Palmeiras perde a primeira em casa, mas segue líder

O Palmeiras conheceu sua primeira derrota no Allianz Parque neste domingo (24), diante de 39 mil torcedores no campeonato Brasileiro, o placar foi de 1 x 0 para o Atlético- MG, ainda assim, o time alviverde continua na liderança da competição com 32 pontos, dois a mais que o arqui-rival Corinthians com 30 pontos. O Gol do Galo foi marcado na segunda etapa por Leandro Donizete.

O Atlético Mineiro soube marcar e se defender na maior parte do jogo, o técnico Marcelo Oliveira que já conhecia parte do elenco palmeirense mostrou com o time mineiro boa postura e firmeza nas jogadas rápidas do time alviverde, principalmente no segundo tempo; o técnico do Atlético conseguiu no comando do Galo romper a invencibilidade palmeirense em casa na competição.

O comandante palmeirense tenta manter postura tática do time, mesmo com ausências de Gabriel Jesus, Fernando Prass nas Olimpíadas e Moisés que saiu contundido na partida contra o Santos. O Técnico palmeirense não esconde a falta em campo dos ausentes no time.

Cuca registrou a saída de Thiago Santos, o fato motivador para a derrota palmeirense

“Não tivemos criatividade, chute de média distância para fazer o gol, ou um cruzamento de bola rápida… Foi um dia em que a gente estranhou. Senti no jogo muito a perda do Thiago Santos, que estava ambientado com o jogo e um minuto depois que saiu tomamos o gol. Não deu tempo para o Matheus (Sales) entrar e se ambientar com o jogo”, declarou o técnico na coletiva, reconhecendo a dificuldade dos duelos no Brasileirão.

A próxima partida do Palmeiras será contra o Botafogo, no dia 01 de agosto (segunda-feira), às 20h, fora de casa, pela décima sétima rodada do Brasileirão. Antes o Palmeiras faz um jogo-treino na próxima quarta (27) contra a Seleção do Iraque.

Por Arthur Dafs para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Anúncios

Santos volta ao G4 após arrancar empate no Allianz

Em jogo válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos foi ao Allianz Parque, diante de um público de 40 mil pessoas, enfrentou o Palmeiras, na tentativa de manter o bom momento da equipe, além de diminuir a distância para os atuais líderes da competição.

Ainda sem Ricardo Oliveira, o técnico Dorival Júnior mandou a campo Vitor Bueno para fortalecer o meio campo contra o time da casa. Porém, durante o primeira etapa do jogo, os jogadores santistas pareciam um pouco nervosos,  só tiveram uma boa chance de gol com Vitor Bueno, após cobrança rápida de falta. Antes disso, logo no início da partida, o zagueiro Yerry Mina subiu livre na área para abrir o placar para os Palmeirenses. Neste lance, o zagueiro Luís Felipe e o meia Thiago Maia acabaram discutindo por conta da falha na marcação do jogador alviverde.

 

Na segunda etapa, o Santos chegou muito mais ao ataque.  Liderado por Lucas Lima e Victor Ferraz, os santistas criaram inúmeras chances de gol. Entretanto, quem balançou as redes foi Gabriel.  Aproveitando rebote, o camisa 10 do Santos limpou a marcação, chutou, e contou com o desvio em Vitor Hugo para empatar o clássico. No final da partida, após jogada pelo lado direito do ataque, o meia Thiago Maia teve a chance de virar a partida, mas acabou finalizando mal.

Com esse empate, o Santos mantém o tabu negativo: ainda não venceu o Palmeiras na casa do alviverde.  O resultado fez com que a equipe da Vila Belmiro fosse aos 23 pontos na 4° posição do Campeonato Brasileiro, com a mesma pontuação de Flamengo, Ponte Preta e Atlético Paranaense.

O zagueiro Luís Felipe comentou sobre a discussão com Thiago Maia durante a partida. “Foi uma cobrança normal, a gente quer ganhar, eles (Palmeiras) acabaram fazendo o bloqueio; eu avisei para ele (Thiago Maia) mudar a marcação, mas ele acabou não ouvindo”, disse o zagueiro do Peixe.

Autor do gol santista, Gabriel falou sobre sua sina de marcar gols nos rivais paulistas. “Gosto muito de jogar clássico, tenho amigos palmeirenses que ficarão meio tristes, mas estou feliz de marcar de novo”. Falou o camisa 10 do Peixe.

Na próxima rodada da competição, o Santos recebe a Ponte Preta na Vila Belmiro. Os dois times já se enfrentaram 112 vezes na história, sendo 62 vitórias santistas, 31 vitórias da Macaca e 19 empates. Na Vila Belmiro, o palco do próximo confronto, foram disputados 53 jogos, com 35 vitórias do Peixe, 9 empates e 9 vitórias da Ponte Preta. O último confronto entre as duas equipes aconteceu em 2015; a partida acabou empatada em 2 a 2.  Ricardo Oliveira e Geuvânio marcaram para o Santos; enquanto Renato Cajá e Felipe Azevedo descontaram para a Ponte Preta. O jogo acontecerá no próximo sábado, às 18h30, horário de Brasília.

Por Daniel Diomkinas para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Palmeiras vence Figueirense e mantém a liderança em casa

O Palmeiras enfrentou o Figueirense nesta quinta-feira (30), em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. O Verdão manteve 100% de aproveitamento em casa, pois goleou o Figueirense pelo placar de 4 a 0, que lhe garantiu uma campanha de sete jogos ,20 gols marcados, e apenas quatro tomados.

 Esta foi a terceira vez em que o Palmeiras faz quatro gols jogando em seus domínios. Além da goleada aplicada no Figueirense, o Palmeiras havia feito também 4X0, diante do Atlético Paranaense na estreia do campeonato e 4X3 contra o Grêmio, em jogo válido pela quinta rodada.

 

O time de Palestra foi superior durante todo o jogo. O Alviverde atacava constantemente o adversário. Logo aos sete minutos de jogo, o volante Moises abriu o marcador, após aproveitar o cruzamento de Roger Guedes, de cabeça marcou 1 a 0 para o Verdão.

Após o gol, o Figueirense se retraiu, salvo em uma única chance em que o atacante Dudu obrigou o goleiro do Palmeiras e da Seleção Brasileira, Fernando Prass, a fazer uma bela defesa.
O segundo gol do Palmeirense nasceu mais uma vez em numa jogada de Roger Guedes. Ele avançou pela direita, após receber de Tchê Tchê, articulou um belo passe para Dudu ampliar o placar. A goleada verde foi concluída na segunda etapa. Gabriel Jesus, que também foi convocado para a Seleção Olímpica, fez mais dois tentos para o Palmeiras. O primeiro aos dez minutos, de cabeça, e o quarto do Palmeiras aos 45 minutos. Com mais esses dois gols, Gabriel Jesus se isola na artilharia do Brasileirão. O jovem jogador do Palmeiras marcou oito gols. Gabriel comentou após a partida qual foi o seu gol mais bonito.

“Com certeza foi o de cabeça. Eu falei antes do jogo para o Zé cruzar na minha cabeça, porque eu iria fazer um gol. Hoje fui feliz. É complicado disputar a artilharia do Campeonato Brasileiro, fico muito feliz de marcar gols”; afirmou o atacante. A torcida palmeirense mais uma vez compareceu em grande número ao Allianz Parque. Com público de  32.834 torcedores acompanharam a vitória do líder do campeonato Brasileiro, que chegou aos 25 pontos na classificação.

Após a partida, Cuca afirmou em entrevista coletiva que atribui a boa fase aos jogadores: “Não adianta ter planos, se não houver execução. Ás vezes o time não joga bem, terá que se entender isso. O Cruzeiro foi melhor do que nós, colocamos o rabo entre as pernas e viemos embora. Temos que sempre buscar o equilíbrio em um campeonato que exige a regularidade”; explicou Cuca.

Na próxima segunda-feira, dia 4 de julho, às 20:00hs, o Palmeiras retorna a campo diante do Sport. O jogo será em Recife, no estádio da Ilha do Retiro. Já o último adversário palmeirense – Figueirense receberá o Atlético Mineiro, no próximo domingo (3), às 19h no Estádio Orlando Scarpelli, na cidade de Florianópolis.

Por Erivaldo de Mello para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Palmeiras vence Santa Cruz no Allianz e é líder do Brasileirão

palmeiras_marconato-300x225

Foto: Ivan Marconato/Jogo em Pauta

O Palmeiras venceu o Santa Cruz por 3X1 neste Sábado (18/6), no Allianz Parque, e assumiu a liderança provisória do Campeonato Brasileiro. Diante de um público de 34.166 torcedores, o Verdão usou a velocidade dos seus atacantes Roger Guedes pela direita, Dudu na esquerda; e Gabriel Jesus pelo centro para quebrar a retranca imposta pelo técnico Milton Mendes, que comanda o tricolor pernambucano.

Com jogadas ensaiadas pelo técnico Cuca, o Palmeiras abriu o marcador aos 28 minutos da primeira etapa.  Moisés, em cobrança de arremesso lateral pela direita, depois da zaga do Santa Cruz desviar mal, e Cleiton Xavier tocar para Dudu, que chutou no meio do gol de Tiago Cardoso, abrindo o marcador no Allianz Parque.

As principais jogadas do Verdão saíram dos pés do lateral Tchê tchê. No meio campo, os volantes Moisés e Jean articulavam as jogadas ofensivas aproveitando a velocidade dos seus atacantes. Depois de muita persistência, o Palmeiras chegou ao segundo gol. Em cobrança de falta, Egídio rolou para Claiton Xavier que ajeitou para Jean. O volante bateu no canto esquerdo do goleiro Tiago Cardoso, e ampliou o placar para o Palmeiras.

Na segunda etapa o time pernambucano voltou mais atento. Logo aos 5 minutos da segunda etapa, numa bola alçada por João Paulo na área palmeirense, Vitor Hugo não acompanhou Grafite, e o veterano artilheiro, em posição irregular, cabeceou no lado direito de Fernando Prass.  Na sequência desse lance, o Santa Cruz quase empatou a partida numa jogada perigosa, que terminou com finalização de Keno. À essa altura da partida, as duas equipes buscavam o gol, e o jogo ficou mais dinâmico. Aos 20 minutos, Roger Guedes lançou na ponta direita para Gabriel Jesus, que cruzou rasteiro para Dudu fazer o seu segundo gol, dando números finais ao placar da partida.

Com a vitória, o Palmeiras chega aos 19 pontos ganhos, com 6 vitórias no Brasileirão, e desta forma assume a liderança da competição, ao lado do Internacional que tem a mesma pontuação, porém uma vitória a menos. A equipe gaúcha enfrenta o Figueirense neste Domingo no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Palmeiras volta a campo na próxima terça-feira, (21/6) às 21:30hs, no Allianz Parque, diante o lanterna América Mineiro. Já o Santa Cruz receberá o Flamengo na quarta-feira, (22/6) às 21:00hs, no Estádio do Arruda.

Por Erivaldo de Mello para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Palmeiras goleia Atlético-PR na estreia do Brasileirão

Nem o mais otimista dos palmeirenses esperava por essa. Depois de ser eliminado na semifinal do Paulistão, perdendo para o Santos, e tendo 19 dias exclusivos para treinamento, o Palmeiras voltou a campo na tarde desde sábado (14), e goleou o Atlético Paranaense, por 4 a 0 no Allianz Parque.  O Palmeiras foi superior durante toda a partida, e o esquema armado pelo técnico Cuca, não deu chances ao Atlético, que tinha Paulo Autuori no banco de reservas.

Cleiton Xavier teve importância fundamental na vitória do Palmeiras. O meia palmeirense participou de 3 dos quatro gols marcados pelo Verdão.  No primeiro deles, aos 19 minutos da primeira etapa, Xavier cruzou da esquerda, e o meia-atacante Roger Guedes dividiu com Thiago Heleno para empurrar para as redes. Desta forma, com a vantagem de um gol, o Palmeiras levaria o resultado para a segunda etapa.

E assim que segundo tempo começou, o Palmeiras marcaria o segundo gol.  A um minuto do tempo final, Gabriel Jesus ampliou.  O jovem atacante aproveitou cruzamento da esquerda feito por Cleiton Xavier, e aliado ao cochilo da zaga atleticana, empurrou para as redes.   Seis minutos depois, foi a vez de Thiago Martins deixar sua marca. Cleiton Xavier, de novo, cobrou escanteio no primeiro pau, e de cabeça, o zagueiro palmeirense não deu chances ao goleiro Weverton, marcando o terceiro do Palmeiras. Aos 41 minutos da segunda etapa, Gabriel Jesus recebeu lançamento na faixa central do campo, avançou pelo meio, e com os zagueiros do Furacão parados, deu números finais ao jogo.

Pouco mais de 33 mil palmeirenses saíram felizes do Allianz Parque após a vitória alviverde, que marcou a estreia do lateral direito Tche Tche, contratado junto ao Grêmio Osasco Audax.  Ele, revezando de função com o volante Jean, executou várias jogadas de ataque alternando subidas pelo meio campo e pela lateral. Jogadas treinadas durante a Inter temporada que o Palmeiras teve desde a eliminação no Paulistão.

Agora, o Palmeiras volta a campo pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro dentro de uma semana. O Verdão vai a Campinas, enfrentar a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, no próximo sábado, 21 de Maio às 16 horas. Já o Atlético PR receberá o xará Atlético Mineiro, no domingo, 22 de Maio, às 11 da manhã.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 4 x 0 ATLÉTICO-PR

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Data: 14/05/2016 (sábado)

Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)

Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do RJ)

Público presente: 33.629

Renda: R$ 2.078.159,34

Cartões amarelos: Lucas Barrios (Palmeiras); Paulo André, Walter, Léo, Nikão (Atlético-PR)

Cartão vermelho: Léo (Atlético-PR)

Gols: Roger Guedes, aos 19min do primeiro tempo; Gabriel Jesus, a 1min, Thiago Martins, aos 7min, Gabriel Jesus, aos 41min do segundo tempo

PALMEIRAS

Fernando Prass; Tchê Tchê, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Matheus Sales, Jean, Róger Guedes (Rafael Marques), Cleiton Xavier (Moisés) e Gabriel Jesus; Barrios (Alecsandro). Técnico: Cuca

ATLÉTICO-PR

Weverton; Léo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Jadson (Hernani), Otávio, Vinícius (Pablo) e Nikão; Ewandro e Walter. Técnico: Paulo Autuori

Por Ivan Marconato via site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Como curar a sofrência palmeirense

(Foto: Cesar Greco / Fotoarena) - Divulgação

(Foto: Cesar Greco / Fotoarena) – Divulgação

O time alviverde há aproximadamente quatro meses foi campeão da Copa do Brasil em 2015, com o mesmo atual time de 2016, ou pelo menos os mesmos jogadores. Quem faz falta no time? O Cleiton Xavier, uma nova revelação surpresa, o tal camisa 9 fazedor de gols – ou talvez um certo mago.

Palmeiras  – com a torcida que sempre grita “Palmeiras, minha vida é você”, será esse grito do maior torcedor alviverde hoje, daquele que apostou na Avanti e na geralmente Arena Palmeiras, repleta de torcedores – sendo o segundo maior público do campeonato Paulista.

 Em Presidente Prudente, as coisas poderiam ter sido melhores, o time paulista já havia vencido em outros anos, Corinthians e São Paulo com resultados memoráveis – com até três gols de diferença. Os três gols de diferença até vieram, porém com uma tal “sofrência” que parece não caber no time palmeirense de bons nomes, que iniciou bem  a partida – com bola na trave no início do jogo, até demonstrando boa reação com o gol de empate do Robinho de pênalti, parecia que ali, o time tiraria a tal Nhaca tenebrosa.

Mas parece que a nhaca se saiu, foi só do Robinho, que até jogou bem, acompanhado de bons lances de Erick e tentativas interessantes de Egidio. Mas ter tomado 3 x 1 ainda no primeiro tempo, deixou o time abatido e sem forças para uma reação emocional imediata na etapa final, diante do time de Diadema.

O Netuno, como é conhecido o time do Água Santa, passou como um cometa  na defesa palmeirense, em praticamente dez ataques efetivos nos 90 minutos, o time fez os quatros gols necessários para uma vitória empolgante, o time do ABC que tinha na partida o problema de estar na zona de rebaixamento e de estrear no comando técnico do time, Márcio Bittencourt, que após o excelente resultado retorna ao ABC como um time que ainda pode buscar a classificação.

Já o  time alviverde, a cobrança de torcedores no treino passado não reflete o resultado em jogo, isso já vem de mais partidas, ainda com o Marcelo de Oliveira no comando. Ao Palmeiras resta vencer o Rio Claro e Corinthians – depois os jogos da Libertadores. Se servir de alento aos palmeirenses, Cuca quando iniciou no comando do Atlético MG, sofreu seis derrotas nas primeiras partidas que iniciou no comando do Galo, logo depois foi campeão da Libertadores, com o time mineiro.

Na partida em Presidente Prudente ecoou do público alviverde “Vergonha, time sem vergonha”, que ainda chegou a gritar olé na posse de bola do time do ABC. Porém mais do que isso, o time do Palmeiras parece em alguns momentos apresentar um time inchado, daqueles que têm força – porém aparentando mais força produzida por anabolizantes a propriamente desenvolvimento muscular. Do elenco inchado, foi assim que Cuca recebeu o time, ainda com um simples detalhe, precisa fazer esse elenco funcionar em pleno decorrer dos campeonatos.

Cuca afirmou em entrevista coletiva pós – jogo: “Assumo toda a culpa de derrota, do jogo de hoje e das outras derrotas, vou conversar com o Mattos , com o Paulo Nobre, mas também não gosto de perder”.

Por Arthur Dafs para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Menina dos olhos!

Foto: viing.blogspot.com

Foto: viing.blogspot.com

A semana foi trágica para os três clubes paulistas, que estão também envolvidos na principal competição do futebol na América do Sul, a Taça Libertadores da América. O campeonato sul-americano de clubes é a “menina dos olhos” de dez entre dez clubes localizados abaixo da linha do equador. A competição continental ficou relegada ao segundo plano por décadas, principalmente depois que o Santos de Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe, conquistou o continente sul-americano e também o mundo.

Mas isso foi há 50 anos. Depois de esporádicas conquistas de clubes brasileiros na década de 90 (São Paulo, Grêmio, Cruzeiro e Vasco); a Libertadores voltou a acender o brilho nos olhos dos clubes brasileiros e de seus dirigentes. É justo! Afinal de contas, a competição sul-americana reverte ao clube retorno de patrocínio, principalmente por conta da visibilidade que as partidas proporcionam devido sua exibição ao vivo pela televisão.

Para termos uma noção de quanto a Libertadores é valiosa, a emissora detentora dos direitos até o ano de 2018 pagou o montante de US$ 450 milhões, e o acordo vale para a transmissão de três competições sul-americanas, a Libertadores, a Copa Sul-Americana e a Recopa, ou seja US$ 150 milhões por ano. Logo, os clubes que não jogam a Libertadores perdem oportunidade de ganhar, e muito, dinheiro.

Em compensação, há uma “colher de chá” afinal de contas, o Campeonato Brasileiro acaba sendo uma competição infinitamente mais vantajosa aos clubes, se levarmos em consideração os aspectos financeiros. O certame nacional custou à R$ 1, 3 bilhão à emissora detentora dos direitos, sendo que cada uma de suas 380 partidas vale R$3,4 milhão.  Na Libertadores, o campeão lucra R$ 30 milhões, ou seja R$ 2,5 milhões por jogo.

Na ponta do lápis, o lucro em disputar a Libertadores é proporcionalmente maior, afinal de contas, tanto o tempo de disputa, quanto o número de jogos é inferior aos disputados pelo Brasileirão. Entretanto, não somente por conta da grana, mas principalmente por causa do prestígio desportivo, não disputar a Libertadores também acaba sendo um péssimo negócio aos times de futebol.

E depois dos jogos desse meio de semana, os times paulistas devem “colocar as barbas de molho” se não quiserem sair no prejuízo. Corinthians e Palmeiras perderam suas partidas desta semana; e o outro paulista, o São Paulo, empatou ontem conquistando seu primeiro ponto em seis possíveis na competição. Então, os clubes paulistas que se cuidem, pois podem ficar cada vez mais distante desse “pote de ouro” que é a competição sul-americana. Será que o “Trio de Ferro” se transformará em “Trio de Lata” e ficará sem essa importante fonte de renda?  Aguardemos!

Por Ivan Marconato para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Todo o elenco fechado com o Marcelo?

Foto: Ivan Marconato

Foto: Ivan Marconato

A comissão técnica e direção do Palmeiras cancelaram a folga na ultima segunda-feira, 29 de fevereiro, pós derrota no domingo diante da Ferroviária pelo Paulistão. Marcelo Oliveira no entanto acompanhou os treinos dos jogadores que nao atuaram contra o time de Araraquara.

O treinador palmeirense continua no cargo pelo menos até quinta-feira (3) diante do Rosário Central pela Libertadores no Allianz Park. Os jogadores em coletiva de imprensa, dizem que o time está fechado com o técnico. Porém com o elenco de mais de 30 jogadores, o resultado de vitórias está abaixo dos dois últimos treinadores anteriores, tanto de Osvaldo de Oliveira e ainda Gilson Kleina.

A boa notícia é que aproximadamente em um mês, o elenco alviverde terá o retorno de três jogadores considerados titulares, o zagueiro Edu Dracena, o volante Gabriel e o meia Cleiton Xavier. Será que o técnico atual campeão da Copa do Brasil se segura até lá?

Para a próxima quinta-feira (3), diante do Rosário, o Palmeiras busca a primeira vitória na competição com os já 30.000 torcedores confirmados de forma antecipada na arena.

Por Arthur Dafs para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Palmeiras perde para o Linense no Paulista e pensa na Libertadores

Setenta e dois dias foi o tempo em que a torcida palmeirense ficou longe do Allianz Parque. E na volta ao novo estádio palestrino, a primeira partida da temporada 2016 realizada na Arena deixou gosto amargo para o Palmeiras. Em jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Paulista, o Palmeiras foi derrotado pelo Linense, antes da estreia na Copa Libertadores, na próxima terça-feira, em Montevideo, diante do River Plate do Uruguai.
O Palmeiras abriu o marcador aos 39 minutos do primeiro tempo. Após lançamento de Moisés no lado esquerdo do ataque, Alecsandro foi derrubado dentro da área pelo volante Marcão, e o árbitro do jogo José Claudio Rocha Filho marcou pênalti. O próprio Alecsandro cobrou a penalidade máxima deixando o Palmeiras em vantagem.

 

 

Mas a vantagem numérica no jogo duraria pouco tempo. O Linense empataria o jogo em menos de dois minutos. Felipe Souto cruzou da esquerda para William Pottker empatar, após receber lançamento nas costas da defesa palmeirense, com um chute de pé esquerdo. O mesmo Pottker marcaria o segundo gol da equipe do interior, dando números finais ao jogo. Em lance rápido, o atacante, livre de marcação, progrediu em velocidade tocando na saída do goleiro do Palmeiras Fernando Prass, que ainda encostou na bola antes que ela entrasse.
Moacir Junior, treinador do Linense, ressaltou a capacidade de recuperação da sua equipe para vencer a partida.” A equipe teve uma boa recuperação psicológica e depois de tomar o gol, e teve frieza para empatar e virar o jogo na casa do adversário, que é muito forte”; explicou o treinador. Além disso, o Linese não vencia uma equipe da capital jogando em solo paulistano há mais de 50 anos.
Um dos principais responsáveis do feito do Linense foi o atacante William Pottker. Autor dos dois gols da equipe de Lins, ele afirmou que a equipe interiorana veio a São Paulo com a intenção de vencer o jogo. “A nossa diretoria montou um elenco para que pudéssemos nos classificar à segunda fase do campeonato paulista, e graças a esse bom trabalho tivemos a oportunidade de mostrar isso no jogo de hoje”; explicou Pottker.
O resultado deixou o Palmeiras com cinco pontos, dividindo a liderança do Grupo B do Paulista ao lado de Ituano e São Bernardo. Já o Linense, na terceira colocação do Grupo A chega a seis pontos, depois de empatar nas três primeiras rodadas O Palmeiras terá pela frente o clássico contra o Santos no próximo compromisso válido pelo Paulistão, no sábado, 20 de Fevereiro, novamente no Allianz Parque. Antes disso, porém, o time visita o River Plate uruguaio, na terça-feira, pela estreia na Libertadores. Já o Linense volta a entrar em campo na quarta-feira, pelo Paulista, para encarar o Mogi Mirim fora de casa.
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 2 LINENSE
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 13 de fevereiro de 2016, sábado
Horário: 17h (de Brasília)
Público: 20.768
Renda: R$ 1.220.429,56
Árbitro: Jose Claudio Rocha Filho
Assistentes: Luis Alexandre Nilsen e Rafael Tadeu Alves de Souza
Cartões amarelos: William Pottker, Marcão, Zé Antônio (Linense)
Gols: Alecsandro (Palmeiras), aos 37 do 1º tempo, William Pottker (Linense), aos 39 do 1º tempo e aos 36 do 2º tempo.
Palmeiras: Fernando Prass; João Pedro, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Matheus Sales, Moisés (Régis), Allione e Rafael Marques (Erik); Alecsandro (Cristaldo).
Técnico: Marcelo Oliveira
Linense: Oliveira; Bruno Moura, Adalberto, Ednei e Rogério (Rogerinho); Marcão, Fillipe Souto (Guilherme Lazaroni), Zé Antônio e Thiago Humberto; Ricardinho (Cristiano) e William Pottker.
Técnico: Moacir Junior.
Por Ivan Marconato para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Empate no clássico paulista agita a rodada

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O duelo entre Palmeiras e Corinthians neste final de semana agitou todos no Brasileirão 2015. O placar de 3 x 3, sempre com a equipe verde conseguindo estar a frente do placar mostrou que o campeonato nacional esta forte e complicado.

O Verdão abriu o placar com Lucas após desvio na defesa corinthiana, o Timão empatou com Guilherme Arana que recebeu em profundidade, 1 x 1. Pouco tempo depois o Verdão voltou a ficar a frente, Lucas cruzou e Robinho de cabeça anotou, Verdão 2 x 1. Não dava para respirar. Cruzamento venenoso na área do Palmeiras e Amaral acabou colocando para dentro, gol contra, 2 x 2.

Ainda na primeira etapa, cruzamento na área e Dudu foi na rede, Palmeiras 3 x 2. Mas aos 34 do segundo tempo, Vagner Love de cabeça marcou o gol de empate, 3 x 3. Um belo jogo. O Corinthians é líder com 50 pontos enquanto p Palmeiras é o sétimo com 35 pontos.

Resultados da 23° rodada:

São Paulo  2 x 0 Internacional

Vasco da Gama 1 x 2 Atlético-MG

Atlético-PR 0 x 0 Joinville

Chapecoense 0 x 0 Ponte Preta

Cruzeiro 5 x 1 Figueirense

Avaí 0 x 2 Coritiba

Palmeiras 3 x 3 Corinthians

Fluminense 1 x 3 Flamengo

Grêmio 2 x 1 Goiás

Sport 1 x 1 Santos

Classificação

P J V E D GP GC SG %
1 Corinthians 50 23 15 5 3 38 18 20 72
2 Atlético-MG 45 23 14 3 6 39 22 17 65
3 Grêmio 44 23 13 5 5 33 18 15 63
4 São Paulo 38 23 11 5 7 31 23 8 55
5 Atlético-PR 37 23 11 4 8 27 23 4 53
6 Flamengo 35 23 11 2 10 30 30 0 50
7 Palmeiras 35 23 10 5 8 39 26 13 50
8 Santos 34 23 9 7 7 35 28 7 49
9 Fluminense 33 23 10 3 10 25 27 -2 47
10 Sport-PE 33 23 7 12 4 33 25 8 47
11 Internacional 31 23 8 7 8 22 26 -4 44
12 Chapecoense 29 23 8 5 10 19 24 -5 42
13 Cruzeiro 28 23 8 4 11 22 23 -1 40
14 Ponte Preta 28 23 6 10 7 22 26 -4 40
15 Figueirense 26 23 7 5 11 22 34 -12 37
16 Coritiba 26 23 6 8 9 16 23 -7 37
17 Goiás 25 23 6 7 10 21 21 0 36
18 Avaí 23 23 6 5 12 23 38 -15 33
19 Joinville 21 23 5 6 12 17 25 -8 30
20 Vasco 13 23 3 4 16 9 43 -34 18

O campeonato segue neste meio de semana com destaque para o duelo entre Corinthians x Grêmio que acontece em São Paulo, Internacional x Palmeiras que acontece no Porto Alegre e o clássico paulista entre Santos x São Paulo que acontece em Santos.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan