Santos vence Cruzeiro na Vila Belmiro

Foto:  Ricardo Saibun/SantosFC/santosfc.com.br

Foto: Ricardo Saibun/SantosFC/santosfc.com.br

Neste domingo o Santos recebeu o Cruzeiro em uma partida onde o inicio de jogo foi marcado por algumas oportunidades com Ricardo Oliveira pelo lado do Santos e Willian pelo lado do Cruzeiro. Na altura dos sete minutos o Peixe teve uma sequencia de escanteios e na última a arbitragem marcou falta de Werley no goleiro Fabio.

A partida ficou morna sem muitas oportunidades efetiva por ambas as equipes o time de Minas Gerais começou a levar mais perigo nas bolas paradas alçadas na área. O Santos tentou retomar o comando do jogo e após bom cruzamento da direita, Robinho de cabeça colocou para fora. Aos 26 minutos a  melhor chance do Peixe até o momento, cruzamento da esquerda e Werley de cabela carimbou o travessão de Fabio que ficou torcendo para a bola ir para fora.

Aos 34 minutos Geuvânio recebeu em profundidade pela direita cruzou na área, Robinho recebeu girou e chutou, a zaga desviou e colocou para escanteio salvando a pátria mineira. Os minutos foram se passando e aos poucos o Peixe voltou a pressão e aos 44 minutos, Geuvânio recebeeu no bico da grande área, cortou para o meio e com uma grande finalização, sem chances para Fabio, Santos 1 x 0.

No minuto seguinte nova descida do Santos e da entrada da área, Robinho  chutou firme e Fabio apareceu para fazer uma grande defesa colocando para escanteio, quase o segundo do Santos.

Logo no inicio da segunda etapa, o Cruzeiro foi para cima e teve boa oportunidade em cobrança de falta de Marquinhos mas Vladimir fez uma grande defesa. O jogo perdeu em qualidade e nem Santos e nem Cruzeiro demonstravam um futebol de qualidade neste momento da partida.

Aos 16 minutos, novamente Marquinhos amaciou a bola no peito e chutou firme, a bola passando tirando tinta da trave de Vladimir, quase o Cruzeiro chegou ao empate. O Santos começou a jogar no contra ataque e a defesa do Cruzeiro salvou sobre a linha com Fabrício na finalização de Robinho. No lance seguinte Gabriel invadiu a área pela direita e chutou cruzado e a bola passou tirando tinta da trave da Fabio.

O Santos começou a perder uma série de oportunidades e aos 41 minutos, o Cruzeiro em contra ataque, Gabriel perdeu uma bela oportunidade para os mineiros, a chance do empate  foi desperdiçada.

Nos minutos finais a partida não se modificou e o Santos conquistou a sua primeira vitória no Brasileirão 2015, 1 x 0 sobre o atual campeão do nacional que chega a sua segunda derrota em duas partidas na competição.

Confira os resultados da segunda rodada do Brasileirão 2015:

Coritiba 2 x 0 Grêmio

Goiás 2 x 0 Atlético-PR

Corinthians 1 x 0 Chapecoense

Figueirense 0 x 0  Vasco da Gama

Santos 1 x 0 Cruzeiro

Flamengo 2 x 2 Sport

Atlético-MG 4 x 1 Fluminense

Ponte Preta 1 x 0 São Paulo

Joinville 0 x  0 Palmeiras

Internacional 1 x 0 Avaí

A terceira rodada do Brasileirão 2015 acontece no próximo final de semana com o destaque para o duelo entre Fluminense x Corinthians e o duelo entre os Atléticos, o Paranaense enfrenta o Mineiro no Paraná.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Cruzeiro fica com o vice-campeonato Sul-americano de vôlei

 Foto: Ana Flávia Goulart / Divulgação Sada Cruzeiro

Foto: Ana Flávia Goulart / Divulgação Sada Cruzeiro

No último final de semana o Sada/Cruzeiro acabou derrotado pelo UPCN da Argentina por 3 sets 2 e ficou com o vice campeonato Sul-americano de vôlei masculino.

Com parciais de 25/21, 25/18, 17/25, 21/25 e 16/14, os brasileiros saíram perdendo por 2 sets 0, conseguiram buscar o empate e lutaram até os últimos pontos no tie-break mas os donos da casa foram mais fortes e conseguiram vencer os brasileiros e conquistar a vaga no Mundial da categoria que acontece no mês de maio na Suíça.

Mas não foi a única derrota brasileira em solo estrangeiro,  o Taubaté/Funvic foi derrotado pelo Lomas de Zamora da Argentina por 3  sets 1, parciais de 25/19, 22/25, 25/23 e 25/23 na disputa pelo terceiro lugar do Sul-americano.

Uma pena as derrotas brasileiras, mas nem sempre pode sem vencer todas no esporte. Tenho certeza que da próxima vez, tanto o Sada/Cruzeiro quanto o Taubaté/Funvic irão vencer.

Curta: https://www.facebook.com/TemplodosEsportes

por: Matheus Furlan

Ricardo Goulart vai para a China

Foto: Divulgação / esporteinterativo.com.br

Foto: Divulgação / esporteinterativo.com.br

Depois de muita especulação, o meio campo Ricardo Goulart acertou o seu futuro e vai jogar no Shandong Luneng da China. O jogador que marcou 34 gols pela Raposa nas duas últimas temporadas assinou contrato de quatro anos e o valor do contrato foi fechado em 15 milhões de euros.

Goulart vai jogar na equipe do treinador  Fabio Cannavaro e terá como companheiro de clube o atacante Elkeson que atuou pelo Botafogo. O novo reforço chinês vestira a camisa #11, realizará exames médicos no próximo dia 20 de janeiro e depois se juntará à equipe na Espanha.

Com a saída de Ricardo Goulart,  a Raposa perde o seu oitavo jogador para a temporada de 2015, além do meio campo, Egídio, Samudio, Nilton, Élber, Marlone, Borges e Marcelo Moreno já deixaram a equipe bicampeã brasileira.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Galo e Raposa já tem data para enfrentar o Shakhtar Donetsk

Parece que o futebol brasileiro voltou a abrir os olhos. Alguns anos atrás muitos questionavam o porque os clubes nacionais não voltavam a fazer amistosos contra as equipes europeias, agora isso está voltando a se tornar realidade.

Foto: skysports.com

Foto: skysports.com

Após Corinthians e Fluminense praticamente confirmarem que vão pra os Estados Unidos disputar um torneio, foi a vez dos rivais mineiros acertarem as datas para enfrentar o Shakhtar Donetsk da Ucrânia no mês de janeiro e o melhor as partidas serão realizadas no Brasil.

O Atlético Mineiro será o primeiro a enfrentar os ucranianos, a partida acontecerá no dia 21 de janeiro na Arena Independência já o Cruzeiro enfrenta o Shakhtar no dia 25 de janeiro no Mané Garricha em Brasília, uma vez que o gramado do  Mineirão passa por reformas.

O clube ucraniano é um dos clubes se não for o clube mais brasileiro da Europa com 13 atletas em seu elenco, Bernard, Dentinho, Douglas Costa, Alex Teixeira, Taison e Wellington Nem são alguns dos nomes que compõe a equipe europeia que ainda deve enfrentar o Internacional e o Flamengo em sua passagem pelo nosso país.

Esta mais do que passando da hora do futebol brasileiro voltar a fazer excursões e enfrentar as equipes do mundo a fim de voltar a evoluir o futebol do Brasil que ficou para trás nas últimas temporadas.

Siga nossa página no Twitter: https://twitter.com/esportetemplo

por: Matheus Furlan

Cruzeiro vence Goiás e conquista bicampeonato brasileiro

Neste domingo o Cruzeiro derrotou o Goiás por 2 x 1 e conquistou o bicampeonato brasileiro, 2013/2014. O jogou foi disputado em Belo Horizonte e a torcida mineira lotou o Mineirão para vem o time jogar para cima do adversário que segurou a pressão até onde foi possível, mas coube a Ricardo Goulart de cabeça abrir o placar, Cruzeiro 1 x o.

Pouco tempo e muita água depois, o Goiás empatou com um belo gol de Samuel que se aproveitou do vacilo da defesa azul, 1 x 1. O time do Centro-Oeste teve a chance da virada na cabeçada de Erik que acabou por parar nas mãos do goleiro Fábio.

 

A Raposa criou mas uma séries de chances, mas nenhuma acertou o alvo efetivamente, mas aos 17 minutos da etapa final, Everton Ribeiro de cabeça marcou 2 x 1. O Goiás não se entregou e Thiago Mendes acertou a trave dos mineiros levando muito perigo e logo depois Fábio com boas e grandes defesas assegurou o placar a favor dos donos da casa.

Mesmo com a vitória do São Paulo sobre o Santos por 1 x 0,  o Cruzeiro conquistou o bicampeonato brasileiro consecutivo, 2013/2014, afinal na tabela o Cruzeiro soma 76 pontos contra 69 do São Paulo e restando apenas duas rodadas para o término da competição, ou seja, seis pontos, a equipe Azul de Minas Gerais não pode ser mais alcançada.

Foto: Gustavo Theza / esportes.yahoo.com

Foto: Gustavo Theza / esportes.yahoo.com

O título comprova a supremacia do clube mineiro no futebol brasileiro  e na história o time chega ao tetra campeonato nacional, 1966, 2003, 2013 e 2014.

Ainda faltam duas rodadas para o término do Brasileirão, confira os resultados da 36° rodada:

Internacional 2 x 1 Atlético-MG

Bahia 1 x 2 Atlético-PR

Santos 0 x 1 São Paulo

Cruzeiro 2 x 1 Goiás

Sport 2 x 2 Fluminense

Flamengo 1 x 1 Criciúma

Figueirense 2 x 0 Vitória

Coritiba 2 x 0 Palmeiras

Corinthians 1 x 0 Grêmio

Chapecoense 2 x 0 Botafogo

Classificação

P J V E D GP GC SG %
1 Cruzeiro* 76 36 23 7 6 64 36 28 70
2 São Paulo 69 36 20 9 7 58 38 20 63
3 Corinthians 66 36 18 12 6 45 25 20 61
4 Internacional 63 36 19 6 11 48 39 9 58
5 Atlético-MG 61 36 17 10 9 50 36 14 56
6 Grêmio 60 36 17 9 10 35 22 13 55
7 Fluminense 58 36 16 10 10 55 38 17 53
8 Atlético-PR 50 36 14 8 14 41 41 0 46
9 Flamengo 48 36 13 9 14 41 46 -5 44
10 Sport 48 36 13 9 14 33 44 -11 44
11 Santos 47 36 13 8 15 39 35 4 43
12 Figueirense 46 36 13 7 16 35 44 -9 42
13 Goiás 44 36 12 8 16 34 37 -3 40
14 Chapecoense 42 36 11 9 16 36 39 -3 38
15 Coritiba 41 36 10 11 15 37 42 -5 37
16 Palmeiras 39 36 11 6 19 32 55 -23 36
17 Vitória 38 36 10 8 18 37 49 -12 35
18 Bahia 34 36 8 10 18 28 40 -12 31
19 Botafogo 33 36 9 6 21 31 46 -15 30
20 Criciúma** 31 36 7 10 19 25 52 -27 28

*Campeão Brasileiro de 2014

**Rebaixado para a Série B

A 37° rodada do Brasileirão acontece no próximo final de semana e nesta, podemos ter a definição de mais equipes na Libertadores de 2015 e de equipes rebaixadas para a Série B.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Atlético-MG vence partida de ida e abre boa vantagem sobre o Cruzeiro

A primeira partida da grande decisão da Copa do Brasil foi disputada nessa quarta-feira. no estádio Independência, e terminou com vitória do Atlético Mineiro pelo placar de 2 x 0. Uma vantagem boa, mas perigosa pelo histórico. O Galo já reverteu esse placar em duas oportunidades neste ano, será que a equipe irá provar do próprio veneno? Brincadeiras à parte, é fato que a vantagem do alvinegro é muito boa, porque obriga o Cruzeiro a vencer por três gols de diferença para levantar a taça (o placar de 2 x 0 leva a decisão para os pênaltis).

 

O resultado foi extremamente justo pelo que foi apresentado em campo. O Galo mostrou determinação e vontade de vencer desde o início e encontrava grande facilidade ao atacar pelo lado direito, porque Samudio, lateral-esquerdo da Raposa, deixou evidente a falta de ritmo de jogo. Com o veloz Marcos Rocha aproveitando os espaços, o Atlético abriu o placar com o talismã Luan, que fez seu quarto com de cabeça no ano e o quinto na Copa do Brasil. A jogada foi muito bem armada, mas o jogador do Galo estava em posição irregular (coisa de centímetros). Sorte dos alvinegros que a arbitragem não viu e deixou a bola rolar.

Quem estava se destacando bastante era Dátolo, que dava grande trabalho a Fábio. O argentino precisou chutar três vezes no gol para a bola entrar. A terceira foi na segunda etapa, quando Marcos Rocha cobrou um lateral, o centroavante Carlos ajeitou e Dátolo bateu, fazendo 2 x 0.

Do outro lado, o trio Éverton Ribeiro, Ricardo Goulart e Willian não jogou bem e prejudicou o desemprenho de Marcelo Moreno, que tentou passar de Victor de jogos os jeitos, mas não conseguiu.

A partida de volta acontecerá apenas daqui duas semanas, no dia 26/11, às 22h, no Mineirão. Mesmo sabendo que a torcida é quase inteira favorável, o Cruzeiro sabe que terá de suar muito dentro de campo para reverter a situação.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Mineiros na final da Copa do Brasil

Estão definidas equipes finalistas da Copa do Brasil 2014. O Cruzeiro se garantiu na grande final da competição nacional após empatar com o Santos jogando na Vila Belmiro pelo placar de 3 x 3 depois de ter vencido a partida de ida por 1 x 0. O placar foi aberto por Robinho logo no inicio da partida, a Raposa não demorou a empatar com Marcelo Moreno aos 8 minutos da primeira etapa. O Peixe voltou a ficar na frente do placar após cobrança de pênalti de Gabriel, Santos 2 x 1.

 

Após o intervalo o santistas voltaram determinados a marcar mais um gol e conseguiram com Rildo aos 13 minutos da segunda etapa, a partir daí o panorama da partida mudou e o Cruzeiro foi para cima do adversário e de tanto tentar diminuiu com Willian aos 35 minutos da segunda etapa, mas a Raposa não parou por ai e aos 50 minutos novamente Willian empatou a partida e selou de vez a classificação mineira para a final.

Galo repete virada 

Foi um replay, na partida de ida o Flamengo venceu  a partida de ida por 2 x 0, como o Corinthians nas quartas de finais, assim como o clube paulista o Flamengo abriu o placar diante do Galo e ampliou a vantagem que já era grande. A partida estava nervosas como já era de se esperar. O Atlético Mineiro não desistiu em nenhum momento e da mesma forma que contra o Corinthians o Galo foi para a virada. Ainda no primeiro tempo Carlos empatou aos 41 minutos.

 

Na segunda etapa o Atlético jogava solto e aos 11 minutos Maicosuel virou o jogo, Galo 2 x 1. A torcida gritando e incentivando e o mineiros chegaram ao 3 x 1 através do argentino Dátolo. O gol incendiou a partida e não demorou muito para que Luan desse números finais a partida, Atlético-MG 4 x 1 Flamengo e vaga garantida na final da competição nacional.

Finais

Na manhã desta quinta feira, 6, a CBF definiu os mandos de campo para as partidas finais da Copa do Brasil 2014. O jogo de ida será realizado do estádio Independência com mando do Atlético-MG no dia 12 de novembro.

A partida de volta acontece no dia 26 de novembro no estádio do Mineirão com mando do Cruzeiro. O que ainda não foi definido é a quantidade de torcida visitante que haverá em cada partida.

O Cruzeiro tenta o seu quinto título da competição nacional e se isolar como o maior vencedor da competição já o Atlético-MG tenta o título inédito, na verdade esta é a primeira vez que o o Galo chega a final da competição. Esta será a segunda vez que dois clubes de um mesmo estado fazem a final, antes dos mineiros o duelo carioca entre Flamengo x Vasco da Gama em 2006 que deu o título aos rubro-negros foi a única final estadual.

Mais do que merecida a final entre os dois clubes de Belo Horizonte, que atualmente vem apresentando o melhor futebol do país.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

São Paulo perde e Cruzeiro dispara

Enfrentar o Coritiba no Estádio Couto Pereira nunca foi fácil, ainda mais sabendo que a equipe precisa paranaense vencer para fugir da zona da degola. Para esse jogo, o Coxa teve a volta de alguns jogadores, um deles Alex, capitão e camisa 10 da equipe, um líder nato. Já do outro lado, o Tricolor não contava com dois líderes em campo, o poupado Rogério Ceni e o suspenso Kaká. Com isso, o quarteto não estava completo.

Mesmo assim, Michel Bastos, que substituiu o camisa 8, recebeu um belo passe de Alexandre Pato e bateu cruzado, abrindo o placar. Esse, aliás, foi o primeiro gol dele com a camisa do São Paulo. Parecia pintar mais uma vitória do time paulista, mas a equipe caiu de rendimento na segunda etapa, enquanto o Coxa melhorou bastante, tanto que virou o confronto, com um gol de Hélder e dois do camaronês Joel. Este jogador já tinha chamado a atenção quando atuava pelo Londrina, principalmente quando fez dois gols na partida de ida da terceira fase do torneio. Um centroavante que se mexe bastante e um matador nato.

 

Que ficou feliz com o resultado foi o Cruzeiro, que venceu o Atlético Paranaense por 2 x 0 e voltou a abrir 7 pontos de vantagem da ponta da tabela.

Jogos da rodada

Quarta-feira

(1°) Cruzeiro 2 x 0 Atlético-PR (11°)
(20°) Vitória 3 x 1 Fluminense (5°)
(7°) Sport 0 x 0 Internacional (3°)
(13°) Figueirense 1 x 1 Criciúma (19°)
(17°) Botafogo 2 x 3 Bahia (16°)
(18°) Palmeiras 2 x 2 Flamengo (10°)
(15°) Coritiba 3 x 1 São Paulo (2°)

Quinta-feira

(4°) Corinthians x Chapecoense (14°) – 19h30 – Arena Corinthians
(12°) Goiás x Atlético-MG (8°) – 19h30 – Serra Dourada
(6°) Grêmio x Santos (9°) – 20h30 – Arena do Grêmio

O complemento da 22ª rodada acontece na noite de hoje com 3 jogos. A principal partida, pensando nas partes de cima de baixo da tabela, será Corinthians x Chapecoense, porque o Timão pode passar o Internacional e colar no São Paulo e o Verdão de Santa Catarina pode se afastar da parte tensa da tabela.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

São Paulo vence Cruzeiro e incendeia o Brasileirão

O São Paulo venceu o Cruzeiro por 2 x 0, nesse domingo, jogando em casa, em partida válida pela 21ª rodada do Brasileirão. Aliás, o show foi completo. Além do time jogar muito bem, a torcida compareceu em peso no Morumbi, mais de 58 mil pessoas.

Com o apoio dos torcedores, o Tricolor tinha a missão de fazer um bom resultado e conseguiu, 2 x 0, com gols de Rogério Ceni, de pênalti, e Alan Kardec. Aliás, no pênalti, o zagueiro Dedé deveria ter sido expulso. Ele já tinha o cartão amarelo quando derrubou Ganso na área. A falta era claramente para cartão, mas arbitragem não deu, sorte que isso não mudou o resultado.

 

O placar fez com que a diferença entre o Cruzeiro e o segundo colocado, que é o próprio São Paulo, voltasse a ser de 4 pontos, ou seja, o resultado foi bom para o campeonato, que ganha novamente em emoção.

Resultados da rodada

Sábado

(5°) Fluminense 3 x 0 Palmeiras (16°)
(14°) Chapecoense 3 x 1 Sport (7°)
(9°) Santos 2 x 1 Coritiba (18°)

Domingo

(10°) Flamengo 1 x 0 Corinthians (4°)
(2°) São Paulo 2 x 0 Cruzeiro (1°)
(19°) Bahia 3 x 0 Figueirense (13°)
(3°) Internacional 2 x 0 Botafogo (15°)
(11°) Atlético-PR 2 x 0 Vitória (20°)
(8°) Atlético-MG 0 x 0 Grêmio (6°)
(17°) Criciúma 1 x 0 Goiás (12°)

A próxima rodada do Brasileirão já acontece neste meio de semana, com 7 jogos na quarta-feira e 3 na quinta-feira. O líder Cruzeiro volta a jogar em casa, contra o Atlético Paranaense, na quarta, às 19h30. Já o São Paulo visita o rival do Furacão, o Coritiba, no mesmo dia, mas às 22h.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Acabou a chance do penta: Cruzeiro é eliminado da Libertadores e Brasil fica sem representantes

Imagem: cruzeiroweb.com

Imagem crédito: cruzeiroweb.com

O Brasil entrou na Libertadores da América 2014 para defender o título, após quatro conquistas consecutivas (Internacional, Santos, Corinthians e Atlético Mineiro). Seis equipes representaram o país, mas Atlético Paranaense, Botafogo e Flamengo caíram ainda na primeira fase. A fase oitavas de final passou, e junto com ela Atlético Mineiro e Grêmio ficaram para trás.

Só restava o Cruzeiro, que enfrentou o San Lorenzo, justamento o adversário que colaborou para eliminação do Botafogo e que passou pelo Grêmio. Sim, o time do Papa Francisco, que venceu a partida de ida por 1 x 0.

Os mineiros tinham de reverter a situação ruim, mas, logo no começo, aos 9 minutos, Piatti abriu o placar. Todos os cruzeirenses sentiram muito, tanto os jogadores quanto os torcedores. O time brasileiro sentiu e a situação quase piorou com mais uma chegada dos argentinos, mas Fábio fez um verdadeiro milagre. O Cruzeiro só conseguiu chegar com perigo no último lance da primeira etapa, com Marcelo Moreno, que, com muito azar, conseguiu acertar as duas traves. Isso era um sinal de que a noite não era do time brasileiro.

Na segunda etapa só deu Cruzeiro. O time mineiro massacrou o San Lorenzo, mas só conseguiu fazer um gol com Bruno Rodrigo, já aos 25. Exatamente seis minutos depois do gol, o meia argentino Romagnoli acabou expulso. Bom para o Cruzeiro? Só na teoria, porque na prática nada mudou. Os mineiros pressionaram bastante, mas não conseguiram fazer os dois gols que precisavam. Com isso, os argentinos, abençoados pelo Papa Francisco, avançaram para a semifinal.

A eliminação cruzeirense confirmou a pior campanha brasileira da história. Isso porque desde 1991 os brasileiros chegavam na fase semifinal e, desde 2004, pelo menos um time estava na decisão. O cômico é  que isso aconteceu justamente no ano em que nenhum paulista estava na competição. Então eles são melhores? Não. Isso só mostra que o futebol brasileiro está, cada vez mais, piorando seu nível. Aliás, já está em um nível preocupante.

Confrontos das semifinais:

Nacional (PAR) x Defensor (URU)

San Lorenzo (ARG) x Bolívar (BOL)

Uruguaios e bolivianos têm a vantagem de decidirem em casa no dia 30/07. Enquanto isso, paraguaios e argentinos começam a série em casa no dia 23/07.

Os jogos de semifinais não prometem muita emoção, pois a maioria dos times não tem tanta tradição no continente. Essa competição está com cara de título argentino.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan