Ney Franco não é mais técnico do São Paulo!

fonte foto: globoesporte.com

fonte foto: globoesporte.com

Com uma relação ruim com alguns jogadores, Ney Franco acabou não aguentando o cargo de treinador do São Paulo. O time estava sem qualquer padrão tático e ele vinha sendo muito criticado pela torcida.

Ele não resistiu à derrota para o Corinthians, na última quarta-feira, pela Recopa Sul-Americana, e, nesta sexta-feira, dia em que completou um ano no São Paulo, foi demitido. O anúncio foi feito em entrevista coletiva no CT. A decisão não foi unânime. O diretor de futebol Adalberto Baptista era contra a demissão, mas acabou sendo voto vencido.

Sob seu comando, o time disputou 79 partidas, conquistou 41 vitórias, 16 empates e 22 derrotas – aproveitamento de 58,6%. Com ele, sai Éder Bastos (auxiliar-técnico).

No clássico contra o Santos, domingo, no Morumbi, o auxiliar técnico Milton Cruz comandará a equipe interinamente.  A diretoria já corre atrás de um substituto e Muricy Ramalho, tricampeão brasileiro pelo tricolor, em 2006, 2007 e 2008, é o nome mais cotado.

fonte foto: spfc.terra.com.br

fonte foto: spfc.terra.com.br

Além da insatisfação com o treinador, o elenco do São Paulo tinha sérias restrições ao auxiliar do técnico, Éder Bastos, responsável pela maioria dos treinos realizados no CT da Barra Funda. Ney Franco também não tinha boa relação com Milton Cruz, funcionário do clube há 15 anos e que é o responsável pelas contratações. Milton é amigo pessoal de Muricy Ramalho, que deverá voltar com tapete vermelho estendido com a missão de colocar a casa em ordem.

Mas outros treinadores também podem aparecer no clube, caso a pedida salarial de Muricy, que gira em torno de 700 mil reais não seja reduzida para a base que o Tricolor paga para os seus treinadores, que é de 300 mil reais. Outros que podem surgir são Wanderlei Luxemburgo, Paulo Autuori, Celso Roth e, até mesmo, Dorival Júnior. Todos estão sem clube no momento.

A diretoria já quer agilizar para o novo comandante assumir até terça-feira, dia 09 de julho, para estreia contra o Bahia, pela sétima rodada do Brasileirão. Vamos aguardar mais informações no final de semana.

por: Guilherme Fenelon

Anúncios

Recopa 2013: São Paulo x Corinthians

O clássico entre São Paulo e Corinthians, nesta quarta-feira, às 21h50, no Morumbi, será a primeira partida da decisão da Recopa Sul-Americana de 2013.

E agora falaremos primeiramente sobre o visitante, o Timão, com Matheus Furlan.

Corinthians

fonte foto: folhaz.com.br

fonte foto: folhaz.com.br

O Timão trabalhou esta semana de olho na transferência de Paulinho e como é um jogador chave do elenco corinthiano, o técnico Tite sabe que remontar a equipe sem o volante será bem complicado.

Guilherme  e Edenílson são os favoritos para a a vaga, mas um jogados chamado Renato Augusto, que já herdou a camisa 8 de Paulinho corre por fora. Ele joga no meio e tambem faz a função de segundo volante e pode muito bem ser títular da equipe, mas Tite não abre mão de dois volantes então vamos aguardar para ver  o que o Timão terá de diferente no meio campo, ponto forte da equipe do Parque São Jorge.

No ataque o ttreinador corinthiano não tem duvidas, Emerson, Guerrero e Romarinho vão para o jogo , mas como ja conhecemos o estilo de jogar da equipe sabemos que Emersom e Romarinho terão muito mais função de marcar do que de atacar própriamete dito, e o Pato? Bem o Alexandre Pato parece viver uminferno astral pessoal, depois de ter varias chances de marcar nas últimas partidas, o atacante volta para o banco de reservas e terá que começar a remar tudo de novo para adquirir a vaga de títular na equipe.

Para o atacate Guerrero jogar no Morumbi é muito bom, pois na entrada do estádio o ônibus é alvejado  e isso deixa os jogaddores com muito mais vontade de mostrar um grande futebol. A gente gosta de jogar no Morumbi, mesmo contra a torcida deles. A torcida deles fica esperando a gente na chegada e jogando cerveja, garrafas… A gente entra em campo com raiva para ganhar deles.”

A provavél escalação do Timão deverá ter Cássio, Alessandro, Paulo André, Gil e Fábio Santos; Ralf, Guilherme (Edenilson) e Danilo; Emerson, Romarinho e Guerrero.

E agora o adversário, o Tricolor Paulista, com Guilherme Fenelon.

São Paulo

fonte foto: gazetaesportiva.net

fonte foto: gazetaesportiva.net

Ney Franco está na corda bamba e espera um sucesso nesta disputa para seguir no cargo. Sua situação não é confortável após ter sido eliminado nas oitavas de final da Libertadores e na semifinal do Paulista. A diretoria garante respaldo ao treinador, mas uma derrota diante do Corinthians pode complicar a situação. Nem mesmo a conquista da Copa Sul-Americana, no ano passado, serviu para acalmar os ânimos e trazer paz ao trabalho do comandante.

Desde a saída de Lucas, o técnico testou várias formações táticas. Insistiu no 4-2-3-1, mesmo sem ter um substituto para o atacante, e demorou a dar oportunidades para Ganso. Além disso, entrou em conflito com alguns atletas, casos de Lúcio, Ganso e Fabrício. O resultado disso tudo foi manifestação da torcida, que pediu a volta de Muricy Ramalho ao clube.

Apesar dos momentos conturbados vividos nos últimos meses, Ney Franco não vê os clássicos da Recopa Sul-Americana como decisivos para seu futuro no Tricolor: “Não me sinto pressionado. Trabalho da mesma forma de quando eu cheguei. O treinador do clube grande sempre é pressionado para vencer. É uma pressão normal de cargo de treinador do São Paulo. Coisa que você controla por já ter passado por outros lugares”. Será?!!

fonte foto: lancenet.com.br

fonte foto: lancenet.com.br

E para o atacante Luis Fabiano, somente a tática e a técnica não farão a diferença no clássico. Para ele, o time que tiver mais espírito de luta levará a melhor: “Tivemos um exemplo bem claro disso no último domingo. Todo mundo falava que a Espanha era o bicho-papão, era a favorita, com os melhores jogadores do mundo. E o que aconteceu? Eles foram atropelados. Isso aconteceu porque o Brasil teve um espírito diferente. Todos lutaram do primeiro ao último minuto. Espero que possamos fazer isso contra um adversário bastante qualificado”.

Com os treinos fechados, Ney Franco não revela o time. Mas, caso a opção seja pelo 4-2-3-1, Aloísio seguirá no ataque ao lado de Luis Fabiano e Osvaldo. Caso seja no 4-4-2, Ganso formará dupla de armadores com Jadson, que entraria na vaga de Aloísio.

O time provável terá: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Juan; Denilson, Rodrigo Caio e Jadson; Aloísio (Paulo Henrique Ganso), Luís Fabiano e Osvaldo.

A expectativa de hoje é que tenha entre 35 mil a 40 mil torcedores no Morumbi.

Vamos para as apostas?! Opa, eu aposto em 2×0 para o Tricolor Paulista. Uma boa vantagem em casa. Já, meu parceiro e grande irmão aposta  em uma vitória do Corinthians de 2×1. Nós já apostamos no ApostasOnLine.com e você, mande o seu palpite e aposte também para já arrecadar na cerveja de hoje!

por: Matheus Furlan (Corinthians) e Guilherme Fenelon (São Paulo).

Em Santa Bárbara d’Oeste, Tricolor quer seguir na ponta!

fonte foto: uol.com.br

fonte foto: uol.com.br

Nesta quarta-feira, às 19h30, no estádio Estádio Antônio Lins Ribeiro Guimarães, o São Paulo voltará a enfrentar o União Barbarense após um período de mais de oito anos sem confronto entre os dois clubes.

No dia 5 de fevereiro de 2005, aconteceu o último duelo entres os times, em Santa Bárbara, que terminou emaptado por 2×2, pelo Campeonato Paulista. Ao todo, os dois clubes se enfrentaram somente sete vezes, com cinco vitórias do São Paulo, um empate e um triunfo do time do interior.

O Tricolor terá seis desfalques para está partida: Jadson, Luis Fabiano (lesionado), Denilson (problemas pessoais), Maicon (lesionado por tempo intederminado), Rodrigo Caio (suspenso) e Rogério Ceni (lesionado) são os desfalques confirmados por Ney Franco para a partida que pode assegurar a liderança do time no Campeonato Paulista com duas rodadas de antecedência.

Rogério Ceni e Luis Fabiano estão em tratamento das lesões no pé direito e na panturrilha esquerda, respectivamente, e Jadson, como está suspenso para jogar contra o Atlético-MG, no dia 17 de abril, no Morumbi, pela Libertadores, fica fora para que Ney já observe o esquema que pretende para o jogo da Libertadores.

Para o técnico, o zagueiro Lúcio foi muito bem na vitória por 3×1 diante do Botafogo, inclusive com direito a gol de falta, e merece uma nova chance. Para isso, ele tirará Edson Silva da defesa. Rafael Tolói será seu companheiro pela esquerda.

“Quero usar esse jogo de amanhã, basicamente, para que desenhar o time. Além de ter a responsabilidade de uma vitória no Paulista, a gente precisa desenhar a equipe para enfrentar o Atlético-MG. No sábado, não vamos correr riscos para evitar problemas como foi o de Maicon”, disse Ney Franco.

Para o lugar de Jadson, o escolhido foi o lateral-direito Douglas. Ele vem sendo muito elogiado e, 0além de ter a possibilidade tática de atuar pela ala direita quando necessário, pode servir para jogar em velocidade no ataque.

Assim, o time de hoje deve ser o seguinte: Denis; Paulo Miranda, Lúcio, Rafael Tolói e Carleto; Wellington, Fabrício, Douglas e Ganso; Osvaldo e Aloísio.

Já que o Tricolor precisa de somente 2 pontos para se manter na ponta do Paulista, eu aposto em uma vitória fora de casa. 2×0, gols de Aloísio e de Ganso. E você? Já apostou nesse placar? Ou prefere dar outros palpites e apostas? Vai lá no ApostasOnline.com e ganhe um dinheiro com isso.

Deixe seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Fenelon

Tá difícil! Pra quê complicar?

fonte foto: lancenet.com.br

fonte foto: lancenet.com.br

É São Paulo, já estava difícil na Libertadores… agora complicou de vez! VERGONHA!!!

O Tricolor, na minha opinião e do técnico Ney Franco, jogou muito abaixo do esperado na Argentina. Foi com salto alto e com ar de quem já ganhou do time que deu trabalho no Morumbi. Mas o treinador também errou ao entrar em um esquema que não estava bem treinado, o 3-5-2.

Foi um time irritantemente mesquinho, com a liderança da mesquinhagem para o zagueiro Lúcio que, quando foi substituído, o egoísmo ficou em primeior lugar ao invés do clube que defende. Foi muito bem substituído pois estranhou o esquema com três zagueiros e mostrou uma insegurança em alguns lances que não combina com sua experiência.

Tolói e Edson Silva sentiram muitas dificuldades no novo esquema com três zagueiros. Furaram, erraram passes e não tiveram sorte contra o fraco ataque argentino.

Douglas, apesar de muito fraco tanto na defesa quanto no ataque, pelo menos, quando foi substituído, fico no bnaco de reservas para torcer para o clube que o contratou e que defende hoje. Cortez, a mesma coisa. Ruim tanto na defesa quanto no ataque.

Denílson?!?! Esse não é o mesmo do ano passado. Perdido em campo e um dos piores da partida.

Os melhores, mas também não tanto para ajudar, foram Rodrigo Caio, Jadson, Aloísio e Osvaldo. Esses jogaram na medida. Rodrigo Caio ajudando muito na defesa e no ataque. Jadson sempre apoiando, mas muito apagado em comparação a outros jogos. Aloísio substituiu muito bem o “bad boy” Luis Fabiano e Osvaldo que, para mim, foi o melhor em campo! Merecida a sua convocação para a seleção, apesar de sempre salientar que existem outros melhores que ele. Mas, como amistoso é, por enquanto, um teste, o Felipão quer testá-lo com a amarelinha.

Para mim o São Paulo, não chegou nem perto do São Paulo que acabou o ano passado campeão. E, para mim, Lúcio é banco!

fonte foto: lancenet.com.br

fonte foto: lancenet.com.br

Eu não gostaria que o Ney Franco caísse, pois me parece ser mais os jogadores do que o próprio técnico. A diretoria poderia muito bem parar de passar a mão na cabeça de cada um dos jogadores e tratá-los como empregados, como deve ser em qualquer empresa.

E gostaria de dizer como disse o técnico Emerson Leão para o Sr. Juvenal: “Juvenal, faça como o Papa, renuncie pela idade. Chegou a hora de ele fazer como o Papa”, disse ele em entrevista à ESPN.

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Fenelon

Liberta 2013: Arsenal-ARG X São Paulo

fonte foto: globoesporte.com.br

fonte foto: globoesporte.com.br

Hoje é clima de decisão para o Tricolor Paulista. Nesta quinta-feira, às 21h30, no estádio Júlio Humberto Grondona, em Sarandí, pela Libertadores, o Tricolor precisará muito da vitória e só pensará nela.

O técnico Ney Franco fez treinos secretos durante a semana para preparar o time  para o confronto. Já o Arsenal poupou os titulares na última rodada do Nacional  visando o duelo no torneio continental. O treinador quer mudar o panorama e, para isso, realizou treinamentos secretos  durante a semana. Sem Luis Fabiano (na foto sendo expulso no pós-jogo) e Wellington (terceiro cartão amarelo), ambos suspensos, o comandante  trabalha para ajustar o time.

A única boa notícia no Tricolor foi ontem, o atacante Osvaldo foi convocado pelo técnico Felipão, por conta da contusão do meia-atacante Lucas, do PSG, cortado.

O clube do Morumbi ocupa a segunda posição do grupo (quatro pontos). O difícil é que nos próximos três jogos, fará, além do jogo de hoje, mais um fora de casa contra o The Stronguest-BOL e, depois, recebe o Atlético-MG no Morumbi.

Já o time de Sarandí é o lanterna, com apenas um ponto em três jogos.

Pela última rodada do Nacional, o técnico Gustavo Alfaro poupou os titulares,  visando o confronto diante do São Paulo. Amargando a lanterna do grupo, com  apenas um ponto, o Arsenal quer apagar a impressão deixada da última exibição da  equipe em casa, quando foi goleada pelo Atlético-MG por 5 a 2. O zagueiro Braghieri, que retornou de lesão contra o Tricolor, deve ser mantido.  Aguirre também ganhou a posição no meio e Olivero permanecerá fora. No ataque, o  treinador ainda tem dúvidas.

O time argentino entrará em campo com: Campestrini, Gerlo, Ezequiel Lopez, Braghieri,  Perez; Carboreno, Ortiz, Marcone e Aguirre; Luggercio e Furche.

Já, o tricolor, entrará com alguns desfalques e algumas mudanças, o time provável será: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e  Cortez; Fabrício, Denilson (Rodrigo Caio), Maicon (Ganso) e Jadson, Osvaldo e  Aloísio.

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Fenelon

Bolívar 4 x 3 São Paulo

fonte foto: canalspfc.com

fonte foto: canalspfc.com

E o São Paulo perdeu a invenciblidade na Bolívia mas foi um grande salto para a Libertadores 2013 apesar da atuação. Jogou os primeiros 30 minutos como jogou todo o tempo no primeiro jogo, depis acalmou demais e tomou a virada.

Muitos torcedores acham e dizem que não importa, o time está classificado. Mas eles esquecem que no futuro, se o time jogar assim e ser eliminado não vai ter ninguém falando que pelo menos estava na Libertadores. Não, só veremos torcedores xingando Luis Fabiano, Jadson e Ney Franco, como sempre acontece e como sempre aconteceu.

Só espero que isso não aconteça, mesmo com a derrota. Pois quem mais perde com isso são os prórpios torcedores tricolores que perdem grande jogadores ídolos e futuros ídolos. Perdem um técnico que fez o time jogar e demonstrou que é sim um grande técnico.

Como disse Rogérico Ceni ontem: “Nós tivemos uma aula do que é jogar em equipe, ter alma, ter vontade. Foi uma aula importante para tomarmos lições no futuro”. E tivemos mesmo, não só a equipe… mas aula da torcida adversária que, mesmo sabendo que era impossível se classificar, apoiou o time do começo ao fim e demonstrou ser uma torcida de garra e paixão.

Ouvimos até um Olé gritado por eles… e é assim que deve ser! Temos que apoiar sempre o nosso clube de coração, sempre quando demonstra essa garra e essas atitudes. Mas temos que tomar cuidado, torcedores são-paulinos com essa classificação, pois ela minimiza a falta de empenho que o time teve ontem!

Cada atleta tem que demonstrar o por que de ser titular. Como disse o capitão depois do jogo: “O atleta tem de fazer o melhor sempre, não é só o resultado. Nós poderíamos perder aqui, mas o jeito que perdemos não é digno do que o São Paulo mostra e precisa mostrar. Não pode jogar assim em qualquer lugar do mundo, seja aqui ou com oito mil metros”.

Não existem palavras maiores que a do camisa 1 do Tricolor Paulista para resumir o jogo de ontem que, para mim, foi um péssimo resultado e só valeu como aprendizado para não se repetir.

Jadson foi um monstro ontem, jogou demais. Jogou o primeiro tempo demais, assim como Osvaldo. Um que não achei que poderia ser titular é o Douglas. Será que vale a pena deixar Ganso no banco e Douglas como titular? Nada contra o jogador, mas ele não vem demosntrando todo o seu potencial.

Jadson e Ganso poderima sim jogar juntos! Voltaremos a uma época nem tão distante assim e vimos como tinhamos uma variedade de jogadas quando tinhamos em campo, juntos, Raí e Palhinha. Tinhamos um ataque envolvente e dinâmico com jogadas variadas pela esquerda, direita e pelo centro do campo. E com esse time fomos campeões do mundo!

Somente um desabafo, espero que entendam que não sou de criticar. Mas critico um jogo que foi ridículo e, se continuar assim, a torcida também fará coisas rídiculas, como já aconteceram com vários jogadores. Muitos foram embora e poucos continuaram. Obrigado Luis Fabiano, por continuar e vestir essa camisa igual ao Rogério Ceni, como um torcedor em campo!

fonte foto: globoesporte.com

fonte foto: globoesporte.com

A equipe terá pela frente Arsenal, da Argentina, The Strongest, da Bolívia, e Atlético-MG, atual vice-campeão brasileiro. A estreia está marcada para o dia 13 de fevereiro, diante do Galo, em Belo Horizonte. Para o técnico Ney Franco, este é o grupo da morte!

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Dorini

Pré-Libertadores: São Paulo X Bolívar

fonte foto: nascisoberana.blogspot.com

fonte foto: nascisoberana.blogspot.com

Daremos aqui todos os detalhes da partida entre São Paulo e Bolívar-COL, no Morumbi, que acontecerá hoje, às 22h.

Pelo lado brasileiro, o técnico Ney Franco decidiu utilizar o esquema 4-2-3-1, com Jadson armando a equipe e, a grande surpresa no lugar de Ganso, Aloísio jogará pelo flanco direito do campo. Além da volta do lateral-esquerdo Cortez, que não jogou na primeira rodada do Paulista por conta de dores no adutor da coxa direita. O único desfalque é o zagueiro-lateral-direito Paulo Miranda que está suspenso, pois foi expulso na última partida da final da Copa Sul-Americana 2012.

“Essa base a gente finalizou o ano jogando, mas ainda está faltando alguém para  preencher o lado direito do campo. Vendo a característica do Aloísio, fizemos o  treinamento com ele, fiquei satisfeito com o que eu vi, pois é um jogador de  força. Tem arrancada curta, pode chegar na linha de fundo e é mais um homem-gol.  Já temos as jogadas do lado esquerdo, com o Osvaldo e o Luis Fabiano mais  centralizado, outro jogador de área. Tendo a visão, pelo último jogo do  adversário, que temos o material em mãos, eu quero fazer uma marcação alta,  dentro do campo do adversário, e com essa primeira linha de três atacantes, pode  dar muito resultado no primeiro jogo”, disse o técnico em coletiva.

Mas a formação do Bolívar em seu compromisso no fim de semana pode não ser a mesma que será levada a campo brasileiro. Dentre as possibilidades, o técnico espanhol Miguel Portugal cogita a saída do atacante Juan Arce para a entrada de mais um volante no meio-campo. Além disso, outros jogadores que atuaram contra o La Paz não serão titulares.

Na minha opinião, acho que o técnico está no caminho certo, mesmo que não os colombianos não venham com o mesmo time que jogou no final de semana. Sempre tive essa idéia que Ney Franco está fazendo, de uma marcação no campo do adversário. Aloísio não é rápido como Lucas era no lado direito, mas já jogou na mesma função quando era da categoria de base do Grêmio. E eu acredito que ele não esteja se precipitando. Aloísio entrou no segundo tempo contra o Mirassol, mas atuou centralizado, fazendo a função de Luis Fabiano, mas é muito mais rápido e veloz que o Fabuloso, claro que somente estou o comparando com o nosso camisa 9.

Eu apostaria também no meia argentino Marcelo Cañete que, como na primeira partida do Paulistão, no treino em Cotia ele teve um bom desempenho, driblando e marcando. Mas somente no fim da partida pois seu condicionamento físico não está ainda 100%.

“Essa decisão foi em cima da característica do Aloísio. Do que a gente já viu, o  Cañete já faz a função. Tem o Douglas que já fez a função, mas que não vai jogar  na função nesta partida, também temos a volta do Ademilson. Na quinta, eu já  pedi a apresentação do Tiago, do juniores, que me chamou atenção na Taça São  Paulo. O próprio Wallyson, que está em recuperação. Temos um probleminha nesse  inicio de temporada, mas teremos boas peças para a posição”, comentou o técnico que falou sobre Tiago, que jogou pelos flancos na Copinha.

O Tricolor Paulista entrará em campo com: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denilson e Jadson; Aloísio, Luis Fabiano e Osvaldo.

Os jogadores estão concentrados desde ontem para o confronto diante dos bolivianos. Após a partida no Morumbi, o duelo decisivo acontecerá na Bolívia, dia 30 de janeiro.

Somente esperamos que Luis Fabiano não perca a cabeça, como aconteceu na final de 2012.

Luis Fabiano não acumula apenas gols. Ele também coleciona problemas e preocupa técnico, dirigentes e nós, torcedores. Agora, promete uma versão mais “light” para tentar realizar o sonho de conquistar a América. A mesma em que foi artilheiro em 2004, quando parou nas semifinais. E no Morumbi ele tem nada mais nada menos que  90 gols em 101 partidas.

“É lá que eu me sinto em casa. Eu imagino o Morumbi do jeito que via na única Libertadores que disputei. Uma festa bonita, estádio lotado, euforia e a torcida nos empurrando para cima do adversário. O torcedor ainda está eufórico por ter terminado ano com um titulo. Tudo se encaminha para uma grande vitória”, disse o camisa 9.

Perguntado em qual jogador ele aposta em 2013, ele disse: “Eu aposto em mim mesmo. Apesar de muita gente falar de outros atacantes, eu estou sempre aí. Ano passado, fiz 31 gols sem jogar muitas partidas. Estando bem, acredito no meu potencial e no meu faro de gol”.

Já os adversários de hoje, vemcom a equipe provável com esquema 4-3-3 com Argüello; Christian Vargas, Nelson Cabrera, Tobías e R. Cardozo; Walter Flores,  Damir Miranda, Lizio, Alvarez e J. Arce (Maygua); William Ferreira. Vamos analisar os principais jogadores:

Marcos Arguello: Goleiro argentino de 31 anos. Revelado pelo Chacarita Juniors em 2000 aos 19 anos. Jogou também no Talleres de Córdoba, no Defensa y Justicia, no Guarani Assunção, no General Paz Juniors, no Orihuela e no Anorthosis. Está desde 2011 no Bolívar.

Leandro Maygua: Lateral-direito boliviano de 20 anos. Formado nas categorias de base, estreou profissionalmente em 2010 aos 18 anos.

Tobías Albarracín: Zagueiro argentino de 28 anos. Revelado pelo Independiente de La Rioja em 2005 aos 21 anos. Jogou também no Guarani Antonio Franco, no Rampla Juniors, no Universitário de Sucre, no Legia Varsóvia e no San José. Está desde 2012 no Bolívar.

Damir Miranda: Volante boliviano de 27 anos. Revelado pelo Destroyers em 2005 aos 20 anos. Jogou também no San José. Está desde 2010 no Bolívar.

Damián Lizio: Meia argentino de 23 anos. Revelado pelo River Plate em 2007 aos 18 anos. Jogou também no Córdoba e no Anorthosis. Em 2009, participou do Sul-americano Sub-20. Está desde 2011 no Bolívar.

Juan Arce: Atacante boliviano de 27 anos. Revelado pelo Oriente Petrolero em 2003 aos 18 anos. Jogou também na Portuguesa, no Corinthians, no Al-Arabi, no Seongnam, no Sport e no Terek Grozny. Conhecido como “O Coelho”, devido à sua rapidez e agilidade. Em 2004, foi convocado pela primeira vez para a Seleção Boliviana, tendo feito um total de 25 jogos e 5 gols. Participou das Copas Américas de 2004, 2007 e 2011. Em 2006, foi eleito por jornalistas o melhor jogador boliviano. Está desde 2011 no Bolívar.

William Ferreira: Atacante uruguaio de 29 anos. Revelado pelo Nacional em 2002 aos 19 anos. Jogou também no Phoenix, no Rampla Juniors, no Defensor e no Liverpool-URU. Artilheiro do Campeonato Boliviano por cinco vezes. Está desde 2008 no Bolívar.

A linha de frente é perigosa, bem perigosa. Mas nada em que os zagueiros tricolores não resolvam. E com o Xerifão, Lúcio, não tem pra ninguém. Joga muito!!!!!!

Acerca do adversário, Ney disse: “É uma equipe técnica, tem na posse da bola a maior característica. Tem um  treinador espanhol, um modo de jogar como a equipe do Barcelona. Jogam em um  4-3-3. Vai ser um jogo muito interessante, aberto, de duas equipes que priorizam  o lado ofensivo. Vai ser uma equipe da América do Sul”.

O árbitro que apitará a partida é o uruguaio Robero Silvera juntamente com seus auxiliares Mauricio Espinosa e Marcelo Costa, também uruguaios.

Confira alguns detalhes de aproveitamento dos times na pré-Libertadores:

fonte foto: globoesporte.globo.com

fonte foto: globoesporte.globo.com

Espero que eu possa ver mais uma vez meu time na Libertadores depois de 2 anos fora. E, com certeza, tem tudo para ser campeão de 2013.

Rumo ao Tetra da Liberta! “Vamo São Paulo, vamo São Paulo, vamo ser campeão!”.

Aposto no tricolor no primeiro jogo. Será, com toda certeza, 3×0 para o São Paulo. Dois gols do Fabuloso e um do Aloísio, paga pra ver!

Apostem também no ApostasOnline.com!
Eu já apostei… espero ganhar, dessa vez!

Somente algumas curiosidades sobre a mudança de algumas das principais regras da Libertadores de 2013:

1. Três cartões amarelos configurarão suspensão automática por um jogo (anteriormente, qualquer advertência era punida apenas com uma multa paga pelo clube detentor do atleta). Os cartões serão zerados somente no fim da fase de grupos;

2. Os treinadores poderão agora selecionar 30 atletas para a disputa, em vez de 25. Para a pré-Libertadores, 25 jogadores serão permitidos, podendo acrescer mais cinco atletas o clube que passar à fase de grupos;

3. Antes das oitavas, quartas e semifinais, será possível fazer três alterações na relação de jogadores inscritos. Anteriormente, mudanças eram permitidas só até as quartas, mas a disputa da Copa das Confederações em junho vai parar a Libertadores e possibilitará a chegada de novos nomes e saída de atletas, devido à abertura da janela de transferências europeias.

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Dorini

TÉCNICOS X JOGADORES

fonte foto: guardian.co.uk

fonte foto: guardian.co.uk

Bom, convenhamos que muitos dos técnicos não gostam de determinados jogadores e, por essa razão, os deixam nos bancos ou, até mesmo, nem os relacionam para as partidas.

Isso foi muito comentado no Mundial deste ano com as reclamações de Oscar para o técnico do Chelsea, Rafa Benítez.

“Esse cara (Benítez) é louco. Você está vendo a pressão que estamos tomando, né?”, disse Oscar para o repórter da rede Globo, Mauro Naves.

Alguns técnicos entram no time e já vem demonstrando que manda mais que todos no clube e os jogadores, que poderiam ir melhores no time, são deixados de lado e, até mesmo, queimados. Caso também de Mourinho com Kaká no Real Madrid.

fonte foto: news-realmadrid-football.blogspot.com

fonte foto: news-realmadrid-football.blogspot.com

Um dos jogadores do Real Madrid falou ao El País que “Mourinho o tratou como um inútil”. Mourinho acreditava que a pressão acabaria por fazer Kaká ficar sem moral e pedir para sair do clube. Ele não quis. Não se fez de rogado e seguiu treinando, trabalhando e sorrindo.

Kaká deu de desentendido e continua jogando no Real Madrid, pelo menos até agora. Ele sabe que poderia render muito mais como jogador se Mourinho desse alguma chance a ele, mas o técnico só o coloca nos minutos finais de partidas que não valem nada. Mas mesmo assim ele demonstra que está jogando demais.

Outro fato ocorrido neste ano foi o de Ronaldinho Gaúcho e Luxemburgo. Vanderlei teria flagrado R10 ao sair de um dos elevadores do hotel com uma mulher pela manhã. Supostamente, Ronaldinho teria dormido no quarto da moça, e não no quarto onde deveria estar concentrado. Porém, o técnico não agüentou a pressão e foi demitido. Depois disso, por motivos do clube não pagar os salários do craque, Ronaldinho foi para o Atlético-MG.

Outra briga entre jogador e técnico, mas que foi “bem resolvida”, pelo menos na mídia, foi a de Rogério e Ney Franco. Ambos se desentenderam por conta de uma alteração que o capitão queria e o técnico não acatou. Os dois declararam em coletiva que a situação estaria tranqüila no clube. Mas o técnico disse que cada um tem a sua função no clube. Já o capitão tricolor, falou que era normal o ocorrido e que respeita muito o técnico do clube. Morreu aí os comentários.

Mas, voltando no Oscar, suas declarações sobre o técnico estariam corretas se ele chegasse para o técnico e falaria isso, primeiramente. Tudo, em um grande clube, teria que ser resolvido internamente. Caso não seja resolvido com o técnico, teria que ser resolvido com o presidente do clube. Se, também, não se resolva, tem vários outros clubes que gostariam de contar com o jogador no seu time.

Uma coisa é certa, muito técnicos se acham os Deuses da razão. Mas muitos dos jogadores também, por achar que jogam muito e a estrela subir comentam esses absurdos que, a maioria das vezes, não é a real.

Não estou falando de nenhum jogador ou técnico citado. Mas o que Rafa Benítez está fazendo com o clube inglês é um tremendo de um absurdo. E deixar Oscar no banco, é sim assinar seu atestado de burrice.

fonte foto: guardian.co.uk

fonte foto: guardian.co.uk

por: Guilherme Dorini

idealizador do post: Danilo Fenelon

São Paulo X Tigre-ARG – FINAL

fonte foto: centaurofutebol.com.br

fonte foto: centaurofutebol.com.br

Hoje teremos a grande final da Sul-Americana entre São Paulo e Tigre-ARG. O jogo será quente em pleno Morumbi. Espera-se um jogo pegado como foi o jogo de ida em Buenos Aires, no estádio La Bombonera.

Para o lugar de Luis Fabiano o técnico, Ney Franco, escolheu William José para não mudar o esquema tricolor na final, já que com ele, o clube do Morumbi terá um centro-avante e cabeça de área no jogo.

William José é o artilheiro da competição mesmo estando no banco a maioria dos jogos. O jogador está bastante confiante e empolgado com sua primeira final na carreira.

“Espero estar em uma noite brilhante para ajudar o São Paulo a conquistar esse título. Fiz 15 gols no ano. Quero terminar 2012, quem sabe, com o gol do título.”

O mais empolgado para a final é o atacante Lucas que, apesar de ser seu último jogo com a camisa do São Paulo, quer muito o título para se consagrar ídolo tricolor e, para todo sempre, ter seu nome escrito na história do tricolor paulista. Mas ele está consciente de que o jogo será difícil.

“Tem que buscar o título para fechar com chave de ouro, sair com o sentimento de dever cumprido. Mas tem que ter cuidado, a final é decidida em detalhes. Quem errar menos vai conquistar o título. Mas temos capacidade de fazer um bom jogo e com o apoio da torcida temos tudo para sermos campeões.” disse ele, exclusivamente, para o programa FOX Sports Rádio na data de ontem.

Perguntado sobre o seu companheiro de frente, Luis Fabiano, expulso no jogo de ida, ele disse: “Ele já tem 31 anos, ele que me dá os conselhos [não ao contrário]. Sempre teve esse jeito dele, sempre com muita vontade, muito ligado. Ele sabe que errou, ficou muito arrependido depois, acho que na próxima ele vai pensar duas vezes.” também disse no mesmo programa ontem a tarde.

Além deles teremos o goleiro Rogério Ceni, muito experiente em competições internacionais e com muitos títulos pelo São Paulo. E todos querem quebrar um jejum de 4 anos sem título e, já que todos os paulistas tiveram títulos este ano, o tricolor também quer ter um.

O São Paulo entra em campo com Rogério Ceni; Paulo Miranda, Rafael Toloi, Rhodolfo e Cortez; Wellington, Denilson e Jadson; Lucas, Osvaldo e Willian José. Técnico: Ney Franco.

Já o Tigre-ARG entrará com Albil; Paparatto, Echeverría, Godoy e Orban; Ferreira, Galmarini, Díaz e Leone; Botta e Maggiolo. Técnico: Néstor Gorosito

Árbitro: Enrique Osses (CHI);
Assistentes: Francisco Mondria (CHI) e Carlos Astroza (CHI).

Será que Ney Franco cumprirá com o prometido?!

fonte foto: odia.ig.com.br

fonte foto: odia.ig.com.br

Para quem não lembra Quando Ney Franco assumiu o São Paulo, em julho, disse que deveria ser cobrado por títulos ainda em 2012. Ainda disse que precisaria de tempo. Mas, nesta quarta, tem a chance de conquistar o que ele mesmo prometeu para a torcida tricolor. E, com certeza, cumprirá!

Lucas se despede do CT da Barra Funda.

fonte foto: Luiz Pires / VIPCOMM

fonte foto: Luiz Pires / VIPCOMM

Veja abaixo sua entrevista (entrevista por Globoesporte.com):

O que você sete nesse momento:

Passa um grande filme pela cabeça. Desde quando saí pela primeira vez da casa até agora. Cada situação que enfrentei. Vim para um lugar (Cotia) com 13 anos e não conhecia ninguém. Quando assinei o contrato com o PSG, pensei em muitas coisas. Quero sair deixando saudade não só dentro de campo, mas também fora.

O que mudou desde a promoção para o time profissional:

Como pessoa, não mudei absolutamente nada. Sou feliz, de bem com a vida, sorrindo sempre e tentando alegrar o ambiente. Como atleta, aprendi demais, cresci muito, tanto na parte física, quanto na técnica. Cada treino ajudou muito a me desenvolver. O último treino. Quis aproveitar ao máximo, fiz questão de ficar com o Rogério Ceni e com o Milton Cruz, pessoas que me apareceram bastante. Talvez daqui uns sete, dez anos eu volte a pisar nesse gramado. Aproveitei cada momento com intensidade, vou sentir falta de tudo aqui. Dos treinos, das brincadeiras na concentração, das refeições. Será tudo novo daqui para frente.

Decisão contra o Tigre

É o jogo da minha vida, o jogo mais importante da minha carreira. Desde que cheguei ao profissional, não havia tido uma oportunidade de disputar uma decisão. Vou jogar tudo, 100%. Se precisar, vou me quebrar todo porque preciso ser campeão, preciso retribuir o carinho que recebi de todos aqui no clube. Temos de tomar cuidado, o Tigre chega junto e a arbitragem deixa correr. Quem errar menos, será campeão.

PSG

O Paris tem uma equipe muito competitiva. Será outro momento, mas vou buscar meus objetivos. É claro que a liga espanhola é melhor que a liga francesa, mas foi a melhor proposta para mim e para o São Paulo. No PSG, existem craques consagrados e muitos brasileiros, o que certamente vai facilitar a minha adaptação.

Ida para a Europa

Vou evoluir como pessoa, aprender uma nova cultura. Será tudo diferente. Sem dúvida, vou ganhar muito. A vida é feita de desafios. Será importante crescer porque estarei fora da minha zona de conforto.

Desejo para o futuro

Quero um dia ser eleito o melhor jogador do mundo. Ainda falta muito. A saída para Paris é o primeiro passo em busca desse sonho, afinal todo o foco está lá na Europa. Só posso dizer obrigado a todos no São Paulo. Fiz até uma colinha para falar o nome de todas as pessoas que me ajudaram de alguma maneira. Deus, minha família, os funcionários de Cotia, desde a tia da cozinha, o pessoal da limpeza, a diretoria da base, o Geraldo (supervisor), Marcos Tadeu (diretor). Também tem os técnicos que trabalharam comigo, o Vizzolli, Baresi, Toninho. Pessoal aqui da Barra Funda, o Leco (vice-presidente geral), João Paulo (vice-presidente de futebol), Adalberto (diretor), Juvenal (presidente), Rogério, Luis Fabiano, Rivaldo, Ricardo Oliveira. Desculpa se esqueci alguém. Onde estiver, levarei o São Paulo no meu coração.

fonte foto: Alexandre Lozetti / globoesporte.com

fonte foto: Alexandre Lozetti / globoesporte.com

MOLEQUE ZICA, você fará muita falta em campo pelo tricolor e muita e muita sorte pra você neste caminho que ainda será longo e com muito mais sucessos nessa caminhada!

E São Paulo é o Brasil na Sul-Americana!

Hoje estarei lá no Morumbi, espero que no final dê tudo certo e que eu chore de emoção, pois será minha primeira final ao vivo e a cores no Morumba.

Vai lá de coração, vamo São Paulo, vamo São Paulo… hoje seremos campeões!

por: Guilherme Dorini