Em corrida repleta de toques, Abreu vence e Gomes é campeão da Stock Car

Foto: stockcar.com.br

Foto: stockcar.com.br

A decisão da temporada de 2015 da Stock Car foi dramática e espetacular. Na pole position Valdeno Brito partiu devagar e com isso todo o pelotão ficou bem colado. Devido a chuva todos os ponteiros partiram da parte de trás do grid e ai foi um festival de toques e um deles envolvendo Marcos Gomes líder do campeonato que foi parar no muro e acabou comprometendo a sua corrida.

Com Gomes nos boxes, Cacá Bueno começou o seu trabalho de escalada no pelotão e contou com diversos toques na sua frente, mas acontece que Cacá também se envolveu em disputas e com isso o seu capô começou a levantar. Gomes que ficou por sete voltas nos boxes mexendo na suspensão de seu carro voltou para a pista e passou a andar para chegar entre os 20 primeiros colocados.

Cacá Bueno com problemas em seu capô parou nos pits para a troca de pneus e reabastecimento, mas a equipe optou por não mexer na parte da frente e com isso os problemas do carro #0 só fizeram aumentar.

Foto: stockcar.com.br

Foto: stockcar.com.br

A disputa pelo título está na pista e com desespero, mas na pista a liderança Átila Abreu  sobrou após o abandono de Brito, Diego Nunes em segundo, Felipe Fraga em terceiro, Gabriel Casagrande em quarto e Vitor Genz em quinto.

E foi assim que terminou a disputa do campeonato com Marcos Gomes em 22° e Cacá Bueno na 20° posição e desta forma o piloto do carro #80 ficou com o título da temporada de 2015 com 242 pontos conquistados além de três vitórias e cinco poles.

Confira a classificação do GP de São Paulo da Stock Car:

1-) 51 Átila Abreu (AMG Motorsport) – 23 voltas em 42min28s345 (média de 140,2 km/h)
2-) 70 Diego Nunes (Vogel Motorsport) – a 2s527
3-) 88 Felipe Fraga (Voxx Racing Team) – a 4s451
4-) 83 Gabriel Casagrande (Axalta C2 Team) – a 7s209
5-) 46 Vitor Genz (Boettger Competições) – a 7s521
6-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 8s954
7-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 11s400
8 -) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 15s460
9-) 11 Cesar Ramos (Total Racing) – a 23s677
10-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 24s808
11-) 14 Luciano Burti (RZ Motorsport) – a 25s398
12-) 63 Nestor Girolami (Schin Racing Team) – a 31s881
13-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 38s596
14-) 74 Popó Bueno (Total Racing) – a 42s483
15-) 66 Felipe Guimarães (Boettger Competições) – a 44s136
16-) 1 Antonio Pizzonia (Prati-donaduzzi) – a 50s457
17-) 110 Felipe Lapenna (Schin Racing Team) – a 59s604
18-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 59s632
19-) 25 Tuka Rocha (União Química Racing) – a 59s682
20-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 1min16s094
21-) 73 Sergio Jimenez (Axalta C2 Team) – a 4 Voltas
NÃO COMPLETARAM
22-) 80 Marcos Gomes (Voxx Racing Team) – a 7 Voltas
23-) 77 Valdeno Brito (Shell Racing) – a 14 Voltas
24-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 19 Voltas
25-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 20 Voltas
26-) 4 Julio Campos (Prati-donaduzzi) – a 20 Voltas
27-) 100 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 22 Voltas
28-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 22 Voltas
29-) 42 Constantino Jr (AMG Motorsport) – a 23 voltas
30-) 69 Beto Monteiro (Hot Car Competições) – a 23 voltas
31-) 8 Rafael Suzuki (RZ Motorsport) – a 23 voltas
32-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 23 voltas
EXC-) 9 Gustavo Lima (ProGP) – por atitude anti-desportiva

Campeonato

Marcos Gomes conquistou o seu primeiro título da categoria ao somar 242 pontos e entra para o seleto grupos de campeões da categoria, mas vale lembrar que Cacá Bueno conta com cinco títulos de campeão. Confira a classificação final da Stock Car 2015:

Foto: stockcar.com.br

Foto: stockcar.com.br

1° Marcos Gomes 242 pontos

2° Cacá Bueno 210 pontos

3° Thiago Camilo 193 pontos

4° Rubens Barrichello 188 pontos

5° Allam Khodair 184 pontos

6° Daniel Serra 181 pontos

7° Ricardo Mauricio 172 pontos

8° Max Wilson 162 pontos

9° Felipe Fraga 159 pontos

10° Átila Abreu 155 pontos

A temporada de 2016 da Stock Car volta as pistas no dia de 6 de março com a Corrida de Duplas em Curitiba, no Paraná.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Anúncios

Chuva da as caras em Interlagos. Brito é pole, Bueno e Gomes largam no final do grid

Foto: stockcar.com.br

Foto: stockcar.com.br

A Stock Car está em São Paulo para a sua última etapa da temporada de 2015 e para os amantes do automobilismo, a decisão começou em grande estilo.

Na formação do grid de largada os primeiros grupos foram sob pista seca e anotaram os seus tempos de forma segura, sendo que Valdeno Brito atingiu  marca de  1min38s992. Mas conforme os minutos foram se passando a chuva foi chegando e chegando e ai tudo mudou.

Os grupos finais que eram compostos pelos pilotos mais rápidos do final de semana acabou se dando mal. Com água na pista o rendimento ficou longe do de Brito e desta forma Cacá Bueno vai largar do 26° e Marcos Gomes do 27° posto, e que ninguém se engane, Mauricio, Camilo, Campos, Barrichello, Khodair, Serra e Wilson estão no mesmo barco, todos de 25° para trás. Muito trabalho para essa galera.

Confira o grid de largada em São Paulo:

1-) 77 Valdeno Brito (Shell Racing) – 1min38s992
2-) 51 Átila Abreu (AMG Motorsport) – a 0s147
3-) 73 Sergio Jimenez (Axalta C2 Team) – a 0s411
4-) 70 Diego Nunes (Vogel Motorsport) – a 0s467
5-) 88 Felipe Fraga (Voxx Racing Team) – a 0s684
6-) 46 Vitor Genz (Boettger Competições) – a 0s685
7-) 14 Luciano Burti (RZ Motorsport) – a 0s754
8 -) 83 Gabriel Casagrande (Axalta C2 Team) – a 0s811
9-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 0s842
10-) 11 Cesar Ramos (Total Racing) – a 1s049
11-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 1s053
12-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 1s074
13-) 110 Felipe Lapenna (Schin Racing Team) – a 1s292
14-) 1 Antonio Pizzonia (Prati-donaduzzi) – a 1s340
15-) 74 Popó Bueno (Total Racing) – a 1s488
16-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 1s543
17-) 63 Nestor Girolami (Schin Racing Team) – a 1s569
18-) 42 Constantino Jr (AMG Motorsport) – a 1s729
19-) 66 Felipe Guimarães (Boettger Competições) – a 1s737
20-) 69 Beto Monteiro (Hot Car Competições) – a 1s763
21-) 25 Tuka Rocha (União Química Racing) – a 1s798
22-) 8 Rafael Suzuki (RZ Motorsport) – a 1s830
23-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 2s053
24-) 9 Gustavo Lima (ProGP) – a 2s556
25-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 8s616
26-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 8s852
27-) 80 Marcos Gomes (Voxx Racing Team) -a 9s040
28-) 100 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 9s635
29-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 9s669
30-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 9s921
31-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 10s743
32-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 10s976
33-) 4 Júlio Campos (Prati-donaduzzi) – a 11s637

A decisão do título está entre Cacá Bueno que soma 210 pontos e Marcos Gomes que soma 242 pontos. A matemática do título é a seguinte: Para Bueno ficar com o título ele tem que vencer  e torcer para Gomes ficar de 13° para trás. Caso Gomes abandone a disputa, Bueno que completar a corrida no máximo em quarto lugar e com os dois largando no final do grid tudo pode acontecer.

A largada para a disputa em São Paulo está marcada para às 10 horas  da manhã, horário de Brasília.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Rosberg desbanca Hamilton e marca a pole em Abu Dhabi

Foto: roadsafety.allianz.com

Foto: roadsafety.allianz.com

Neste final de semana acontece a 19° e última etapa do Mundial de F1, o GP de Abu Dhabi. A pole position ficou com  o alemão Nico Rosberg #6 que anotou o tempo de 1.40.480 e desbancou Lewis Hamilton #44 que havia sido o mais rápido no treinos livres e no Q1 e Q2. O inglês marcou o tempo de 1.40.866.

Logo depois dos carros da Mercedes vem as Williams com Bottas #77 em terceiro e o brasileiro Felipe Massa em quarto lugar após anotar o tempo de 1.41.119. Ricciardo em quinto, Vettel em sexto, Kvyat em sétimo, Button em oitavo, Raikkonen em nono e Alonso em décimo.

Confira o grid completo para o GP de Abu Dhabi:

Foto: Marwan Naamani / AFP / gazetaesportiva.net

Foto: Marwan Naamani / AFP / gazetaesportiva.net

1: Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1min40s480
2: Lewis Hamilton (ING/Mercedes) – 1min40s866
3: Valtteri Bottas (FIN/Williams) – 1min41s025
4: Felipe Massa (BRA/Williams) – 1min41s119
5: Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) – 1min41s267
6: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 1min41s893
7: Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso) – 1min41s908
8: Jenson Button (ING/McLaren) – 1min41s964
9: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1min42s236
10: Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1min42s866
11: Kevin Magnussen (DIN/McLaren) – 1min42s198
12: Jean-Eric Vergne (Toro Rosso) – 1min42s207
13: Sergio Perez (MEX/Force India) – 1min42s239
14: Nico Hulkenberg (ALE/Force India) – 1min42s384
15: Adrian Sutil (ALE/Sauber) – 1min43s074
16: Esteban Gutierrez (MEX/Sauber) – 1min42s819
17: Pastor Maldonado (VEM/Lotus) – 1min42s860
18: Kamui Kobayashi (JAP/Caterham) – 1min44s540
19: Will Stevens (ING/Caterham) – 1min45s095

20: Romain Grosjean (FRA/Lotus) – 1min42s768*

* Romain Grosjean foi punido com a perda de 20 posições no grid de largada por exceder o limite de modificações no motor de sua Lotus, como o piloto do carro #8  havia conseguido apenas o  16° tempo, ele ainda será obrigado a realizar  um drive-through durante a prova para terminar de cumprir a punição.

Foto: wp.clicrbs.com.br

Foto: wp.clicrbs.com.br

A disputa entre Hamilton e Rosberg promete ser muito acirrada, ainda mais que os dois estão na primeira fila e o campeonato esta em aberto com o inglês levando uma vantagem de 17 pontos, 334 pontos para Hamilton contra 317 de Rosberg.

A corrida em Yas Marina valerá o dobro dos pontos, ou seja, o vencedor garantirá 50 pontos na classificação o deixa algumas possibilidades para que Hamilton conquiste o bicampeonato:

Se Rosberg vencer a corrida, Hamilton tem que chegar em segundo, caso aconteça algo de extraordinário e Rosberg ficar em segundo Hamilton pode chegar até na quinta colocação, se Rosebrg terminar em terceiro, Hamilton pode completar em sexto, caso aconteça, o que é difícil, Rosberg terminar em quarto ou quinto, Hamilton pode terminar em oitavo ou nono respectivamente e se Rosberg terminar a corrida de sexto lugar para baixo, Lewis Hamilton não precisa pontuar.

Para Rosberg a tarefa é complicada, mas nada é impossível. A largada para as 55 voltas do GP de Abu Dhabi acontece às 11 horas da manhã, horário de Brasília.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

 

Sharapova e Halep são as finalistas do simples feminino

O Grand Slam de Roland Garros está na reta final. Na disputa do simples femiinino, as finalistas foram conhecidas.

Foto crédito: Patrick Kovarik / AFP (bandsports.band.uol.com.br)

Foto crédito: Patrick Kovarik / AFP (bandsports.band.uol.com.br)

O grande jogo da semifinal foi entre a experiente Maria Sharapova e a jovem Eugenie Bouchard. O confronto foi de alto nível nos dois primeiros sets, com um grande equilíbrio, tanto que cada atleta venceu um set. Bouchard levou a primeira parcial por 6/4 e Sharapova venceu a segunda por 7/5, mas o equilíbrio acabou aí. Sharapova mostrou toda a sua experiência na reta decisiva da partida e venceu por 6/2.

Já a outra semifinal, entre a romena Simona Halep e a alemã Andrea Petkovic, teve a dinâmica inversa. Halep venceu a primeira parcial com extrema facilidade, com um 6/2. Já o segundo set foi muito equilibrado. A romena, cabeça de chave número 4, conseguia pontos ao cansar a adversária, afinal seus “winners” (bolas vencedoras) não são tão fortes. Mesmo assim ela conseguia sucesso nas jogadas. Já a alemã tem mais força e matava os pontos com facilidade. A disputa foi tanta, que o segundo set foi para o tie-brake e acabou com nova vitória de Simona, 7/6.

Com isso, a decisão, no sábado, será entre Sharapova e Halep. E quem é a favorita? Escolher a favorita nesse confronto é meio complicado, afinal Halep é a cabeça de chave número 4 e ainda não perder um set sequer neste ano em Roland Garros e a experiente Maria Sharapova já foi número 1 do mundo e campeã de Roland Garros em 2012. Pelo histórico, eu coloco a russa Maria Sharapova à frente de Halep na conquista pelo título. A tendência é que seja um jogaço, independente da vencedora.

Nessa sexta-feira serão disputadas as semifinais do simples masculino. Na parte de cima da tabela, o confronto será Rafael Nadal x Andy Murray e na parte de baixo, Novak Djokovic x Ernests Gulbis. Serão dois belos jogos, mas a tendência é que os líderes do ranking, Nadal e Djokovic, decidam mais um título.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

NBA: com o apoio da torcida, Spurs fazem 1 x 0

Imagem crédito: nocoastbias.com

Imagem crédito: nocoastbias.com

Começou a ser disputada nesta quinta feria em San Antonio a final da temporada 2013/2014 da NBA. O San Antonio Spurs x Miami Heat, mesma decisão da temporada passada que acabou com o título do Heat.

A primeira partida da disputa foi marcada pelo equilíbrio nos minutos inicias,  com as duas equipes atacando muito bem, mas se defendendo muito bem. O primeiro quarto teve sempre o Spurs a frente, hora por 2 pontos hora por 4 pontos, mas não demorava muito e o Heat encostava mas final da primeira parte foi 26 x 20 a favor do Spurs.

O segundo quarto começou na mesma tônica que terminou o primeiro belos arremessos e muito trabalho para as defesas e com um pouco mais de acerto o Heat venceu por 29 x 28, e a vantagem de cinco pontos para o San Antonio na ida para o intervalo.

Na volta do descanso o Heat voltou a mil por hora e conseguiu virar o placar. Venceu por 29 x 20 e tirou os cinco pontos de vantagem do Spurs e colocou quatro na frente, mas foi nesse terceiro quarto que a grande estrela do Heat, LeBron James #6 se lesionou e o seu desempenho não foi mais o mesmo. entrava e saia da quadra a todo instante.

 

O Spurs não acusou o golpe do terceiro quarto e foi para cima na parte decisiva do jogo e com o melhor jogador do adversário fora a os donos da casa contaram com o grande apoio da torcida e massacraram o Heat por 36 x 17, tirando os quatro pontos de vantagem e colocando 15 a frente. Uma grande virada.

O placar final ficou em 110 x 95 a favor do Spurs que abriu 1 x 0 na série final. O cestinha do jogo foi LeBron James com 25 pontos anotados. O brasileiro Tiago Splitter #22 do Spurs anotou 14 pontos na partida.

A próxima partida da série acontece no dia 8 de junho em San Antonio e a grande pergunta que fica é, será que LeBron terá condições de jogo?

Inscreva-se em nossa página no You Tube: Templo dos Esportes

por: Matheus Furlan

Osasco recebe Sesi na primeira partida da semifinal

Foto crédito: João Pires / FotoJump / Divulgação

Foto crédito: João Pires / FotoJump / Divulgação

O Molico/Osasco está invicto na Superliga Feminina 2013/2014 e, nesta sexta-feira, às 21h30, recebe o Sesi, único time que venceu as osasquenses em 2014 na decisão da Copa Brasil.

Com relação aos confrontos entre as equipes na Superliga, as duas partidas acabaram com vitórias do Osasco, ambas com o placar de 3 a 1.

Para falar melhor sobre esse confronto contra o Sesi, o blog do Tudem1, através de Rodrigo Bitar  conversou com exclusividade com a jovem ponteira Paula Mohr, de 20 anos de idade. Além do jogo, Paula falou um pouco sobre a temporada.

Foto crédito: forosperu.netlei

Foto crédito: forosperu.netlei

P: Essa é sua primeira temporada pelo Osasco. Como você pode descrevê-la?

R: Está sendo um grande aprendizado pra mim, tanto fora de quadra quanto dentro. Estou aprendendo muito com as meninas e com a comissão técnica, o que é muito importante pra minha carreira.

P: O que você pode prever para essa série de semifinal contra o Sesi?

R: Um grande jogo sem dúvida, as duas equipes têm jogadoras muito importantes e experientes, o que proporcionará uma grande partida.

P: O Sesi foi o único time que venceu o Osasco nesta temporada.  Como você está se preparando para essa partida?

R: Jogo é jogado, o time está treinando forte para sair com o melhor resultado sem dúvida.

P: O Osasco está preparado para terminar a Superliga 2013/2014 invicto? Como o clube está trabalhando para que o feito seja alcançado?

R: O time estar invicto é mérito de um grande trabalho envolvido. Mas esse feito não interfere nos treinamentos, pois continuamos treinando forte independente do número de vitórias atingidas até agora, nosso objetivo maior com certeza é chegar na final e conquistar o título.

O retrospecto na competição aliado à força de sua torcida que lotará o ginásio José Liberatti, em Osasco, dá ao Molico o favoritismo.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Paulistão: quartas de finais começam hoje

Imagem: esportejundiai.com

Imagem: esportejundiai.com

Nem bem acabou as 15 primeiras rodadas do Paulistão Chevrolet 2014 e as quartas de finais já estão batendo a porta. Nesta quarta feira teremos três jogos. Botafogo x Ituano se enfrentam às 19:30 no interior paulista. Ainda no mesmo horário, o Santos enfrenta a Ponte Preta na Vila Belmiro.

Foto crédito: santossempresantos.net.br

Foto crédito: santossempresantos.net.br

O time santista conquistou a melhor campanha da primeira fase contudo isso não lhe garante jogar por empates. Caso a igualdade no placar seja o resultado final, a disputa irá para os pênaltis. Com o fator casa e com a melhor campanha, o Santos é favorito para o duelo diante da Ponte Preta promete e para essa partida o técnico Oswaldo de  Oliveira não poderá contar com Rildo, que é jogador da Macaca e por força de contrato ficará de fora.

O provável Santos deve ser Aranha, Cicinho, Neto, Jubal e Mena; Arouca e Cícero; Gabriel, Geuvânio, Thiago Ribeiro e Leandro Damião.

Pelos lados da Ponte Preta o duelo diante do time da Vila Belmiro é complicado para a equipe, mas a Macaca tem histórico de eliminar grandes nas fase finais das competições. Para essa partida o técnico Vadão deve mandar a campo Roberto; Ferrugem, César, Diego Sacoman e Magal; Bruno Silva, Alef e Adrianinho; Silvinho, Antônio Flávio e Rossi.

O Santos é favorito, mas tem que tomar cuidados.

São Paulo x Penapolense

Foto crédito: spfc.terra.com.br

Foto crédito: spfc.terra.com.br

O Tricolor do Morumbi tem parada dura pela frente, o Penapolense, mesmo adversário do Paulistão Chevrolet 2013. Naquela partida o time da capital teve dificuldades, venceu por 1 x 0 com gol contra.

Para a partida desta quarta feira que acontece às 22 horas, Muricy Ramalho não poderá contar com o volante Souza e por causa disso deve mexer na equipe para essa partida. O provável São Paulo deve ter Rogério Ceni; Douglas, Rodrigo Caio, Antônio Carlos e Álvaro Pereira; Wellington, Maicon e Ganso; Pabon, Osvaldo e Luis Fabiano.

O adversário do São Paulo, o Penapolense acredita que pode passar pela equipe da capital, mesmo jogando no Morumbi. O técnico Narciso sabe que não terá vida fácil e deve mandar a campo Samuel; Rodnei, Jailton, Gualberto e Rodrigo Biro; Liel, Washington, Petros e Guaru; Neto e Alexandro Créu.

Um jogo bem equilibrado e sem favorito.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Super Bowl XLVIII: experiência x juventude

Um dos clássicos da decisão mais esperada do futebol americano em 2014 terá um clássico a parte, entre os quarterbacks. De um lado um atleta campeão, já consagrado. Do outro um novato, que ainda busca seu espaço no esporte.

Russel Wilson, camisa 3 dos Seahawks, é um dos grandes destaques da parte ofensiva de sua equipe. Foto: Ronald Martinez, Getty Images (denverpost.com)

Russel Wilson, camisa 3 dos Seahawks, é um dos grandes destaques da parte ofensiva de sua equipe. Foto: Ronald Martinez. Foto: Getty Images (denverpost.com)

Do lado do Denver Broncos, que conta com um ataque massacrante, Peyton Manning se destaca. O jogador de 37 anos já foi campeão de um Super Bowl e está em sua 16ª temporada. Mesmo assim ele só pensa em jogar e em conquistar títulos. Com uma precisão quase impecável, ele é peça fundamental para os Broncos jogarem bem e conseguirem a maior pontuação da história, 606 pontos na temporada até o momento.

Do outro lado, o do Seattle Seahawks, Russel Wilson, de 25 anos está apenas em sua 2ª temporada, mas já tem a confiança de muitos, principalmente de sua equipe. Os Seahawks se destacam pela ótima defesa, principalmente pelo alto, mas Wilson mostrou ser bastante efetivo na temporada atual. O jogador é um dos grandes responsáveis pela equipe ser a atual campeã da Conferência Nacional após vencer duas partida na raça, nos último segundos, contra Saints e 49ers.

O duelo entre o experiente e o jovem só esquenta os preparativos para o evento.

Faltam quatro dias para o Super Bowl!

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Copa SP: Timão x Peixe na final

Imagem: agencianoticias.com.br

Imagem: agencianoticias.com.br

Teremos um clássico paulista da final da Copa São Paulo de futebol Junior. O atual campeão da disputa o Santos contra o maior vencedor da Copinha o Corinthians.

Ambas as equipes derrotaram grandes adversários para chegar na grande decisão e prometem apresentar um futebol de gente grande para ficar com o título da edição de 2014.

O Santos jogou em Barueri diante da equipe do Atlético-MG. Um jogo que começou bem equilibrado e com ambas as equipes tendo chances de abrir o placar. Teve zagueiro salvando encima da linha, gol em impedimento duvidoso anulado, mas foi Stéfano Yuri que faltando poucos minutos para o término da primeira etapa abriu o placar.

No segundo tempo o Santos voltou a carga e o Galo ficou assutado e aos 32 Matheus com uma bela jogada pela esquerda ampliou, 2 x 0. O Atlético-MG saiu no desespero e acabou levando o terceiro, novamente Stéfano Yuri balanço o barbante e anotou 3 x 0 para os meninos da Vila e vaga garantida na final da disputa.

Timão sofre diante do Tricolor Carioca

Jogando em Limeira o Corinthians sofreu para vencer o Fluminense e conquistou a vaga no final da Copinha. O primeiro tempo foi de muito equilíbrio e poucas chances de gol. Nem Timão nem o Tricolor Carioca tiraram o zero do placar. No segundo tempo o Timão resolveu sair um pouco mais e em duas jogadas de bola parada abriu o placar. Na primeira, Zé Paulo cobrou falta com força, o goleiro carioca deu rebote e Guilherme Arana  dentro da área completou, Timão 1 x 0 aos 10 do segundo. Pouco tempo depois as 19, escanteio da direita, Pedro subiu mais alto que a defesa e completou de cabeça para ampliar, 2 x 0.

O Fluminense não estava morto não, e aos 33 minutos Euller recebeu grande bola enfiada na ponta esquerda e de primeira mandou uma bomba, sem chances para o goleiro corinthiano, 2 x 1.

O time carioca ainda tentou o empate, mas não conseguiu o segundo gol e ficou pelo caminho.

Corinthians e Santos se enfrentam no próximo sábado, às 10 horas da manhã, no Pacaembu, evento tradicional em comemoração aos 460 anos da cidade de São Paulo.

E agora que é o favorito, o maior vencedor ou o atual campeão? Façam suas apostas.

Curta nossa página no Facebook. http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Bauru está perto do título paulista

Foto: Caio Casagrande (baurubasket.com.br)

Foto: Caio Casagrande (baurubasket.com.br)

O Bauru se aproximou, e muito, do título do Campeonato Paulista de Basquete.

A grande decisão é feita em melhor de cinco partidas. As duas primeiras já foram e ambas terminaram com vitória dos bauruenses sobre o Paulistano em partidas bem disputadas.

O primeiro confronto acabou com o placar de 81 x 76 e o maior destaque pelo lado vitorioso foi Ricardo Fischer, que anotou 19 pontos, 7 assistências e 5 rebotes.

A segunda partida terminou em 83 x 76 e o destaque do jogo foi Murilo Becker, que fez 17 pontos e 10 assistências.

Resultados já esperados, afinal a equipe foi a terceira colocada na Liga Sul-Americana e jogava em casa.

A terceira partida entre Bauru e Paulistano acontece nesta  segunda-feira, no ginásio Antônio Prado Júnior, aqui São Paulo, às 20h. Se o Bauru vencer, levanta a taça. Já se o jogo terminar com vitória do Paulistano, acontece a partida seguinte.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan