Brasileiros brilham em Torneio de Ginástica Artística em Santos

O Torneio Internacional de Ginástica Artística de Santos consagrou cinco atletas brasileiros, que entraram na competição como grandes favoritos, mostrando a força do país no esporte.

Foto crédito: Ricardo Bufolin / CBG (globoesporte.com)

Foto crédito: Ricardo Bufolin / CBG (globoesporte.com)

Sérgio Sasaki foi o atleta verde e amarelo que mais faturou medalhas com três, sendo duas de ouro e uma de bronze. O brasileiro venceu na barra fixa com a nota de 15.250 e no individual, ao somar 89.550. Nas barras paralelas Sasaki fez 13.350 e ficou com a medalha bronzeada.

O Brasil também saiu como vencedor no individual geral no feminino. Jade Barbosa somou 55.375 nos quatro aparelhos e garantiu o lugar mais alto do pódio. A felicidade brasileira foi ainda maior, afinal Letícia Costa somou 52.650 pontos e garantiu o segundo lugar. O pódio ainda contou com a argentina Alien Valente, que somou 51.000.

Os irmãos Hypolito também brilharam. Daniele garantiu duas medalhas de ouro, uma no solo, com 14.050 pontos e outra na trave, com 14.775. Nas duas provas a brasileira subiu no pódio com uma compatriota, ambas na segunda colocação, Letícia Lima no solo e Jade Barbosa na trave.

Diego conseguiu um feito semelhante ao da irmã. No salto ele somou 14.950 e ficou com o ouro e solo fez 15.150, garantindo a prata ao perder para o britânico Kristian Thomas, que teve 150 pontos a mais.

Foto crédito: Ricardo Bufolin / CBG (ahebrasil.com.br)

Foto crédito: Ricardo Bufolin / CBG (ahebrasil.com.br)

É incrível como Zanetti rende cada vez mais. É mais do que válido parabenizar Marcos Goto pelo trabalho feito ao lado do ginasta. Não é à toa que Marcos venceu o prêmio de melhor treinador de esportes individuais do COB, no final do ano passado.Quem encerrou a participação amarela com chave de ouro foi o medalhista olímpico Arthur Zanetti. O brasileiro era o favorito para as argolas e confirmou a expectativa com a melhor nota de sua carreira, 16.000. A melhor nota do brasileiro era 15.925, obtida em 2012, na etapa da Copa do Mundo da Bélgica.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Anúncios