Buemi vence e Di Grassi é segundo na abertura da Fórmula E em Hong Kong

Fórmula E voltou as pistas neste final de semana em Hong Kong e diante de muita emoção. A largada já foi de tirar o folego. Com um traçado muito apertado os carros tomaram cuidado para não se encontrarem com o muro, mas Di Grassi que vinha do final do pelotão acabou tocando na traseira de um adversário e viu sua asa dianteira quebrar, o brasileiro entrou nos pits na oitava volta para trocar a mesma.

Na ponta da disputa, Piquet Jr e Turvey, companheiros de NEXTEV  lideravam, mas aos poucos a situação mudou. O brasileiro acabou não conseguindo fazer uma curva em virtude de um carro que havia batido no muro e acabou por também tocar na barreira de proteção, sendo assim, Sam Bird que a essa altura já tinha Turvey para trás assumiu a ponta, deixando o brasileiro em segundo lugar.

As voltas foram se passando e na altura da 20° voltas os pilotos começaram a realizar as trocas de carro, com isso Buemi assumiu a ponta, com Di Grassi já em segundo e Heidfeld em terceiro, e o termino da corrida foi nessa tocada, com o atual campeão ditando o ritmo da disputa.

Sébastien Buemi da e-Dams em primeiro, Lucas Di Grassi que partiu do final do pelotão após ter problemas na classificação mostrou um grande desempenho e terminou na segunda colocação com a Audi e fechando o pódio Nick Heidfeld em terceiro lugar com a Mahindra.

O Top-10 foi completo por Prost, Felix da Costa, Frijns, D’Ambrosio, Turvey, Engel e Sarrazin. Piquet Jr terminou a disputa na 11° colocação.

No campeonato, Buemi somou 25 pontos, Di Grassi, 18 e Heidfeld, 16. Piquet Jr que marcou a pole tem três pontos em nono lugar na classificação geral.

A próxima etapa da F.E acontece no dia 12 de outubro, em Marrakesh, Marrocos.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Com novidades, Fórmula E confirma pilotos para temporada 2016/2017

jaguar-formula-e

Foto: FIA Fórmula E (www.fiaformuale.com)

O sucesso crescente da Fórmula E chama cada vez mais a atenção do mundo do automobilismo e as vagas nas equipes elétricas estão cada vez mais desejadas.

Para a temporada 2016/2017, a F.E voltará a contar com 20 carros no grid, uma vez que a Jaguar entrou no certame, a Aguri mudou de nome, chama-se Techeetah. Nos cockpits são cinco as novidades. Infelizmente Bruno Senna não estará mais na disputa e em seu lugar Felix Rosenqvist da Suécia guiará a Mahindra. O alemão Maro Engel pilotará pela Verturi, José María López da Argentina andará de Virgin e a dupla da equipe estreante, Jaguar,  Adam Carroll da Irlanda do Norte e Mitch Evans da Nova Zelândia farão sua estréia na categoria.

Desta forma as equipes ficaram da seguinte forma:

Andretti: Robin Frijns (HOL) e Antônio Félix da Costa (POR)

Audi: Lucas Di Grassi (BRA) e Daniel Abt (ALE)

China Racing: Nelson Piquet Jr (BRA) e Oliver Turvey (ING)

Dragon Racing: Jérôme D’Ambrosio (BEL) e Löic Duval (FRA)

e-Dams: Sébastien Buemi (SUI) e Nicolas Prost (FRA)

Jaguar: Adam Carroll (NIrl) e Mitch Evans (NZE)

Mahindra: Nick Heidfeld (ALE) e Félix Rosenqvist (SUE)

Techeetah: Jean-Eric Vergne (FRA) e Ma Qing-Hua (CHI)

Venturi: Maro Engel (ALE) e Stéphane Sarrazin (FRA)

Virgin: José María López (ARG) e Sam Bird (ING)

A abertura da temporada 2016/2017 está marcada para o próximo dia 9 de outubro, em Hong Kong.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

BMW retorna ao WEC e anuncia entrada na Fórmula E

bmw

Foto: Reprodução/Facebook DTM – oficial

A montadora alemã BMW anunciou na última terça feira, (27), o seu retorno ao WEC, Mundial de Endurance e a sua entrada na Fórmula E.

No WEC, a montadora que chegou a cogitar entra na categoria LMP1 acabou optando pela disputa das categoria GT, mas não deixou claro se na disputa da GTE Pro ou GTE Am. A BMW se junta a Aston Martim, Ford, Ferrari e Porsche a partir de 2018.

De acordo com o Jens Marquardt, diretor de esportes a motor da BMW, “A partir de 2018, expandiremos nossas operações nas corridas de GT e competiremos também no Mundial de Endurance, além de nossa participação no IMSA WeatherTech SportsCar”, disse. “Isto, obviamente, inclui nosso retorno à Le Mans, algo que nos deixa particularmente ansiosos. O crescimento do WEC nos últimos anos nos deixa confiantes de que há um grande futuro nas corridas de GT”, concluiu.

Já na F.E, a montadora alemã estará em parceira com a Andretti Autosport, que tem como objetivo demonstrar o trabalho da empresa no campo de energias renováveis. “O compromisso visto na Fórmula E nos faz forjar novos caminhos e demonstrar nossa experiência no campo da mobilidade elétrica. Ao longo dos próximos anos de cooperação com a Andretti Autosport, terá foco principal na familiarização com os procedimentos e processos, e na intensificação de nosso conhecimento”, afirmou Marquardt.

A última vez que a BMW disputou as 24 Horas de Le Mans foi em 2011. Além da entrada no WEC e na Fórmula E, a montadora alemã segue com suas competições no DTM, SportsCar e no Rally Dakar com a Mini, que faz parte do grupo automotivo alemão.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

 

F.E: MAHINDRA SUBSTITUÍ SENNA POR ROSENQVIST

rose

Foto: Reprodução/Facebook Felix Rosenqvist – oficial

A passagem do brasileiro Bruno Senna pela equipe Mahindra na Fórmula E chegou ao fim. Depois de duas temporadas, a equipe decidiu por trocar o brasileiro pelo sueco Felix Rosenqvuist de 24 anos, que utilizará o numeral #19 na categoria.

O piloto que estava no DTM substituindo Esteban Ocon que assumiu o lugar de Rio Haryanto na Manor, equipe da Fórmula 1, chega gabaritado a categoria de carros elétricos. Rosenqvuist foi campeão da F3 européia em 2015, venceu em duas oportunidade o GP de Macau da categoria e na Indy Light venceu em três oportunidades.

O desempenho de Bruno Senna na equipe não foi dos melhores, tendo como melhor resultado um segundo lugar conquistado na primeira corrida da rodada dupla em Londres, na temporada 2015/2016.

A Fórmula E está realizando os testes para a temporada 2016/2017 em Donington Park, na Inglaterra durante essa semana e a abertura inicial da temporada atual acontece no dia 9 de outubro, em Hong Kong

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Após toque com Di Grassi, Buemi é campeão da FE com volta mais rápida

Emocionante! Não dá para definir de outra forma a conquista do título de Sébastien Buemi em Londres, na Fórmula E neste final domingo.

O brasileiro Lucas Di Grassi chegou ao dia de hoje com três pontos de vantagem (153 contra 150), mas viu a sua diferença cair por terra quando o suíço marcou a pole position. Empatados em números de pontos, Buemi partiu em primeiro, Prost em segundo e Di Grassi em terceiro, nas na primeira curva um filme que já vimos em 1990 com Prost e Senna se repetiu.

 

Di Grassi e Buemi se envolveram em um acidente (causado pelo brasileiro) tirando assim a chance de vitória dos dois pilotos. Mas a Fórmula E tem sua particularidades e com os carros avariados ambos foram para os boxes e pegaram seus segundos carros, a definição do título sairia de quem marcasse a volta rápida no traçado londrino.

A corrida havia ficado em segundo plano, Prost sobrava na disputa enquanto o título ficava a ser decidido em uma volta. Di Grassi chegou a marca-la, mas com o melhor carro da temporada, Sébastien Buemi marcou o tempo de 1m24s150, e com os dois pontos dessa volta rápida, o piloto conquistou o título da segunda temporada da Fórmula E.

Lucas Di Grassi ficou com o vice-campeonato, terá seu acidente com Buemi ainda investigado, mas o brasileiro ainda se lembra da sua desclassificação no México, corrida a qual o brasileiro venceu e que lhe teria dado o título.

A vitória na última corrida da temporada da categoria ficou com Nicolas Prost, em segundo lugar ficou Daniel Abt em em terceiro Jérome D’Ambrosio que herdou essa posição após as punições de Vergne, Heidfeld e Félix da Costa, que tiveram 50 segundos acrescidos ao seus respectivos tempos finais por terminarem a disputa com 0% de potência na bateria de seus carros.  Em quarto lugar ficou Duval, Sarrazin em quinto, Senna em sexto, Vergne em sétimo, Heidfeld em oitavo, Félix da Costa em nono e Piquet Jr fechando o top-10.

No campeonato, Sébastien Buemi terminou com 155 pontos contra 153 de Di Grassi. Prost ficou em terceiro com 115 pontos. Senna fechou o campeonato em 10° lugar com 52 pontos conquistados. Nelson Piquet Jr ficou em 15° com sete pontos conquistados.

Muitas reclamações posteriores a corrida foram descritas. Buemi disse que Di Grassi ocasionou o toque de propósito, já o brasileiro afirma que o suíço freou 50 metros antes do normal. Ingredientes de uma disputa que está marcada na história e será disputadas nas corridas do WEC e na próxima temporada da Fórmula E.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

 

Prost vence com Senna em segundo na FE. Di Grassi e Buemi seguem na disputa do título

A temporada 2015/2016 da Fórmula E não está decepcionando os fãs de automobilismo no mundo. Neste final de semana a categoria está em Londres, na Inglaterra, para a realização da rodada dupla que definirá o campeão da temporada: Lucas Di Grassi ou Sébastien Buemi.

Na primeira corrida do final de semana realizada neste sábado (2), a vitória ficou o Nicolas Prost da e-Dams com Bruno Senna da Mahindra em segundo lugar, re-editando os pódios entre dois gênios do automobilismo mundial na F1 (a última vez que os “sobrenomes” estiveram juntos no pódio foi em 1993, na Austrália). O terceiro posto ficou com Vergne.

 

Mas a disputa ficou focada mesmo em Di Grassi e Buemi que largaram na metade do pelotão e foram abrindo caminho pelos adversários. Quando o brasileiro conquistava uma posição, o suíço dava um jeito e também passava.

Na altura da 20° volta, Abt foi para uma disputa com Frijns e acabou acertando o muro, na volta acertou a adversário e final de disputa para ambos os pilotos. A disputa esquentou voltas a frente quando Di Grassi foi para a ultrapassagem sobre Vergne e o piloto francês fechou a porta quase tocando no Audi do brasileiro. Buemi tentou se aproveitar da situação mas acabou ficando atrás de Di Grassi na disputa.

Sam Bird chegou a ultrapassar Buemi, mas o piloto da e-Dams/Renault recuperou a sua posição e voltou a ficar colado no brasileiro. A poscas voltas do fim que se encontrou com o muro foi Turvey após uma disputa com Vergne.

No final o e-Prix de Londres (rodada 1) teve Prost em primeiro, Senna em segundo, Vergne em terceiro, Di Grassi em quarto, Buemi em quinto, Félix da Costa em sexto, Bird em sétimo, Heidfeld em oitavo, D’Ambrosio em nono e Conway em décimo lugar. Piquet Jr terminou em 14° lugar.

Campeonato

A disputa do título da Fórmula E se resume a Di Grassi e Buemi. O brasileiro está em vantagem com 153 pontos contra 150 do suíço e com apenas a disputa deste domingo a ser realizada, não da para se apostar em um favorito.

A decisão do título da Fórmula E acontece na tarde deste domingo, às 12 horas, horário de Brasília.

Siga-nos no Twitter: @esportetemplo

Por Matheus Furlan

Di Grassi vence mais uma Fórmula E

formula e paris

Foto: Divulgação

Tranquilidade! Assim podemos definir a vitória de Lucas Di Grassi na Fórmula E neste final de semana em Paris, na França.

Quem largou na pole position foi Sam Bird, mas que sustentou a primeira posição até a primeira curva quando o brasileiro mergulhou e fez a ultrapassagem para assumir a liderança da etapa francesa. Logo atrás, Vergne também aproveitou o embalo do piloto da Audi e assumiu o segundo posto, deixando Bird para trás.

O suíço Sébastien Buemi também fez uma grande prova. Largando na metade do pelotão o piloto da e-Dams foi abrindo caminho até chegar atrás do companheiro de equipe Prost, quarto e quinto respectivamente.

A disputa esquentou pelo segundo posto com Bird indo para cima de Vergne que fez de tudo para se segurar na segunda colocação, logo atrás da dupla da equipe Virgin, a dupla da e-Dams colou e a disputa ficou ainda maior na altura da 23° volta.

Após as trocas de carro, a disputa continuou do segundo ao sexto, mas na altura da 40° volta, Bird errou na curva e perdeu diversas posições. Buemi  assumiu o terceiro posto seguido por Prost.

 

A disputa terminou sob bandeira amarela devido  a um acidente na última volta logo a frente de Di Grassi que venceu a disputa, Vergne em segundo, Buemi em terceiro, Prost em quarto e Sarrazin em quinto. Bruno Senna fechou a disputa no nono lugar e Piquet Jr abandou a disputa faltando seis voltas para o final.

Campeonato

Após sete etapas, Lucas Di Grassi segue na liderança com 126 pontos, Sébastien Buemi é o segundo com 115 pontos, Sam Bird soma 82 pontos, Jérôme D’Ambrosio com 64 pontos. Bruno Senna é o 12° colocado com 24 pontos conquistados e Nelson Piquet Jr é o 15° com apenas 4 pontos.

A próxima etapa da categoria acontece no dia 21 de maio, em Berlim na Alemanha.

Curta: wsww.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

 

Lucas Di Grassi vence em Long Beach

Pode parecer repetição, e é repetição! Lucas Di Grassi venceu mais uma etapa na temporada 2015/2016 na Fórmula E, desta vez em Long Beach nos Estados Unidos, mas desta vez, o piloto paulista não foi desclassificado.

Focado e determinado após perder os pontos da última etapa, Di Grassi partiu do segundo lugar na corrida que foi realizada no último sábado (2), em solo americano. Na pole Sam Bird, que se segurou bem nas primeiras voltas. Na metade do pelotão Sébastien Buemi, então líder do campeonato, vinha abrindo caminho, até na 15° volta, Buemi exagerou e quase passou por cima do carro de Frijns, o que fez com que os dois pilotos fossem para os boxes e praticamente perdessem suas corridas.

Na volta seguinte em uma manobra ousada, Di Grassi e sua Audi foram para cima do líder e conseguiram a ultrapassagem, o campeonato sofria ai, na 16° volta, uma mudança geral que aumentou quando na altura do 23° giro, Brid, sozinho foi de encontro a barreira de pneus, nada de grave, mas o piloto perdeu diversas posições e o contato com Lucas Di Grassi que a partir daí passou a pilotar sossegado para conduzir seu carro a vitória.

Stéphane Sarrazin ocupou a segunda colocação para ir ao pódio, no terceiro lugar, Danil Abt, companheiro de Di Grassi, Heidfeld ficou em quarto, Bruno Senna em um grande final de semana fechou a disputa na quinta colocação. Nelson Piquete Jr não completou a disputa.

Confira a classificação final do e-Prix de Long Beach:

  1. Lucas di Grassi, Abt Schaeffler Audi Sport, 45:11.582s (25)
  2. Stephane Sarrazin, Venturi, +0.787s (18)
  3. Daniel Abt, Abt Schaeffler Audi Sport, +1.685s (15)
  4. Nick Heidfeld, Mahindra Racing, +2.343s (12)
  5. Bruno Senna, Mahindra Racing, +4.968s (10)
  6. Sam Bird, DS Virgin Racing, +5.229s (11)
  7. Jerome D’Ambrosio, Dragon Racing, +6.735s (6)
  8. Loic Duval, Dragon Racing, +8.057s (4)
  9. Simona de Silvestro, Andretti Formula E, +10.505s (2)
  10. Mike Conway, Venturi, +10.900s (1)
  11. Nico Prost, Renault e.dams, +11.205s
  12. Oliver Turvey, NEXTEV TCR, +17.417s
  13. Jean-Eric Vergne, DS Virgin Racing, +1 lap
  14. Salvador Duran, Team Aguri, +1 lap
  15. Robin Frijns, Andretti Formula E, +1 lap
  16. Sebastien Buemi, Renault e.dams, +3 laps (2)
  17. Antonio Felix da Costa, Team Aguri, DNF
  18. Nelson Piquet Jr, NEXTEV TCR, DNF

Campeonato

Depois de sair da etapa anterior desolado e com uma desvantagem enorme, Lucas Di Grassi volta a liderança na classificação geral da Fórmula E com 101 pontos contra 100 de Sébastien Buemi. Sam Bird é o terceiro com 71. Bruno Senna é o 11° com 22 pontos conquistados enquanto Piquet Jr é o 15° com apenas quatro pontos.

A próxima etapa da categoria acontece no dia 23  de abril em Paris, na França.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Lucas Di Grassi é desclassificado

Foto: .fiaformulae.com

Foto: .fiaformulae.com

Horas após toda a festa da vitória em solo mexicano, o brasileiro Lucas Di Grassi acabou desclassificado da etapa porque seu carro da primeira metade da corrida estava abaixo do peso mínimo permitido. A Audi do piloto brasileiro pesava estava pesando 886,2 kg, quando o peso exigido é de 888 kg, sendo assim a vitória ficou com Jêrome D’Ambrosio, com Sébastien Buemi em segundo e Nicolas Prost em terceiro.

Com a desclassificação de Di Grassi, Senna assume o 10ºlugar  na corrida e marca um ponto.

A noticia não poderia ser pior para o brasileiro que agora tem 22 pontos de desvantagem para Buemi na disputa pelo campeonato. Loïc Duval também foi punido com o acréscimo de 15 segundos ao seu tempo por ter excedido os limites da pista mas ficou com o quarto posto na corrida.

A Fórmula E volta as pistas no dia 2 de abril em Long Beach, no Estados Unidos.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan 

Lucas Di Grassi vence no México

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Fórmula E esteve no México neste sábado, 12, para a realização da sua quinta etapa e como em todo o final de semana da categoria, muitas emoções são  distribuídas pelas pista. Já na formação do grid de largada, D’Ambrosio mostrou que vive uma grande fase e anotou a sua segunda pole position na temporada.

Na largada, alguns pequenos toques no final do grid, mas nada demais. Nos ponteiros muitas disputas mas o belga D’Ambrosio se manteve na frente, trouxe consigo Prost, Di Grassi, Abt e Buemi. Com o FanBoost, energia extra conquistada após votação popular, Di Grassi foi para cima de Prost e depois de inúmeras tentativas conseguiu assumir o segundo posto da disputa enquanto Buemi, diferentemente de outras provas estava com dificuldades de abrir caminho.

A corrida chegou até a sua troca de carros, onde os procedimentos tem que ser todos seguidos a risca e foi ai que o brasileiro foi bem, saiu perto do belga e não demorou a assumir a primeira posição da disputa, Buemi alcançou o terceiro posto no Circuito de Hermanos Rodriguéz.

Bruno Senna que largou nas últimas posições juntamente com Piquet Jr chegou em 11º lugar enquanto o atual campeão da categoria terminou em 14º.

Confira a classificação final do e-Prix do México:

  1. Lucas di Grassi, Abt Schaeffler Audi Sport
  2. Jerome D’Ambrosio, Dragon Racing, +5.416s 
  3. Sebastien Buemi, Renault e.dams, +5.522s 
  4. Loic Duval, Dragon Racing, +16.774s
  5. Nico Prost, Renault e.dams, +30.953s
  6. Robin Frijns, Andretti Formula E, +33.893s
  7. Sam Bird, DS Virgin Racing, +34.344s
  8. Daniel Abt, Abt Schaeffler Audi Sport, +35.467s
  9. Nick Heidfeld, Mahindra Racing, +41.789s
  10. Stephane Sarrazin, Venturi, +42.707s
  11. Bruno Senna, Mahindra Racing, +43.019s
  12. Oliver Turvey, NEXTEV TCR, +44.014s
  13. Mike Conway, Venturi, +44.206s
  14. Nelson Piquet Jr, NEXTEV TCR, +47.767s
  15. Simona de Silvestro, Andretti Formula E, +49.387s
  16. Salvador Duran, Team Aguri, +1:08.498s
  17. Jean-Eric Vergne, DS Virgin Racing, +1 lap
  18. Antonio Felix da Costa, Team Aguri, DNF

Campeonato

Lucas Di Grassi vem em uma grande ascendente na temporada, marcando pódio em todas as etapas até esse momento na temporada de 2015/2016 e graças ao grande trabalho no México, assumi a ponta da tabela do campeonato, confira:

1º Lucas Di Grassi – 101 pontos

Sébastien Buemi – 95 pontos

Sam Bird – 58 pontos

4º Jérome D’Ambrosio –  53 pontos

5º Loïc Duval – 44 pontos

A sexta etapa da categoria acontece no dia 2 de abril em Long Beach, nos Estados Unidos.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan