PORTUGAL É CAMPEÃO EUROPEU DE 2016.

Anúncios

Portugal é finalista da Eurocopa 2016

Eurocopa-2016-Francia_paginaoficialdotorneio_Facebook

Foto: Eurocopa 2016/ Francia_pagina oficial do torneio/Facebook

Os heróis do mar se transformam mais uma vez em heróis do futebol. Pela segunda vez na sua história, e para abrilhantar mais esta frase, pela segunda vez neste século, Portugal chega a final da Eurocopa. Uma vitória empolgante sobre o País de Gales por 2 x 0 coloca todo português e seus descendentes em expectativa com a chegada do próximo domingo (10).

Numa campanha diminuída por alguns devido aos empates iniciais, porém, de minha parte engrandecida.

Sim, os que diminuem parecem enxergar em Portugal uma potência histórica em má temporada. Eu vejo o oposto. Dentro das possibilidades, Portugal tem crescido muito nas últimas décadas e fez campanha de empates, é verdade, mas as dificuldades não vieram de jogar mau.

Ao empatar com a Islândia, muitos criticaram. Creio que a campanha da Islândia cala os críticos sobre esse primeiro empate.

No empate com a Áustria, perdemos um pênalti, logo, não seria empate.

No empate em 3 X 3 com a Hungria, Portugal tomou dois gols com bola desviada nos defensores, vendendo o goleiro Rui Patrício, o que fez Portugal sempre estar atrás no placar. Assim, soando dobrado em busca do resultado. Uma superação espetacular.

Daí pra frente veio o chamado Mata-Mata. E quem nessa fase joga bonito? Sempre digo que são jogos de emoção extrema que ninguém teria paciência de ver o vídeo tape sabendo o resultado. A emoção, a expectativa, o “Será que é agora” de cada jogada fazem dos confrontos diretos algo emocionante, não o jogo em si, que nunca é solto. E jogou com a Croácia que bateu a menina dos olhos de muita gente, chamada Espanha, vencendo na prorrogação de um jogo disputadíssimo.

Veio a Polônia, jogo onde o CR7 perdeu três gols inacreditáveis. Ora, se perdeu, é porque criou. Mas para os críticos, sempre é fácil denegrir.

Hoje Portugal bateu País de Gales, seleção que assim como a Croácia que bateu a Espanha, venceu a bem falada Bélgica.

Ora, mas os bicho papões se agruparam do outro lado do chaveamento, ouvi hoje. O que Portugal tem a ver com os tropeços dos outros.

Desta forma, Portugal superou a surpresa da competição, juízes que não deram pênaltis claros, seleções que surpreenderam e aguarda seu adversário na final, que saí do jogo França e Alemanha.

Que venha qualquer um. Parabéns Portugal, time coeso, aguerrido, consciente do que pode desempenhar e jogando conforme isto. A Nação valente vai se levantar domingo novamente!

Por Ricardo Veras para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Copa do Velho Mundo

eurocopa-2016

Foto: Divulgação

O bom jornalismo recomenda que não se utilize clichês ao escrever um texto. Entretanto, por mais clichê que possa parecer, a afirmação é verdadeira. ” A Eurocopa é uma Copa do Mundo, sem a presença de Brasil e Argentina”. Se bem que, pelo retrospecto recente da Seleção Brasileira, a máxima, e principalmente o clichê, poderiam ser facilmente desmentidos.

Disputada na França, a Euro 2016 é puro charme. Aliada à beleza e à imponência da Cidade-Luz, temos o bom futebol dos selecionados europeus, continente que conta com os melhores jogadores de futebol da atualidade. E por mais que a Alemanha tenha vencido a última Copa do Mundo com sobras, é prematuro e leviano apontar um favorito a levantar um título de futebol europeu com tantas boas equipes na disputa.

Por exemplo, no Grupo A, temos França, Albânia, Suíça e Romênia.  No Grupo B, País de Gales, Inglaterra, Eslováquia e Rússia. No C, Polônia, Irlanda do Norte, Alemanha e Ucrânia. O grupo D foi formado por Espanha, Turquia, Croácia e República Tcheca. No Grupo E ficaram Itália, Bélgica, Irlanda e Suécia, e finalmente no Grupo F, Portugal, Islândia, Hungria e Áustria.

Portanto 24 Selecionados disputando o título do continente.  Depois das disputas dos grupos na fase de grupos, os jogos com os selecionados às oitavas de finais da Euro 2016 ficaram assim distribuídos: Suíça x Polônia, Croácia x Portugal, País de Gales x Irlanda do Norte, Hungria x Bélgica, Alemanha x Eslováquia, Itália x Espanha, França x Irlanda, e finalmente Inglaterra x Islândia.

Destes confrontos das oitavas de final, já conhecemos duas disputas das quartas.  Polônia x Portugal e País de Gales x Bélgica.  As outras duas partidas ainda precisam ser definidas. Afinal de contas, a Alemanha aguarda o vencedor entre Itália x Espanha para saber qual será o seu adversário, e o mesmo acontece com a França, que aguarda a disputa entre Inglaterra x Islândia.

Foram muitos jogos de futebol de excelente qualidade na fase de grupos e nas oitavas-de-final da Eurocopa. E ainda há oportunidade para que torcedores, jogadores, e principalmente, treinadores brasileiros possam acompanhar mais partidas a fim de ficarem alinhados com o melhor futebol jogado atualmente em todo o mundo.  Dos selecionados que ainda permanecem na disputa, há como se apontar alguma equipe favorita?  Façam suas apostas e que vença o melhor!

Por Ivan Marconato para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

CR7 de Portugal ou Portugal de CR7?

cristianoRonaldo_divulgação

Foto: Divulgação

Toda pessoa pública cria admiração e antipatia. Assim é com CR7. Todos que opinam criam admiração e antipatia. Assim será comigo ao final deste texto. Meu cérebro é matemático.Vejo matemática em tudo.

Por exemplo, vejo três formas de matemática na escrita. A pressão dos dedos para segurar a caneta. A força sobre o papel e a velocidade que se escreve as letras.

Ao avaliar uma seleção, penso na população do país e vou subtraindo até chegar no número de atletas profissionais que esta seleção tem como opção.Também observo o histórico e quão enraizado na nação esta o futebol, que pra nós, é o esporte do planeta, mas pra Índia, extremamente habitada, não é.

Assim, e agora que começarei a colecionar admiradores e críticos, entendo Brasil, Argentina, Alemanha e Itália, podendo ter fazes boas e ruins, mas sempre acima dos demais. Entendo Inglaterra e França como duas gigantes de fachada, campeãs em território local e ambas com títulos “obscuros”.

Respeito muito mais a Holanda sem títulos do que tais. Onde entra Portugal? Portugal nunca ganhou nada, nem com Eusébio, nem com Paulo Futre ou Figo. Portugal só havia ido as Copas de 1966 e 1986, até sim, após a Copa de 2002, entrar no grupo de seleções que protagonizam.

Portugal é como dezenas de outros países que sonham, mas ainda não chegaram lá. Por que então torcer por Portugal? Ora, pensar por aí não levaria nenhum torcedor sem reais chances aos estádios.

Só que o amor não pode cegar o torcedor, que é admirador, assim como não pode cegar o crítico. E como tem crítico querendo diminuir o CR7 e a campanha portuguesa. Claro que não é uma campanha supra sumo. Mas é uma campanha esperançosa, dentro da matemática citada no início.

A seleção portuguesa esta presa a nacionalidade dos seus jogadores. O Real Madrid não. Então, como cobrar o desempenho do CR7 do clube na seleção? E como achar que a seleção vai jogar mais do que joga porque o CR7 esta em campo? Não é assim que funciona.

Criticam tanto o CR7, mas me diga que campeonato o Pelé, ganhou sozinho? Maradona, Platini, Messi  ou outro? Mas do CR7, alguns só o reconhecerão se ele for campeão do mundo com o time reserva da Tunísia.

E quanto ao ocorrido hoje antes da partida com o repórter português? É óbvio que a atitude não deve ser louvada. Mas sabe-se lá o que o repórter perguntou? Repararam o momento crucial da campanha portuguesa em que o repórter ultrapassou a linha dos seguranças? O momento de concentração do CR7 para o jogo? Sei que um corporativismo da imprensa, e note que estou usando um espaço dado por ela, vai defender os seus. E repito, não louvo a atitude dele. Mas o ex jogador Mario Sergio já deu tiro pro alto saindo de um jogo, foi crucificado e hoje trabalha junto com jornalistas numa rede de esportes, assim como Neto, que cuspiu num árbitro, tem programa. Edmundo, Serginho Chulapa, todos intempestivos e são cercados de sorrisos.

Assim, que coloquemos o devido peso nas atitudes, cobranças e expectativas tanto do CR7, quanto de onde a seleção portuguesa pode chegar na competição. Ambos tem seus limites. O que não precisa ter limite é a esperança e o sonho de todos que nasceram ou descendem da Nação valente e imortal.

Pra cima da Croácia Portugal!

Por Ricardo Veras para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)