ROBSON CONCEIÇÃO VENCE E DISPUTARÁ O OURO NO BOXE

boxerobson

Foto: Peter Cziborra

O boxeador brasileiro Robson Conceição venceu neste domingo (14) o cubano Lázaro Alvarez nas semifinais e vai disputar a medalha de ouro na categoria peso ligeiro (60 kg) na Olimpíada. Com a vitória, Conceição já garantiu a prata na modalidade. A final será na terça-feira (16). O adversário ainda não foi definido.

Durante a luta deste domingo, Conceição partiu para o confronto contra o cubano. Apesar de perder por pontos o primeiro round, o brasileiro se recuperou de um cruzado direto, que abriu um corte no supercílio, e passou a travar a luta com vários clinches. Nos últimos 30 segundos do terceiro round, Robson Conceição deu vários golpes no cubano e conseguiu a vitória por unanimidade.

O lutador brasileiro tem histórico de medalhas em torneios internacionais. Em 2011, ganhou prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México), foi ouro no Campeonato Continental Pan-Americano, disputado em 2013, no Chile, e bronze, no mundial da modalidade, realizado em 2015, no Catar. Agora, o atleta disputa sua terceira Olimpíada seguida (Pequim 2008 e Londres 2012).

Na sexta-feira (12), Robson Conceição garantiu vaga na semifinal e pelo menos a medalha de bronze na Rio 2016. O atleta venceu os três rounds da luta contra Hurshid Tojibaev, do Uzbequistão, também por decisão unânime dos juízes.

Por Luiz Morelo para o site Jogo em Pauta  (www.jogoempauta.com)

Portugal é finalista da Eurocopa 2016

Eurocopa-2016-Francia_paginaoficialdotorneio_Facebook

Foto: Eurocopa 2016/ Francia_pagina oficial do torneio/Facebook

Os heróis do mar se transformam mais uma vez em heróis do futebol. Pela segunda vez na sua história, e para abrilhantar mais esta frase, pela segunda vez neste século, Portugal chega a final da Eurocopa. Uma vitória empolgante sobre o País de Gales por 2 x 0 coloca todo português e seus descendentes em expectativa com a chegada do próximo domingo (10).

Numa campanha diminuída por alguns devido aos empates iniciais, porém, de minha parte engrandecida.

Sim, os que diminuem parecem enxergar em Portugal uma potência histórica em má temporada. Eu vejo o oposto. Dentro das possibilidades, Portugal tem crescido muito nas últimas décadas e fez campanha de empates, é verdade, mas as dificuldades não vieram de jogar mau.

Ao empatar com a Islândia, muitos criticaram. Creio que a campanha da Islândia cala os críticos sobre esse primeiro empate.

No empate com a Áustria, perdemos um pênalti, logo, não seria empate.

No empate em 3 X 3 com a Hungria, Portugal tomou dois gols com bola desviada nos defensores, vendendo o goleiro Rui Patrício, o que fez Portugal sempre estar atrás no placar. Assim, soando dobrado em busca do resultado. Uma superação espetacular.

Daí pra frente veio o chamado Mata-Mata. E quem nessa fase joga bonito? Sempre digo que são jogos de emoção extrema que ninguém teria paciência de ver o vídeo tape sabendo o resultado. A emoção, a expectativa, o “Será que é agora” de cada jogada fazem dos confrontos diretos algo emocionante, não o jogo em si, que nunca é solto. E jogou com a Croácia que bateu a menina dos olhos de muita gente, chamada Espanha, vencendo na prorrogação de um jogo disputadíssimo.

Veio a Polônia, jogo onde o CR7 perdeu três gols inacreditáveis. Ora, se perdeu, é porque criou. Mas para os críticos, sempre é fácil denegrir.

Hoje Portugal bateu País de Gales, seleção que assim como a Croácia que bateu a Espanha, venceu a bem falada Bélgica.

Ora, mas os bicho papões se agruparam do outro lado do chaveamento, ouvi hoje. O que Portugal tem a ver com os tropeços dos outros.

Desta forma, Portugal superou a surpresa da competição, juízes que não deram pênaltis claros, seleções que surpreenderam e aguarda seu adversário na final, que saí do jogo França e Alemanha.

Que venha qualquer um. Parabéns Portugal, time coeso, aguerrido, consciente do que pode desempenhar e jogando conforme isto. A Nação valente vai se levantar domingo novamente!

Por Ricardo Veras para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Empate na primeira partida da final do Paulistão

Neste domingo (1), foi realizada a primeira partida da final do Paulistão 2016, em Osasco, São Paulo. Para um publico de pouco mais de 12 mil torcedores, Osasco Audax e Santos iniciaram a disputa do título em uma partida onde as duas equipes buscaram o ataque e tiveram boas oportunidades de abrir o placar.

 

O primeiro tempo terminou 0 x 0, mas a segunda etapa a situação mudou. Aos 12 minutos da etapa complementar, Maiki recebeu na entrada da grande área, driblou o zagueiro e marcou 1 x 0 para o Audax que ainda teve oportunidade de ampliar o placar, mas o que aconteceu foi que Ronaldo Mendes que entrou no lugar de Lucas Lima que saiu lesionado acertou um belo chute de fora da área e empatou o jogo aos 34 minutos e deu números finais ao jogo, 1 x 1.

Com esse resultado, a decisão do título fica em aberta para a segunda partida da final que acontece no próximo dia 8 de maio na Vila Belmiro, em Santos.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Flamengo bate favorito Corinthians e fica com título da Copa São Paulo de Futebol Júnior

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A manhã do feriado do aniversário de 462 anos da cidade de São Paulo, dia 25 de Janeiro, foi marcada pelo clássico das multidões. O estádio do Pacaembu foi o palco do jogo entre Corinthians e Flamengo, que pela primeira vez na história fariam a decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em jogo, onze títulos da Copinha, com o invicto Corinthians conquistando nove, e o Flamengo, duas vezes a competição. Depois de um primeiro tempo de superioridade paulista, o Rubro-negro carioca recuperou-se empatando o jogo na segunda etapa; e vencendo na disputa de penalidades máximas.
O Corinthians dominou o primeiro tempo do jogo, com Gabriel Vasconcelos marcando aos 19 minutos. O atacante corintiano recebeu passe de Léo Príncipe, fez o giro em cima do zagueiro, e marcou o primeiro do Timão. Aos 25 da primeira etapa, o Corinthians ampliou. Gustavo Tocantins carregou a bola e serviu Matheus Pereira, que bateu cruzado, fazendo 2 a 0 no placar.
Mas enganou-se quem pensava que a fatura estava liquidada a favor do Corinthians. O Flamengo voltou mais concentrado para o tempo final, e diminuiu o marcador logo aos três minutos da segunda etapa. Matheus Trindade marcou de cabeça após cobrança de escanteio. Cinco minutos após o gol, aos oito minutos, o Flamengo empataria o jogo. Cafu serviu Matheus Sávio que bateu cruzado, sem chances para o goleiro Felipe. 2 a 2 no marcador do Pacaembu.
Aos 25 minutos do segundo tempo, as duas equipes diminuíram o ritmo por conta do forte calor. A partida se manteve empatada até o apito final, para ser decidida na cobrança de penalidades máximas. Nas cobranças, o Corinthians desperdiçou três oportunidades, com Matheus Pereira, Gabriel e Claudinho. Kleber e Thiago erraram para o Flamengo, mas Patrick acertou a última cobrança, fazendo 4 a 3 no placar, decretando o terceiro título da Copinha na história do Flamengo.
O atacante flamenguista Cafu, muito cansado após o jogo, resumiu o sentimento da conquista do título. “O jogo foi muito intenso, mas no segundo tempo conseguimos realizar em campo o que o treinador pediu no vestiário, e valeu o esforço”; explicou Cafu. O zagueiro do Flamengo Leo Duarte, estava muito satisfeito após o jogo, e se sentiu motivado com a probabilidade de ser aproveitado no time profissional do Flamengo. ” Era um sonho nosso levantar essa taça no dia 25. E hoje se tornou realidade. Tenho vontade de fazer parte do time profissional, mas deixo essa questão nas mãos do professor Muricy Ramalho, treinador do time profissional”; falou Leo Duarte. A conquista de 2016 foi a terceira do Flamengo na história da Copa São Paulo. O rubro negro carioca já havia conquistado a competição em 1990 e em 2011.

 

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 (3) X 2 (4) FLAMENGO
Copa São Paulo de Futebol Júnior
Local: Estádio Pacaembu, São Paulo/SP
Dia: 25 de janeiro de 2016, às 10h
Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva
Assistentes: Daniel Ziolli e Danilo Ricardo Simon
Gols: Gabriel Vasconcelos, aos 19min da 1ª etapa, Matheus Pereira, 26min da 1ª etapa; Trindade, 3 min do 2º tempo, Matheus Sávio, aos 8min da 2ª etapa
CORINTHIANS
Filipe; Léo Príncipe, Del´Amore, Dawhan e Guilherme Romão; Warian (Matheus Vargas), Maycon, Matheus Pereira; Léo Jabá (Claudinho), Gustavo Tocantins (Pedrinho) e Gabriel Vasconcelos
Técnico: Osmar Loss
FLAMENGO
Thiago; Thiago Ennes, Dener (Michael), Léo Duarte e Arthur Bonaldo; Ronaldo, Trindade, Matheus Sávio (Kleber), Paquetá e Cafu (Patrick); Felipe Vizeu
Técnico: Zé Ricardo
Por Ivan Marconato publicado no site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Com viradas, Corinthians e Flamengo vão a final da Copa São Paulo

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Estão definidos os finalistas da Copa São Paulo de Futebol Junior 2016, Corinthians x Flamengo estão em campo na próxima segunda feira no estádio do Pacaembu para a grande disputa.

Mas quando muitos esperavam classificações tranquilas, os jogos mostraram situações totalmente diferentes. Jogando diante de 27 mil torcedores, o Corinthians enfrentou o Cruzeiro que criou boas oportunidades na primeira etapa, mas gols que é bom somente no segundo tempo, isso com os mineiros abrindo o placar. O Corinthians correu atrás do prejuízo e conseguiu a virada e se garantiu na 17° final da competição na busca pelo 10° titulo, o bicampeonato.

 

Já o Flamengo recebeu o América-MG em Barueri. Com um publico bem mais modesto as equipes começaram a todo vapor e os cariocas tiveram chance de abrir o placar logo no primeiro minuto de jogo, a chance foi desperdiçada. No minuto seguinte, o Coelho foi lá e abriu o placar. Com um time bem mais criativo, o Mengo empatou no primeiro tempo e conquistou a virada na segunda etapa sacramentando assim o 2 x 1. O Flamengo busca o tricampeonato da competição.

 

A final acontecerá às 10 horas da manhã no Pacaembu e o evento é uma das comemorações pelo aniversário da cidade de São Paulo que completa 462 anos de existência.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Handebol masculino e feminino disputam o ouro

Foto:  Divulgação/CBHb

Foto: Divulgação/CBHb

O handebol brasileiro vive uma grande fase  e ambas as equipes, masculina e feminina, irão disputar a medalha de ouro nos Jogos Pan Americanos.

No feminino o Brasil não teve dificuldades para superar o Uruguai nas semifinais pelo placar de 40 x 22, com parciais de 18 x 11 no primeiro tempo e 22 x 11 no segundo tempo. A equipe brasileira que sempre esteve a frente no placar desde o primeiro lance teve em Fernanda Silva a sua artilheira na partida com oito gols marcados.

Na final o Brasil vai enfrentar a Argentina que derrotou o México por 27 x 16 nas semifinais. Duelo quente na final

Masculino se garante na disputa do ouro

O time masculino de handebol também se garantiu na final do handebol dos Jogos Pan-americanos. Em uma partida complicada diante dos chilenos, o Brasil se manteve forte e concentrado no jogo o que fez com que os meninos brasileiros conquistassem a vitória por 34 x 24 com parciais de 19 x 12 no primeiro tempo e 15 x 12 no segundo tempo. O artilheiro da equipe brasileira foi Oswaldo Guimarães com cinco gols marcados na partida.

A disputa da medalha de ouro será, da mesma forma que o feminino, diante da Argentina que derrotou o Uruguai por 20 x 12. O Brasil busca devolver a derrota na final do último Pan-americano no México. Vamos torcer para o time brasileiro conquistar a medalha de ouro.

A final feminina acontece nesta sexta feira, 24, e a final masculina acontece no sábado, 25.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Com inicio equilibrado, Golden State faz valer fator casa e vence a terceira

Foto: facebook.com/warriors/photos

Foto: facebook.com/warriors/photos

A quinta partida da final 2014/2015 da NBA foi bem equilibrada. Jogando em casa do Golden State Warriors contou com o grande apoio de sua torcida e conquistou uma importante vitória.

Com os dois primeiros quartos bem equilibrados, tanto Warriors quanto o Cavaliers tiveram que usar de todas as suas armas para não ficarem para trás no placar, tanto que o primeiro quarto terminou empatado em 22 x 22 e o segundo quarto terminou com Warriors na frente pela diferença mínima, 29 x 28.

O terceiro quarto foi um pouco mais solto, as defesas ficaram mais vulneráveis e desta foram o placar deslanchou. Os Cavs chegaram a abrir seis pontos de vantagem mas o Golden State se recuperou e venceu a terceira parte do jogo por 22 x 17 e levou seis pontos de vantagem para o quarto finais.

No minutos finais do jogo, Curry e James deram show nos arremessos de três pontos, era arremesso e cesta de uma lado era arremesso e cesta do outro, mas o Golden State contava com Green e o brasileiro Leandrinho inspirados e desta forma a equipe da casa voltou a abrir boa vantagem no placar e fechou o quarto quarto 31 x 24 e a partida em 104 x 91, fazendo assim 3 -2 na série.

Leandrinho #19 do Golden State saiu do banco de reservas para anotar 13 pontos, Curry #30 foi o cestinha da equipe com 37 tentos anotados, mas o grande nome do jogo foi James #23 do Cavaliers que mais uma vez anotou um triplo duplo de 40 pontos, 14 rebotes e 11 assistências.

A sexta partida da série acontece no dia 16 de junho em Cleveland e lá o Golden State pode sagrar-se campeão.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Com jogo coletivo, Warriors vencem fora de casa e empatam a série

Foto:  Jason Miller/Getty Images/heavy.com

Foto: Jason Miller/Getty Images/heavy.com

Na noite desta quinta feira, 11, foi disputada a quarta partida das finais da NBA. Com o apoio de sua torcida o Cleveland Cavaliers poderia chegar a 3 -1 no placar geral da final, mas não foi isso o que aconteceu. Longe de ser aquela equipe que venceu a partida anterior, o Cleveland até que começou bem, mas aos poucos o Golden State Warriors foi envolvendo a equipe da casa na sua forma de jogar e tomou a frente no placar, o resultado da primeira parcial ficou em 31 x 24 a favor os visitantes.

O segundo quarto foi bem disputado, mas com belas jogadas o Golden State chegou a abrir 10 pontos de vantagem no placar. O Cavaliers buscava de qualquer forma se aproximar no placar, mas com um jogo bem variado e com uma boa atuação de Iguodala #9 e Green #23, o Warriors anotou 23 x 18 no segundo quarto e foi para o intervalo com 11 pontos de vantagem.

O descanso serviu para o Cleveland colocar a cabeça no lugar e com James #23 e com Mozgov #20 inspirado a equipe se acertou e na garra e na vontade marcou 28 x 22 no terceiro quarto e conseguiu reduzir uma diferença que chegou a ser de 15 pontos para apenas cinco.

Vendo o que aconteceu na terceira parte do jogo, o Golden State voltou a carga e a variar as jogadas. Boas infiltrações e arremessos certeiros não deixaram o Cavaliers se impor na partida, pelo contrario, o 27 x 12 a favor dos visitantes mostrou uma determinação muito grande na equipe de Curry.

O placar final da partida ficou em 103 x 82 para o Warriors que empatou a série em 2 -2. O cestinha do jogo foi Mozgov #20 do Cavs com um duplo duplo de 28 pontos e 10 rebotes, no Warriors o destaque ficou por conta de Iguodala #9 e Curry #30, ambos com 20 pontos cada.

A quinta partida da série muda de sede e quem jogará em casa agora é o Golden State no dia 14 de junho.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Cleveland vence e passa a frente

Foto: timesunion.com

Foto: timesunion.com

A terceira partida da série final da NBA foi disputada esta terça feira, 9, em Cleveland. A partida começou bem equilibrada mas sempre com os donos da casa no comando do placar, James e Dellavedova comandavam a equipe que neutralizava bem as investidas do Warriors.

Os dois primeiros quartos terminaram 24 x 20 e 20 x 17 respectivamente a favor do Cavs que voltou para o terceiro quarto impossível. Grandes jogadas e acertado na defesa a equipe da casa acertou a mão e chegou a abrir 20 pontos de vantagem no placar. Vendo tudo que estava acontecendo o Golden State resolveu jogar um pouco e Curry e o brasileiro Leandrinho Barbosa, o Golden diminuiu o prejuízo em 10 pontos e o final o terceiro quarto ficou em 28 x 18, o Cavaliers entrou no quarto quarto com 17 pontos de vantagem

Indo para o tudo ou nada, o Warriors foi para cima, os arremessos de três de Curry começaram a cair juntamente com a diferença no placar. Os donos da casa motivados pela sua torcida se manteve calmo e administrou bem o placar, correu alguns riscos, mas fez o que precisava.

 

O Golden anotou  36 x 24 no quarto quarto mas não foi o suficiente para a virada e a partida terminou 96 x 91 a favor do Cleveland Cavaliers anotando assim 2 – 1 na série.

O cestinha do jogo foi James #23 do Cavs com um duplo duplo de 40 pontos e 12 rebotes, no Golden State, Curry #30 marcou 27 pontos.

A quarta partida da série acontece dia 11 de junho em Cleveland.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

James sobra em quadra e Cavs empatam a série

Foto: Getty Images / globoesporte.globo.com

Foto: Getty Images / globoesporte.globo.com

A segunda partida a grande final da NBA 2014/2015 aconteceu neste domingo. Jogando em casa o Golden State não se mostrou, desde o inicio da partida, com o mesmo impeto que na primeira disputa da série.

O primeiro quarto já logo de cara evidenciou o equilíbrio do jogo, 20 x 20, e LeBron James já começava a mostrar toda a sua força. A segunda parte do jogo foi um pouco mais aberta com ambas as equipes buscando mais o ataque, e com Thompson sendo o melhor em quadra pelos Warriors, Curry estava apagado.  O placar de 27 x 25 no final da segunda parte deixou os visitantes a frente na ida para o descanso.

Parecia que não era NBA. O terceiro quarto foi de tanto estudo que a pontuação ficou longe de ser aquela que os fãs estão acostumados, 15 x 14 a favor do Cavaliers. Na parte decisiva do jogo os visitantes conseguiram abrir uma boa vantagem, mas acabou por não sustentar a vantagem e o Golden State encostou no placar, ficaram em 87 x 87, James teve a oportunidade de terminar o jogo ali, a menos de sete segundos para o término da partida, mas errou o arremesso e a disputa foi para a prorrogação.

No tempo extra, muito equilibrio, mas o Cavs se mostraram mais concentrados, abriram cinco pontos de vantagem nos segundos inciais,  o Warriors correu atrás do prejuízo, diminuiu a diferença, mas após o erro no arremesso de Curry, James pegou o rebote e sofreu falta, converteu os dois arremesso de lance livre e fechou o jogo em 95 x 93 a favor dos Cavs empatando a série em 1 – 1.

James  foi nome da noite, com um triplo-duplo, o camisa #23 marcou 39 pontos, 16 rebotes e 11 assistências. No Warriors, Thompson #11 foi o destaque com 34 pontos anotados. O brasileiro Leandrinho jogou por seis minutos e marcou cinco pontos a favor do Golden State.

Agora a série muda de sede e as duas próximas partidas acontecem em Cleveland, nos dias 9 e 11 de junho respectivamente. Será que o Golden State terá força para segurar o Cavaliers em casa?

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan