Seahawks e Patroits no Super Bowl XLIX

Foto: Getty Images / espn.uol.com.br

Foto: Getty Images / espn.uol.com.br

A 49ª edição do Super Bowl terá frente a frente Seattle Seahawks e New England Patriots, que garantiram suas vagas de maneiras bem opostas.

Na NFC, os Seahawks venceram o Green Bay Packers por 28 x 22 em uma das vitórias mais épicas da história da NFL.

Mesmo fora de casa, os Packers começaram o duelo melhor e abriram incríveis 16 x 0, após três Field Goals e um Touchdown. O resultado era surpreendente, até por ser conquistado fora de casa e por ser em cima dos atuais campeões do Super Bowl. Porém, é claro que os Seahawks não venderiam o duelo de maneira fácil.

O time de Seattle tinha dificuldades de avançar, principalmente por causa de seu QB Wilson, que fazia uma das piores partidas de sua vida (ele foi interceptado em quatro oportunidades no duelo), mas a equipe alcançou seu primeiro TD. O problema é que, na sequência, os Packers fizeram mais um FG e encaminhavam uma bela vitória.

Se o jogo estava complicado, ele parecia definido quando, faltando cinco minutos para o final, Wilson foi interceptado novamente, mas na NFL tudo pode acontecer, inclusive o atleta se redimir dos erros, caso de Wilson, que entrou na End Zone, diminuindo a desvantagem. A virada era questão de sorte e essa estava com o Seattle. Matthews recuperou um onside kick e Marshwan Linch fez um TD, virando o duelo para 22 x 19.

O jogo estava emocionante e ainda melhorou. Os Packers converteram um FG e levaram a partida para a prorrogação.

Nos últimos 15 minutos, a regra era: quem fizesse um TD terminava o duelo. Se uma equipe alcançasse um FG, o rival ainda teria chance de atacar.

Os donos da casa não quiseram abusar mais da sorte e fizeram um Touchdown, encerrando o duelo em 28 x 22, que levou os Seahawks à decisão de Super Bowl consecutiva, o que não acontecia desde 2005, quando os Patriots avançaram para sua segunda decisão (2004 e 2005).

Foto: Getty Images / espn.uol.com.br

Foto: Getty Images / espn.uol.com.br

Falando no time de New England, ele é exatamente o rival dos Seahawks no Super Bowl XLIX.

Os Patriots, comandados por Tom Brady, tinham pela frente o Indianapolis Colts, de Andrew Luck, que fez um jogo bem abaixo do esperado. Já Brady estava inspirado. Com três passes para Touchdowns e 226 jardas, o QB do New England fez sua equipe jogar muito bem, tanto que massacrou os rivais por 45 x 7.

A defesa dos Colts não conseguiu segurar sequer cinco minutos, tempo em que os Patriots fizeram seu primeiro TD. E a situação piorou, porque logo na sequência os donos da casa voltaram a marcar mais sete pontos. O Indianapolis diminuiu o prejuízo com um TD corrido de Zurlon Tipton, mas logo depois os mandantes fizeram um FG e foram para o intervalo com 17 x 7 no placar.

O descanso só piorou as coisas para os Colts, que foram atropelados na reta final do duelo, principalmente no terceiro quarto, em que os Patriots marcaram três TD’s e praticamente fecharam o jogo.

Sobre a ida do New England à final, algumas coisas têm que ser destacadas. Essa é a oitava vez que a equipe avança para um Super Bowl, igualando Dallas Cowboys e Pittsburgh Steelers como os maiores a disputaram o “grande jogo”. Das oito decisões, o QB Tom Brady e o treinador Bill Belichick estavam representando a equipe em seis delas, fazendo com que eles se tornassem os maiores em número de decisões. Além disso, Belichick alcançou a marca de 21 vitórias na pós-temporada, ultrapassando Tom Landry, ex-treinador do Dalas Cowboys.

Sobre Brady, ele se tornou o QB com mais jardas em pós-temporada. Agora são 7017, ultrapassando o eterno rival Peyton Manning.

A grande decisão da NFL, o Super Bowl XLIX, acontecerá no dia 1º de fevereiro, domingo, em Arizona.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Anúncios

NFL tem finais de conferências definidas

Foto: Getty Images / espn.uol.com.br

Foto: Getty Images / espn.uol.com.br

As finais das conferências da NFL foram definidas no último final de semana, após duas partidas no sábado e duas no domingo.

Pela NFC, Seattle Seahawks e Green Bay Packers garantiram as vagas na decisão. Atuais campeões, os Seahawks não tiveram dificuldades para bater o Carolina Panthers por 31 x 17, com um show do QB Russell Wilson, que lançou para 268 jardas e três touchdowns, além de correr para 22 jardas. A vitória enterrou uma maldição na NFL, afinal desde 2005 o atual campeão não vencia uma partida de playoff. O time de Seattle se mostra cada duelo mais forte e preparado para o bicampeonato de sua conferência.

Para alcançá-lo, os Seahawks terão de passar pelo Green Bay Packers, que venceu o Dallas Cowboys por 26 x 21, contando com bela atuação do QB Aaron Rodgers, que teve 317 jardas recebidas e três touchdowns. Aliás, os Packers jogaram 19 partidas como mandantes e Rodgers ainda não foi interceptado.

O duelo entre Seahawks e Packers acontecerá no próximo domingo, às 18h (de Brasília), no CenturyLink Field, em Seattle.

Do outro lado, na AFC, o duelo aguardado entre Tom Brady e Peyton Manning não acontecerá, porque os Broncos foram eliminados.

A equipe de Manning não resistiu aos Colts, de Andrew Luck , e acabou eliminada ao perder, em casa, por por 24 x 13. Depois do duelo, a ESPN Internacional divulgou que duas fontes afirmaram que o QB dos Broncos jogou a final com uma lesão muscular no quadríceps direito, que incomoda o atleta desde dezembro de 2014, portanto, desde o final da temporada regular. Além disso, a franquia de Denver não será mais comandada por John Fox, que saiu após quatro temporadas.

Na decisão os Colts farão um grande duelo contra o New England Patriots, que passou pelo Baltimore Ravens pelo placar de 35 x 31, em um dos jogos mais marcantes desta temporada da NFL.

Mesmo fora de casa, os Ravens passaram grande parte do confronto na frente. Primeiro a equipe de Baltimore abriu 14 x 0 e depois 28 x 14, sempre com os Patriots empatando na sequência. No final, o time de Brady conseguiu a virada e saiu com a vitória.

Essa partida fez o QB do New England entrar mais uma vez para a história da NFL, porque Brady deu três passes para TD’s, chegando aos 46 em playoffs e ultrapassando Joe Montana, que tem 45.

O confronto entre Patriots e Colts também acontecerá no próximo domingo, mas às 21h30 (de Brasília), no Gillette Stadium, em New England.

Serão dois grandes duelos que definirão o Super Bowl XLIX. Por jogarem em casa e por terem feito as melhores campanhas em suas conferências, Seahawks e Patriots são os favoritos para levarem a NFC e a AFC, respectivamente.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Colts e Cowboys vecem e avançam na NFL

Foto: Getty Images / bleacherreport.com

Foto: Getty Images / bleacherreport.com

Os últimos classificados para as semifinais das Conferências da NFL foram conhecidos neste domingo, Colts e Cowboys, que confirmaram o mando de campo e avançaram na disputa.

No duelo da Conferência Americana, o Indianapolis Colts venceu o Cincinnati Bengals por 26 x 10, sem grandes dificuldades.

A partida começou quente, com um touchdown para cada lado na primeira parcial. Já na segunda, as defesas se postaram muito bem, sem dar chances aos ataques, que pontuaram apenas com Field Gols, com vantagem para os mandantes, que fizeram 2 FG’s a 1.

Na volta do intervalo os Colts praticamente definiram o duelo, com um TD Donte Moncrief de 36 jardas, após passe do quarterback Luck, e um Field Goal de Vinatieri.

A situação estava praticamente definida e, no último período, Vinatieri voltou a marcar um FG para os Colts.

Com o resultado, os Colts avançaram na disputa enfrentarão os Broncos, de Peyton Manning. Aliás, será um reencontro do QB com a equipe em que é ídolo. Sorte dos Colts que Andrew Luck está em boa fase e promete desbancar Manning no duelo.

Foto: Tom Pennington / Getty Images / bleacherreport.com

Foto: Tom Pennington / Getty Images / bleacherreport.com

Do outro lado, na Conferência Nacional, o Dallas Cowboys passou pelo Detroit Lions, com uma virada sensacional.

A partida começou tranquila demais para os Lions, que fecharam o primeiro quarto com dois TD’s, abrindo 14 x 0 no duelo. Na segunda parte os Cowboys voltaram para o jogo ao fazerem um TD, mas a vantagem voltou a aumentar com um Field Goal dos Lions.

Na terceira parte do jogo, os Cowboys conseguiram um TD com muita raça. A equipe optou por uma jogada ao invés de um chute no quarto down, que resultou em um touchdown de DeMarco Murray.

No último quarto, Dan Bailey acertou um belo chute de 51 jardas, que diminuiu a desvantagem para apenas três pontos. A torcida continuou apoiando muito os Cowboys, que chegaram à virada com um belo passe de Tony Romo para Terrance Williams, que agarrou a bola dentro da end zone, garantindo a vitória dos mandantes. Os Lions até tentaram a vitória, mas o quarterback Matthew Stafford levou um sack de DeMarcus Lawrence, que gerou um fumble e o próprio Lawrence recuperou a bola, garantindo a vitória do time de Dallas, que enfrentará os Packers na semifinal da NFC.

Sobre as semifinais, elas acontecerão no próximo final de semana, mais precisamente nos dias 10 e 11 de janeiro.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Cardinals e Ravens avançam nos playoffs da NFL

Foto: Getty Images / espn.uol.com.br

Foto: Getty Images / espn.uol.com.br

A parte mais emocionante da temporada da NFL começou, a pós-temporada, também conhecida por playoffs. Neste sábado foram disputados dois jogos, um da Conferência Americana e um da Nacional.

Na Conferência Americana, os Ravens bateram os Steelers por 30 x 17 e avançaram às semifinais. E mais, essa foi a primeira vitória do time de Baltimore em um playoff após a conquista do título da temporada 2012-13, afinal a equipe decepcionou ao ficar fora da pós-temporada da temporada 2013-14.

Para valorizar mais o resultado, essa foi a primeira vez que os Ravens venceram os Steelers nos playoffs. Antes disso a equipe de Pittsburgh tinha três derrotas, em 2002, 2009 e 2011. O detalhe é que as quatro partida foram disputadas na casa dos Steelers, que sentiram muito a ausência do lesionado running back Le’Veon Bell. Por esse motivo, a equipe fez apenas um touchdown no duelo.

Com isso, os Patriots, de Tom Brady, conheceram seus adversários, os Ravens. Com certeza será um grande duelo, mas é fato, até pela questão do mando, que o New England é favorito.

Foto: Jeff Haynes / AP / al.com

Foto: Jeff Haynes / AP / al.com

Já na Conferência Nacional, os Panthers venceram os Cardinals por 27 x 16 e avançaram. Vale destacar que a equipe de Arizona estava desfalcada, porque Carlson Palmer e Drew Stanton, principais quarterbacks da equipe, estão lesionados. Sobrou, então, para Ryan Lindley, que fez com que a equipe avançasse apenas 97 jardas.

O detalhe é que a derrota dos Cardinals manteve uma escrita na NFL, em que o time da sede do Super Bowl nunca consegue o título.

O resultado deixa a equipe de Carolina com a melhor campanha depois da temporada 2005-06, quando chegou na decisão de sua Conferência. De lá para cá, os Panthers foram eliminados nas estreias do Wild Card, quando avançaram para os playoffs.

Como a equipe de Carolina acabou a temporada regular na 4ª posição, precisa esperar o duelo entre Dallas Cowboys (3º) e Detroit Lions (6º), na noite deste domingo, para conhecer seu adversário nas semis. Se os Cowboys vencerem, os adversários serão os Seahawks. Já se a vitória for dos Lions, os Panthers enfrentam os Packers.

Além de Cowboys x Lions, a noite da NFL terá a outra partida de quartas de final, mas da Conferência Americana, Colts x Bengals, em Indianapolis.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Semifinais decididas na NFL

A NFL teve um dos melhores, senão o melhor, wild cards da história. Três dos quatro jogos foram decididos com menos de 3 ou menos pontos de diferença. Um final de semana de arrepiar para quem torce para algum dos times ou simplesmente é fã do esporte. A última vez que algo parecido aconteceu, foi em 2006, quando, também, três jogos foram decididos com 3 gols ou menos.

Foto: suffolkjournal.net

Foto: suffolkjournal.net

Os dois primeiros jogos foram no sábado. O primeiro deles foi entre Indianapolis Colts, time da casa, e Kansas City Chiefs. Os visitantes começaram o jogo de uma maneira arrasadora e no terceiro período abriram 28 pontos de diferença. Parecia impossível

Foto: AP (esportes.terra.com.br)

Foto: AP (esportes.terra.com.br)

uma virada, mas só parecia. Com o apoio de sua fanática torcida, os Colts viraram nos minutos finais e conseguiram segurar o último ataque do rival, 45 x 44 e vaga na próxima fase.

Pouco depois, o Philadelphia Eagles recebeu o New Orleans Saints. Diferente do jogo anterior, a partida teve poucos pontos, mas foi disputada e decidida nos momentos finais. O time da casa entrou como favorito, mas ele não prevaleceu. Vitória dos Saints por 26 x 24.

Já o domingo começou com um jogo diferente das partidas do dia anterior. Equilíbrio em campo, mas não no placar. O Cincinnati Bengals recebeu o San Diego Chargers e acabou derrotado, 27 x 10.

Menos de quatro horas depois foi a vez do vice-campeão do Super Bowl 2013, o San Francisco 49ers, entrar em campo, visitando o Green Bay Packers. Na semifinal da Conferência Nacional do ano passado, em San Francisco, os 49ers venceram o adversário e foram para a decisão. Dessa vez a partida era válida pelas quartas e o local do jogo era Green Bay. Mesmo assim, o final foi o mesmo, vitória dos 49ers por 23 x 20. Suada no placar e no campo. Faltando dois segundos para o cronômetro zerar, o time de San Francisco acertou um field goal, que deu a vitória para a equipe.

Com isso, os confrontos da semifinal das Conferências são:

Conferência Americana

New England Patriots x Indianapolis Colts – sábado, às 23h15

Denver Broncos x San Diego Charger – domingo, às 19h40

Conferência Nacional

Seattle Seahawks x New Orleans Saints – sábado, às 19h35

Carolina Panthers x San Francisco 49ers – domingo, às 16h05

Os primeiros colocados da primeira fase entram diretamente nessa, a semifinal, o que os credenciam a jogar em casa e serem favoritos, na maioria das partidas. Na Conferência Americana eu aposto nos Patriots e nos Broncos e na Nacional, Seahawks e 49ers.

As partidas acontecem já no próximo final de semana. A tendência é que o equilíbrio das quartas se repita nas semis, afinal agora vale vaga na final das Conferências.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Começam os Playoffs da NFL

Foto: suffolkjournal.net

Foto: suffolkjournal.net

Após 16 rodadas, os classificados para os playoffs da NFL 2013/2014 foram conhecidos. São 12 equipes ao todo, seis de cada conferência. Quatro times, os dois primeiros de cada conferência, já garantiram vagas na semifinal. Já as outras oito equipes ainda passarão por outro mata-mata antes de chegar à semifinal. Bom deixar claro que a NFL tem duas finais. A primeira é a da conferência e a segunda é a da competição inteira, conhecida como Super Bowl, um evento de gala.

Os Broncos tiveram a melhor campanha da primeira fase, 13 vitórias e 3 derrotas, e já estão nas semis. Foto: Justin Edmonds (bleacherreport.com)

Os Broncos tiveram a melhor campanha da primeira fase, 13 vitórias e 3 derrotas, e já estão nas semis. Foto: Justin Edmonds (bleacherreport.com)

Na Conferência Americana, Denver Broncos e New England Patriots já estão na semifinal. Nas quartas de final, Cincinnati Bengals e San Diego Chargers se enfrentam. Quem vencer encara os Broncos. Já a outra partida das quartas coloca frente a frente Indianapolis Colts e Kansas City Chiefs. O vencedor disputará a semifinal contra os Patriots. As minhas apostas são em Bengals e Colts.

Na Conferência Nacional, Seattle Seahawks e Carolina Panthers já avançaram para as semis. Já as semifinais serão Philadelphia Eagles x New Orleans Saints e Green Bay Packers x San Francisco 49ers. O vencedor da primeira partida encara os Seahawks e o da segunda, os Panthers. Eu aposto nos Eagles e nos 49ers.

As partidas das quartas começam hoje e já terminam amanhã. Na noite de hoje, às 19h30, os Colts recebem os Chiefs. Mais tarde, às 23h, é a vez de Eagles e Saints disputarem a classificação em New Orleans.

Amanhã é também é dia de NFL, com outras duas partidas. A primeira será às 16h, entre Bengals e Chargers, em Cincinnati, e a segunda às 19h30, entre Packers e 49ers, em Green Bay.

Bom lembrar que o campeão da temporada passado, o Baltimore Ravens não se classificou para a parte de mata-mata, algo inesperado.

A disputa a partir das quartas será enorme, afinal só as melhores equipes do ano estão na disputa.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan