaram claro que os riscos envolvidos são muito grantes e podem prejudicar minha saúde no futuro. Então, decidi parar”“Correr tem sido minha vida por 30 anos e é muito difícil imaginar que agora acabou. Estava realmente ansioso para a temporada 2014 com a Chip Ganassi, com o objetivo de vencer uma quarta vez as 500 Milhas de Indianápolis e conquistar um pentacampeonato” afirmou o piloto que chegou a Fórmula Indy em 2002. Ele tem em seu cartel 256 GPs com 31 vitórias, 92 pódios é tetracampeão da categoria, 2007, 2009, 2010 e 2011, tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis venceu em 2007, 2010 e 2012.

Foto: latimesblogs.latimes.com

Foto: latimesblogs.latimes.com

“Gostaria de agradecer a todos os meus adversários, companheiros de equipe, todo o time e os patrocinadores pelo apoio incrível ao longo desta carreira incrível. Também gostaria de agradecer à Hogan, à Green e à Andretti-Green, pelas oportunidades para competir, e, especialmente, à Chip Ganassi, que se tornou como uma família para mim desde que me juntei a eles, lá em 2008. Eu seria descuidado se não agradecesse a todos os meus fãs ao redor do mundo. Não posso agradecer vocês o suficiente por continuarem ao meu lado por todos esses anos. Eu vou sempre me lembrar do tempo em que corri na CART e na Indy com memórias carinhosas e os relacionamentos que construí no esporte vão durar a vida toda” afirmou ainda Franchitti que no ano que vem teria como companheiro de equipe o brasileiro Tony Kanaan além do atual campeão  da categoria Scott Dixon.

É uma lenda do automobilismo que deixa a carreira, e ele eta certo vice no limite e espero que se recupere plenamente. Claro que sentiremos falta deste grande piloto, mas ele esta na história e nuca se aposentará de lá. Tudo de melhor para você Franchitti!

Curta nossa página no Faceboook. http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

F1: Vettel é tetra

imagem fonte: logostage.com

imagem fonte: logostage.com

Já era mais do que esperado, previsível, Sebastian Vettel conquistou o tetra campeonato da F1, o mais jovem a conquistar tal feito com 26 anos e 6 meses de idade, ele também entra em um rol seleto de poucos pilotos com tal feito, Schumacher, Prost e Fagio.

Na Índia ele marcou a pole sem o menor problema, foi muito superior aos demais, seu carro estava em outro mundo. Na prova Vettel largou bem e não deu chances para as Mercedes, mas logo na segunda volta foi chamado para os boxes, para trocar de pneus, o que fez com que o alemão caísse no grid. Alonso não largou nada bem, logo de cara foi tocado e obrigado a entrar nos boxes, tirando do ferrarista qualquer chance de lutar para evitar o título do alemão.

Foto: esporte.uol.com.br

Foto: esporte.uol.com.br

Com a RBR atrás e Alonso fora, Felipe Massa que largou muito bem, por incrível que pareça assumiu a liderança e ficou por várias voltas até ser chamado para a sua primeira troca de pneus. Vettel a essa altura já figurava entre os primeiros e Alonso sem rendimento nada mais podia fazer. A corrida mudava de acordo com as estratégias e com isso tudo Vettel voltou a liderança, Rosberg da Mercedes estava em segundo Grojean da Lotus apareceu em terceiro Webber foi obrigado a abandonar mais uma vez, agora com problema no alternador, Felipe Massa que fez uma grande corrida terminou em quarto lugar. Alonso foi o 11°, e nada mais.

Confira a classificação final do GP da Índia:

Foto: channelnewsasia.com

Foto: channelnewsasia.com

1: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) 
2: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 
3: Romain Grosjean (FRA/Lotus) 
4: Felipe Massa (BRA/Ferrari) 
5: Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
6: Sergio Perez (MEX/McLaren)
7: Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)
8: Paul Di Resta (ESC/Force India)
9: Adrian Sutil (ALE/ Force India)
10: Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)
11: Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
12: Pastor Maldonado (VEN/Williams)
13: Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)
14: Jenson Button (ING/McLaren)
15: Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber)
16: Valtteri Bottas (FIN/Williams)
17: Max Chilton (ING/Marussia)
18: Jules Bianchi (FRA/Marussia)

Não completaram:

Nico Hulkenberg (ALE/Sauber)
Mark Webber (AUS/Red Bull)
Charles Pic (FRA/Caterham)
Giedo van der Garde (HOL/Caterham)

Tetracampeão

Foto: Reuters

Foto: Reuters

Com o resultado obtido Sebastian Vettel conquistou seu quarto título na categoria, é o mais jovem a conquistar esse feito e  afirmou que não foi nada fácil.   “A temporada não foi fácil, isso com certeza, mesmo que as pessoas de fora tenham a ideia de que nós estamos com tudo em nossas mãos nas últimas etapas. Para mim, pessoalmente, foi difícil ser vaiado, mesmo não tendo feito nada de errado. Superar isso e dar a resposta certa, na pista, ganhando finalmente a aceitação, me deixa muito orgulhoso. Acho que todos nós, como pilotos, buscamos isso”,  afirmou o alemão.

Vettel ainda comemorou muito na pista indiana, fez manobras com o carro, subiu no alambrado, levou uma multa por causa disso é claro afinal, não cumpriu o protocolo da FIA e levou o carro diretamente aos boxes. A punição de 25 mil euros ao piloto foi o mínimo. Mas vamos ser claros ele é multicampeão, e não pode nem comemorar? Pelo amor de Deus, deixem o rapaz ser feliz.

“Estou sem palavras. Cruzei a linha de chegada e fiquei mudo. Demorei anos pensando em algo para dizer, pois é numa hora como essa que você deseja falar tantas coisas, mas não consegui. É um prazer entrar no carro, ir lá, correr por esses caras e dar a eles tudo o que eu tenho. O carro estava fenomenal hoje e, na verdade, vem sendo fenomenal por toda a temporada. Não poderia exigir mais. Igualar Fangio e Schumacher é inacreditável”, disse o tetracampeão.

Alonso da os parabéns a RBR

“Eu o parabenizo. Eles têm sido muito fortes, muito dominantes, especialmente na segunda metade do campeonato, então, eles merecem ser campeões”, disse. “Agora, precisamos começar a pensar no ano que vem e tentar fazer as coisas mais difíceis para ele”, afirmou o espanhol que teve um péssimo final de semana e ficou para trás após toques em Webber e Button logo no inicio da disputa do GP de Índia.

O espanhol ainda afirmou que a escolha dos pneus influenciou e muito no decorrer da prova.

Massa é quarto

Foto: motorspirit.wordpress.com

Foto: motorspirit.wordpress.com

Felipe Massa foi muito bem no final de semana, se classificou muito e logo na primeira volta mostrou que pode ser muito arrojado. O piloto brasileiro passou por Mark Webber logo na largada e mais a frente foi muito melhor do que o esperado ao ultrapassar os dois carros da Mercedes na mesma manobra.

O brasileiro que ainda busca seu lugar na categoria no ano de 2014 terminou a prova em 4° lugar, mostrando que fez o máximo que o carro poderia fazer, ultrapassou, disputou e fez uma estratégia muito diferente dos demais.

Muito bom Massa!, Foi show de bola. Show de pilotagem.

Campeonato de pilotos definido!

Com a sexta vitória consecutiva Vettel chegou  o alemão chegou a 322 pontos, Alonso é o segundo com 207, Raikkonen que “elogiou” a equipe pelo rádio é o terceiro com 183 e na quarta posição aparece Lewis Hamilton com 169. Felipe Massa é o 8° com 102 pontos conquistados.

Nos construtores a disputa esta praticamente decidida mas o vice campeonato conta demais na F1 por isso a luta por essa posição esta acirrada, a RBR tem 470 pontos somados, a Mercedes aprece em segundo com 313, a Ferrari a terceira com 309 e a Lotus esta em quarto lugar com 285 pontos somados.

A 17° etapa da categoria acontece em Abu Dhabi neste próximo final de semana.

Curta nossa página no Facebook. http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan