André Marques vence a primeira na Fórmula Truck

Neste final de semana a Fórmula Truck  esteve em Cascavel para a disputa da oitava etapa da temporada 2016 e pela primeira vez André Marques venceu na categoria que disputa a seis temporadas.

Na primeira parte da corrida, Marques largou na pole e segurou Giaffone e Pachenki que passaram a lutar pela segunda colocação sendo que Pachenki levou a melhor. Mais atrás  diversas ultrapassagens, mas quem acabou pelo caminho foi Leandro Totti com problemas de motor, mas o grande ponto da primeira parte da corrida foi o acidente de Débora Rodrigues que acabou por capotar seu Volkswagen/MAN após ser por Raijan Mascarello. Tudo bem com a piloto do caminhão #7 e de acordo com a direção de prova a disputa foi normal.

A entrada do caminhão de segurança praticamente decretou o final da primeira parte da corrida que teve a seguinte classificação:

1) André Marques (RM Competições), 19 voltas em 25min19s482
2) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), a 2s222
3) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 5s451
4) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), a 11s179
5) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), a 11s362
6) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), a 13s789
7) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 39s518
8) David Muffato (MAN TGX), a 40s092
9) Régis Boessio (Boessio Competições), a 59s510
10) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 1min13s837
11) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), a 1 volta
12) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), a 6 voltas
13) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 9 voltas
14) Jansen Bueno (Muffatão Racing), a 11 voltas
15) Pedro Muffato (Muffatão Racing), a 14 voltas
16) Fábio Fogaça (Fábio Fogaça Motorsports), a 14 voltas
17) Leandro Totti (Clay Truck Racing), a 17 voltas

Já na segunda parte da corrida Giaffone e Pachenki seguiram na disputa pelo segundo posto e enquanto isso Marques seguia firme e forte na ponta da disputa. Mais atrás uma bela disputa entre Roberval Andrade, Paulo Salustiano, Raijan Mascarello e Wellington Cirino esquentou as coisas na luta pelo quinto posto, que ficou com Salustiano enquanto Andrade viu seu Iveco ficar pelo caminho.

No final, um escorregada, mas tudo certo para a primeira vitória de André Marques, Diogo Pachenki em segundo, Felipe Giaffone em terceiro, Adalberto Jardim em quarto e fechando o pódio, Paulo Salustiano.

Confira a classificação final da segunda disputa em Cascavel:

1) André Marques (RM Competições), 13 voltas em 17min42s069
2) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), a 2s310
3) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 2s466
4) Adalberto Jardim (RM Competições), a 13s341
5) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), a 14s576
6) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 16s019
7) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), 16s506
8) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 27s313
9) Régis Boessio (Boessio Competições), a 39s790
10) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 46s987
11) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), a 1min09s621
12) David Muffato (MAN TGX), a 1 volta
13) Fábio Fogaça (Fábio Fogaça Motorsports), a 5 voltas

Campeonato

Com os resultados deste final de semana Felipe Giaffone chegou a 322 pontos, Paulo Salustiano é o segundo com 280, Diogo Pachenki é o terceiro com 275, André Marques agora é o quarto colocado com 221 e David Muffato é o quinto com 207.

Lembrando que todos os pilotos terão que fazer um descarte de resultado ao final da temporada na disputa do título.

A penúltima etapa da temporada da Fórmula Truck acontece no dia 6 de novembro em Guaporé, Rio Grande do Sul.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Fernando Croce busca o tricampeonato da Copa Brasil de Kart no próximo dia 15

croce-1-300x200

Foto: Reprodução/Facebook Fernando Croce

No próximo dia 15 de outubro acontecerá a 18° edição da Copa Brasil de Kart, em Cascavel, no Paraná. A competição contará com mais de 250 kartistas de todo o país, nas seguintes categorias: Mirim, Júnior, Novato, Super Sênior, F4 Graduado e Shifter, que acontecerá entre os dias 9 e 12 de outubro e as categorias Cadete, Júnior, Graduado, Sênior “A”, Sênior “B” e F4 Sênior / Super Sênior entre os dias 12 e 15 do mesmo mês.

A disputa em solo paranaense é considerada a principal da categoria no país no segundo semestre e o piloto Fernando Croce  tem um currículo invejável no kart nacional: tricampeão da Copa São Paulo Light em 2008 e 2009, sendo esse último em duas categorias; campeão do Grande Prêmio RBC  categoria Sênior em 2008;  Campeão da Copa São Paulo Granja Viana categoria Sênior A em 2010; bicampeão paulista na categoria Sênior A em 2011 e 2012,  além de  ter conquistado o bicampeonato da categoria Sênior A  da Copa Brasil de Kart nos anos de 2007 e 2014.

O piloto de 34 anos, começou falando em entrevista exclusiva ao Portal High Speed Brazil sobre o que o kart representa em sua carreira. “O kart representa para mim o início de tudo. Guiando um kart muito bem, você é capaz de guiar qualquer carro de corrida”. “E vejo que, nos dias atuais é complicado, porque não basta ser um bom piloto e ter bons resultados, é preciso ter sorte, contatos influentes, empresas que te patrocinem para estar numa grande equipe, enfim, ter tudo em torno de si e ser um excelente piloto”, afirmou Croce.

Quando questionado sobre sua preparação para a disputa, o piloto ribeirão-pretano contou que irá disputar duas categorias, e que a preparação não é apenas na parte física, mas também psicológica. “Eu vou disputar a competição em duas categorias: Sênior A e Graduados. Cada corrida dura em média 15 minutos e serão três corridas para cada categoria”. “A preparação passa por academia, natação e também me preparo competindo em outras categorias. Não basta preparar apenas fisicamente, mas também mentalmente, mantendo o foco, e sempre ter em mente a vitória, sendo o mais rápido independente de quem esteja na sua frente”.

Croce também falou sobre o equipamento no qual disputará a Copa Brasil de Kart e destacou a diferença entre os modelos que vai além dos chassi. “O kart que eu vou disputar as competições tem dois tempos, tanto na categoria Graduados quanto na Sênior A, que estão entre as principais categorias do país. A diferença entre elas é o peso e o pneu. Por exemplo, na categoria graduados é o pneu amarelo que é mais rápido e na Sênior A é o pneu vermelho que é mais lento, mas a potência é a mesma”.

Tratando de expectativas para a disputa em Cascavel, o piloto foi direto ao ponto e disse que busca ser campeão no próximo dia 15. “Busco a vitória, e ser campeão em ambas a categorias. Mas com o foco em ser campeão em pelo menos uma. Espero também ter um equipamento excelente, porque sem um bom equipamento não adianta ser o melhor piloto do mundo que você não vai andar. Então, estou acreditando no meu equipamento, na minha equipe e no meu kart. Se esses quesitos estiverem bons, vou estar lutando para ser campeão nas duas categorias.”

A Copa Brasil de Kart tem realização da CBA, (Confederação Brasileira de Automobilismo) através da CNK (Comissão Nacional de Kart).

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Giaffone vence em Cascavel

Foto: formulatruck.com.br

Foto: formulatruck.com.br

A Fórmula Truck esteve em Cascavel neste final de semana para a disputa de sua penúltima etapa da temporada 2015 e o piloto do caminhão #4, Felipe Giaffone conquistou a pole a vitória.

Na primeira parte da corrida muita disputa e um acidente entre Djalma Fogaça da Ford e Leandro Totti da Volkswagen  fez com que o o carro de segurança entrasse na pista. O primeiro foi para os boxes para fazer o reparo e o segundo seguiu na pista com a frente de seu pesado totalmente avariada.

Na disputa Giaffone se mostrou consistente e conseguiu segurar Diogo Pachenki de Mercedes que vinha em ótimo ritmo. Na terceira colocação na bandeira amarela quadriculada ficou Wellington Cirino de Mercedes, em quarto Beto Monteiro de Iveco e na quinta colocação fazendo uma grande corrida de recuperação Paulo Salustiano de Mercedes após largar no 17° posto.

Após o refresco para os pesados a corrida voltou a tona para a sua segunda parte e sem dar trela, Giaffone seguiu na ponta dando o ritmo da corrida e foi assim até o final. A dupla da Mercedes com Salustiano e Cirino se alternavam na segunda colocação, David Muffato que terminou a primeira parte em sexto lugar subiu para o quarto posto e passou a pressiona-los com o seu Scania mas a grande disputa estava logo atrás dele entre Beto Monteiro e Leandro Totti.

Por diversas vezes eles dividiram curvas e nas últimas voltas a chuva apertou. Giaffone tocava na ponta dos dedos e conquistou a vitória, Salustiano ficou em segundo, Cirino em terceiro, Muffato em quarto e completando o pódio, Totti que vinha lado a lado com Monteiro, mas esse perdeu o controle de seu pesado na última curva no Paraná, passou direto pelo gramado e bateu na barreira de proteção, a qual ele chegou a passar por cima e só não capotou devido ao barranco que veio logo em seguida.  Monteiro ficou sem completar a disputa.

Confira a classificação final do GP de Cascavel:

Foto: formulatruck.com.br

Foto: formulatruck.com.br

1º) Felipe Giaffone (Volkswagen Constellation-MAN), RM Competições, 15 voltas em 28min38s4789, média de 140,7 km/h
2º) Paulo Salustiano (Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 1s1066
3º) Wellington Cirino (Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 1s8578
4º) David Muffato (Scania), Muffatão Racing, a 2s0121
5º) Leandro Totti (Volkswagen Constellation-MAN), RM Competições, a 4s8977
6º) Débora Rodrigues (Volkswagen Constellation – MAN), RM Competições, a 13s4732
7º) André Marques (MAN TGX), RM Competições, a 21s0883
8º) Jaidson Zini (Iveco), Dakar Motorsport, 
a 23s3236
9º) Roberval Andrade (Scania), Corinthians Motorsport, a 24s5167
10º) Raijan Mascarello (Ford), DF Racing Fans, a 29s4582
11º) Pedro Muffato (Scania), Muffatão Racing, a 37s4567
12º) Alex Fabiano (Volvo), Clay Truck Racing, a 54s5956
13º) Djalma Fogaça (Ford), DF Racing Fans, a 55s5249
14º) Beto Monteiro (Iveco), Lucar Motorsports, a 1 volta
15º) Régis Boessio (Volvo), Boessio Competições, a 3 voltas
16º) Diogo Pachenki (Mercedes-Benz), Copacol Racing Truck, a 4 voltas
17º) Rogério Castro (Mercedes-Benz), ABF Racing Team, a 11 voltas
18º) Fabiano Brito (Scania) Max Power Racing Team, a 12 voltas

Campeonato

O quinto lugar deixou Totti ainda na ponta da tabela, Salustiano com uma grande corrida aparece em segundo e com a ótima vitória Giaffone chega forte na disputa do título, confira:

1° Leandro Totti 327 pontos

2° Paulo Salustiano 317 pontos

3° Felipe Giaffone 316 pontos

4° Djalma Fogaça 257 pontos

5° André Marques 249 pontos

A última etapa da categoria acontece no dia 6 de dezembro em Londrina.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Brito e Camilo vencem no Paraná

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Final de semana em Cascavel com muito calor e os carros da Stock Car foram para a largada se mantendo a frente do pelotão e trouxe junto consigo Serra, Cacá Bueno, Zonta e Camilo formando os cinco primeiros colocados. Na metade do pelotão um enrosco entre Galid Osman e Popó Bueno fez com que o safety car entrasse na pista com penas uma volta de disputa.

Na relargada Zonta colocou a faca nos destes e passou Cacá Bueno mas logo em seguida na reta dos boxes o piloto do carro #0 voltou a frente e viu ainda Camilo, Casagrande e Gomes passarem por Zonta.

Na oitava volta muitas disputas. Pela 10° posição Barrichello segurava os pilotos atrás que eram Jimenez, Nunes e Mauricio, na ponta, Brito tentava se manter distante de Serra.

Na 13° volta, Thiago Camilo utilizou o botão de ultrapassagem e assumiu a segunda posição de Daniel Serra, que tentou recuperar a posição na volta seguinte mas acabou por não conseguir. A essa altura, Brito, Camilo, Serra, Bueno e Casagrande eram os cinco primeiros.

Na curva do Bacião, Casagrande perdeu a traseira do #83 e rodou para fora da pista com isso Zonta e Wilson ganharam posições. Altura da 24° volta o safety car entrou na pista em decorrência do abandono de Rafa Suzuki e de Julio Campos na entra dos boxes.

Na relargada Brito se manteve em primeiro com Camilo, Serra, Bueno, Gomes e Zonta logo atrás do #77. Na 26° volta a janela de boxes foi aberta e diversos pilotos entraram a começar por Camilo que estava no segundo posto e acabou sendo ultrapassado por Gomes que entrou logo atrás dele, mas Camilo trocou dois pneus enquanto Gomes trocou apenas um.

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Brito parou apenas duas voltas depois de Camilo e Gomes. Após as paradas, Daniel Serra começou a apresentar problemas em seu #29 na 31° volta e com isso Brito voltou a ponta com Zonta, Khodair, Barrichello, Bueno e Mauricio na cola.

Relargada na 36° volta e Barrichello foi para fora do traçado e com isso o atual campeão perdeu diversas posições, o motivo da escapada, pneu traseiro direito furado.

A disputa foi chegando ao seu final pelo tempo devido a entrada dos safety car na primeira disputa. Na ponta Brito levava mais de dois segundo de vantagem para Zonta. Khodair e Mauricio brigavam pelo terceiro posto. E a primeiro disputa terminou com Brito em primeiro, Zonta em segundo, dobradinha da equipe Shell Racing. Uma dobradinha não acontecia na Stock Car desde 2013. Khodair em terceiro, Mauricio em quarto e Bueno em quinto, confira a classificação final da primeira corrida da Stock Car:

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

1-) 77 Valdeno Brito (Shell Racing) – 42 voltas
2-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 1s490
3-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 3s078
4-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 3s877
5-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 4s710
6-) 80 Marcos Gomes (Voxx Racing Team) – a 5s029
7-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 5s976
8 -) 73 Sergio Jimenez (Axalta C2 Team) – a 7s121
9-) 51 Átila Abreu (AMG Motorsport) – a 7s523
10-) 70 Diego Nunes Vogel Motorsport) – a 8s254
11-) 2 Raphael Matos (Schin Racing Team) – a 8s745
12-) 88 Felipe Fraga (Voxx Racing Team) – a 9s182
13-) 46 Vitor Genz (Boettger Competições) – a 9s445
14-) 110 Felipe Lapenna (Schin Racing Team) – a 12s476
15-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 12s778
16-) 14 Luciano Burti (RZ Motorsport) – a 13s612
17-) 11 Cesar Ramos (Total Racing – a 13s960
18-) 12 Lucas Foresti (AMG Motorsport) – a 15s429
19-) 72-) Fabio Fogaça (Hot Car Competições) – a 17s586
20-) 9 Gustavo Lima (ProGP) – a 18s993
21-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 24s142
22-) 83 Gabriel Casagrande (Axalta C2 Team) – a 1 volta
23-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 3 voltas
24-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 3 voltas
25-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 11 voltas
26-) 1 Antonio Pizzonia (Prati-donaduzzi) – a 15 voltas
27-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 20 voltas
28-) 8 Rafael Suzuki (RZ Motorsport) – a 21 voltas
29-) 4 Julio Campos (Prati-donaduzzi) – a 22 voltas
30-) 25 Tuka Rocha (União Química Racing) – a 33 voltas
31-) 74Popó Bueno (Total Racing) – a 37 voltas
32-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – sem tempo

Segunda corrida

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Para a segunda disputa, Diego Nunes foi para a pole position após chegar em 10° lugar, ao seu lado Átila Abreu. Logo na segunda largada Rafa Matos, César Ramos e Lucas Foresti ficaram parados na reta. Sérgio Jimenez foi outro que apresentou problemas na saída dos boxes.

Na largada lançada, Nunes segurou Camilo que trazia junto consigo Gomes e Genz. Na metade do pelotão  Bia Figueiredo acabou por bater e foi obrigada a ir para os boxes. Atrás do lideres, Brito e Cacá Bueno disputaram a quinta posição e Brito conseguiu ficar a frente enquanto isso Genz em uma bela manobra passou por Marcos Gomes.

Denis Navarro passou direto na entrada dos boxes mas conseguiu voltar e na ponta da disputa, Thiago Camilo passou  Diego Nunes. Os cinco primeiros eram Camilo, Nunes, Genz, Gomes e Brito.

As voltas foram se passando e Camilo só fazia aumentar a sua diferença para Nunes que vinha em segundo lugar, quase dois segundo. Genz continuava em terceiro, Gomes em quarto e Brito em quinto, Bueno em sexto e Mauricio em sétimo.

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Marcos Gomes foi ultrapassado por Valdeno Brito que foi a caça de Vitor Genz e com isso Ricardo Mauricio encostou em Gomes. Na ponta, Camilo seguia em primeiro com Genz em segundo e Brito aparecia em terceiro após vencer a primeira etapa do final de semana.

Com problemas de desempenho Nunes passou a perder desempenho e diversas posições. Genz segurou até onde pode e passou a disputar a posição com Brito. Ricardo Mauricio foi outro que chegou em Vitor Genz e com o botão de ultrapassagem também passou pelo carro #46.

Sem dificuldades Thiago Camilo venceu a segunda corrida seguida, Valdeno Brito em segundo, Ricardo Mauricio em terceiro Vitor Genz em quarto e Cacá Bueno na quinta posição. Confira a classificação final da segunda corrida em Cascavel:

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

Foto: stockcar.com.br/Selecao/Imagem

1-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – 23 voltas
2-) 77 Valdeno Brito (Shell Racing) – a 1s266
3-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 2s577
4-) 46 Vitor Genz (Boettger Competições) – a 3s243
5-) 0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 7s775
6-) 80 Marcos Gomes (Voxx Racing Team) – a 11s856
7-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 13s612
8 -) 14 Luciano Burti (RZ Motorsport) – a 15s111
9-) 70 Diego Nunes (Vogel Motorsport) – a 16s102
10-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 16s427
11-) 1 Antonio Pizzonia (Prati-donaduzzi) – a 17s757
12-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 18s036
13-) 88 Felipe Fraga (Voxx Racing Team) 25s424
14-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 25s512
15-) 8 Rafael Suzuki (RZ Motorsport) – a 26s658
16-) 11 Cesar Ramos (Total Racing) – a 28s357
17-) 72 Fabio Fogaça (Hot Car Competições) – a 34s085
18-) 12 Lucas Foresti (AMG Motorsport) – a 35s205
19-) 74 Popó Bueno (Total Racing) – a 36s186
20-) 9 Gustavo Lima (ProGP) – a 53s792
21-) 26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 1 volta
22-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 3 voltas
23-) 73 Sergio Jimenez (Axalta C2 Team) – a 8 voltas
24-) 110 Felipe Lapenna (Schin Racing Team) – a 9 voltas
25-) 2 Raphael Matos (Schin Racing Team) – a 10 voltas
26-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 16 voltas
27-) 51 Átila Abreu (AMG Motorsport) – sem tempo
28-) 83 Gabriel Casagrande (Axalta C2 Team) – sem tempo
29-) 29 Daniel Serra Red Bull Racing) – sem tempo
30-) 4 Julio Campos (Prati-donaduzzi) – sem tempo
31-) 25 Tuka Rocha (União Química Racing) – sem tempo
32-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – sem tempo

Campeonato

O final de semana foi de Valdeno Brito que venceu a primeira e terminou em segundo a na disputa final, mas o líder do campeonato é Marcos Gomes, confira:

1° Marcos Gomes 182 pontos

2° Cacá Bueno 151 pontos

3° Daniel Serra 133 pontos

4° Julio Campos 121 pontos

5° Thiago Camilo 120 pontos

A próxima etapa da categoria acontece no dia 13 de setembro em Campo Grande, Mato Grosso.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Valdeno Brito é pole em Cascavel

Foto: stockcar.com.br

Foto: stockcar.com.br

Neste final de semana acontece a oitava etapa da Stock Car em Cascavel no Paraná e o mais rápido no treino de classificação foi Valdeno Britto #77 com o tempo de 1min01s575 superando todos os adversários. Cacá Bueno e Daniel Serra ambos da Red Bull partem do segundo e terceiro posto respectivamente.

Na metade do pelotão Átila Abreu e Luciano Burti foram penalizados pela direção de prova após um enrosco na segunda sessão de treinos livres e com isso a melhor volta de cada um foi anulada contando assim o segundo melhor tempo, desta forma Abreu parte de 15° e enquanto Burti de 25°. Outro que ficou para trás foi Felipe Fraga que após bater nos treinos livres teve problemas de câmbio na formação do grid então anotou tempo e partirá da última posição:

Confira o grid de largada do GP de Cascavel:

1-) 77 Valdeno Brito (Shell Racing) – 1min01s575
2-) 0 Cacá Bueno ( Red Bull Racing) – a 0s187
3-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 0s241
4-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 0s340
5-) 10 Ricardo Zonta – (Shell Racing) – a 0s345
6-) 80 Marcos Gomes – (Voxx Racing Team) – a 0s424
7-) 83 Gabriel Casagrande – (Axalta C2 Team) – a 0s451
8 -) 73 Sergio Jimenez – (Axalta C2 Team) – a 0s462
9-) 65 Max Wilson – (Eurofarma RC) – a 0s485
10-) 12 Lucas Foresti – (AMG Motorsport) – a 0s493
11-) 18 Allam Khodair – (Full Time Sports) – a 0s499
12-) 70 Diego Nunes – (Vogel Motorsport) – a 0s532
13-) 90 Ricardo Mauricio – (Eurofarma RC) – a 0s557
14-) 111 Rubens Barrichello – (Full Time Sports) – a 0s557
15-) 51 Átila Abreu – (AMG Motorsport) – a 0s568
16-) 2 Raphael Matos – (Schin Racing Team) – a 0s591
17-) 46 Vitor Genz – (Boettger Competições) – a 0s596
18-) 8 Rafael Suzuki – (RZ Motorsport) – a 0s700
19-) 110 Felipe Lapenna – (Schin Racing Team) – a 0s704
20-) 28 Galid Osman – (Ipiranga-RCM) – a 0s827
21-) 11 Cesar Ramos – (Total Racing) – a 0s862
22-) 26 Raphael Abbate – (Hot Car Competições) – a 0s872
23-) 5 Denis Navarro – (Vogel Motorsport) – a 0s922
24-) 74 Popó Bueno – (Total Racing) – a 0s990
25-) 14 Luciano Burti – (RZ Motorsport) – a 1s080
26-) 72 Fabio Fogaça – (Hot Car Competições) – a 1s088
27-) 25 Tuka Rocha – (União Química Racing) – a 1s199
28-) 3 Bia Figueiredo – (União Química Racing) – a 1s286
29-) 4 Julio Campos – (Prati-donaduzzi) – a 1s455
30-) 1 Antonio Pizzonia – (Prati-donaduzzi) – a 1s476
31-) 9 Gustavo Lima – (ProGP) – a 1s490
32-) 88 Felipe Fraga – (Voxx Racing Team) – sem tempo

A largada para a primeira disputa acontece às 13:10 da tarde, a segunda tem largada prevista para às 14:25, ambos horário de Brasília.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Stock Car: Barrichello e Gomes vencem no Paraná

A Stock Car esteve em cascavel no Paraná neste final de semana, com duas baterias bem movimentadas. A primeira corrida do dia teve Julio Campos #4 na pole position que se manteve a frente na maior parte da corrida. Logo atrás dele uma batalhão de gente buscando posições.

Foto crédito: stockcar.com.br

Foto crédito: stockcar.com.br

Casagrande e Grnz, dois jovens pilotos da categoria começaram a mostrar que poderiam incomodar os adversários, mas Cacá Bueno mostrou que estava disposto a lutar pela vitória e foi para cima do líder da corrida e levou junto com ele Átila Abreu. As voltas foram se passando e um acidente envolvendo diversos carros fez com que a prova tivesse a entrada do safety car. Logo após a saída do carro de segurança todo mundo foi para cima de Campos que se manteve a frente.

A janela de parada obrigatória chegou e ao os carros começaram a entrar nos boxes para reabastecer e trocar os pneus. Julio Campos entrou e voltou entre os primeiros da mesma forma que Bueno, Genz, Abreu, mas quem se deu bem nessa parada foi Barrichello que parou e voltou colado no líder a partir daí começou a perseguição, mas o carro de Campos era visivelmente mas equilibrado que o de Barrichello e a única forma de passar o líder era através de algum erro do adversário que aconteceu algumas voltas depois. Julio Campos abriu demais a curva e perdeu a tangencia  e foi parar na grama, perdeu tempo mas não bateu na barreira de pneus, desta forma Barrichello se aproveitou e conseguiu assumir a liderança para não deixa-la mais.

Barrichello conquistou a sua segunda vitória seguida na categoria, Julio Campos terminou em segundo com Átila Abreu na terceira colocação. Cacá Bueno em quarto, Gabriel Casagrande e Vitor Genz cruzaram a linha de chagada lado a lado, mas o primeiro conseguiu colocar o bico do carro a frente.

Confira a classificação da primeira corrida em Cascavel:

Foto: stockcar.com.br

Foto: stockcar.com.br

1. Rubens Barrichello (Full Time Competições): 34 voltas em 41min14s398 
2. Julio Campos (Mico’s Racing): a 2s150
3. Átila Abreu (AMG Motorsport): a 2s634
4. Cacá Bueno (RBR Mattheis): a 4s308
5. Gabriel Casagrande (C2 Team): a 7s956
6. Vitor Genz (Boettger Competições): a 8s041
7. Sergio Jimenez (VS Racing): a 11s268
8. Valdeno Brito (A. Mattheis): a 11s842
9. Marcos Gomes (Carlos Alves): a 12s205
10. Max Wilson (RC): a 13s101
11. Antonio Pizzonia (Mico’s Racing): a 13s460
12. Allam Khodair (Full Time Competições): a 16s185
13. Popó Bueno (A. Mattheis): a 16s860
14. Ricardo Zonta (RZ Motorsport): a 18s884
15. Rafael Suzuki (ProGP): a 19s180
16. Thiago Camilo (RCM): a 23s749
17. Felipe Lapenna (Hot Car Competições): a 24s238
18. Fabio Fogaça (Carlos Alves): a 28s971
19. Denis Navarro (VS Racing): a 29s938
20. Tuka Rocha (RZ Motorsport): a 31s221
21. Alceu Feldmann (Cavaleiro): a 32s397
22. Luciano Burti (Vogel Motorsport): a 42s104
23. Mauri Zaccarelli (Bassani): a 1 volta
24. Felipe Tozzo (Boettger Competições): a 1 volta
25. Beto Cavaleiro (Cavaleiro): a 4 voltas
26. Felipe Fraga (Vogel Motorsport): a 5 voltas
27. Raphael Matos (Hot Car Competições): a 10 voltas
28. Daniel Serra (RBR Mattheis): a 22 voltas
29. Diego Nunes (C2 Team): a 26 voltas
30. Ricardo Mauricio (RC): a 29 voltas
31. Nonô Figueiredo (AMG Motorsport): a 30 voltas
32. Lucas Foresti (Bassani): a 34 voltas
33. Bia Figueiredo (ProGP): a 34 voltas
34. Galid Osman (RCM): a 19 voltas*

*Punido com bandeira preta por atitude antidesportiva

Segunda corrida

Foto: Duda Bairros / Vicar / stockcar.com.br

Foto: Duda Bairros / Vicar / stockcar.com.br

A segunda bateria do dia teve na pole position Max Wilson. Para a largada da segunda bateria a organização inverte a posição dos 10 primeiros colocados da primeira corrida, desta forma Barrichello largou da 10° posição e não teve muita sorte, acabou sendo tocado por Allam Khodair, Barrichello conseguiu voltar para a pista mas no meio do pelotão, Khodair abandonou a disputa.

Enquanto isso lá na frente Max Wilson que largou na pole não conseguiu se manter muito tempo a frente, Marcos Gomes conseguiu ultrapassa-lo após Max Wilson e Cacá Bueno se enroscarem e o segundo ir parar na barreira de pneus.

Gomes #80 assumiu a ponta e trouxe junto com ele Vitor Genz e Valdeno Brito, mas a a menos de dois minutos do fim da corrida Genz teve um pneu furado e acabou abandonado a corrida e desta forma Max Wilson assumiu a terceira colocação. Com a vitória Marcos Gomes continua sendo o piloto que mais venceu em Cascavel, foram três vitórias em quatro corridas disputadas.

Confira a classificação final da segunda bateria:

Foto: stockcar.com.br

Foto: stockcar.com.br

1. Marcos Gomes (Carlos Alves): 17 voltas em 21min17s952
2. Valdeno Brito (A. Mattheis): a  0s545
3. Max Wilson (RC): a  0s794
4. Sergio Jimenez (VS Racing): a  1s553
5. Átila Abreu (AMG Motorsport): a  2s757
6. Popó Bueno (A. Mattheis): a  3s674
7. Ricardo Zonta (RZ Motorsport): a  5s009
8. Antonio Pizzonia (Mico’s Racing): a  5s776
9. Felipe Lapenna (Hot Car Competições): a  8s062
10. Thiago Camilo (RCM): a  8s231
11. Tuka Rocha (RZ Motorsport): a  10s625
12. Ricardo Mauricio (RC): a  13s967
13. Daniel Serra (RBR Mattheis): a  14s205
14. Luciano Burti (Vogel Motorsport): a  15s482
15. Alceu Feldmann (Cavaleiro): a  16s506
16. Fabio Fogaça (Carlos Alves): a  17s140
17. Felipe Tozzo (Boettger Competições): a  17s456
18. Nonô Figueiredo (AMG Motorsport): a  17s720
19. Rubens Barrichello (Full Time Competições): a  17s881
20. Galid Osman (RCM): a  18s926
21. Rafael Suzuki (ProGP): a  22s238
22. Lucas Foresti (Bassani): a  22s868
23. Beto Cavaleiro (Cavaleiro): a  29s057
24. Denis Navarro (VS Racing): a  35s229
25. Mauri Zaccarelli (Bassani): a  43s730
26. Julio Campos (Mico’s Racing): a  2 voltas
27. Raphael Matos (Hot Car Competições): a  2 voltas
28. Vitor Genz (Boettger Competições): a  4 voltas
29. Felipe Fraga (Vogel Motorsport): a  5 voltas
30. Allam Khodair (Full Time Competições): a  7 voltas
31. Cacá Bueno (RBR Mattheis): a  15 voltas
32. Gabriel Casagrande (C2 Team): a  15 voltas
33. Diego Nunes (C2 Team): a  17 voltas
34. Bia Figueiredo (ProGP): a  17 voltas

Foram duas corridas bem movimentadas e agitaram muita a tabela de classificação do campeonato.  Átila Abreu apesar de não ter vencido esta na liderança da tabela com Barrichello e Jimenez empatado em segundo lugar. Confira os dez primeiros colocados na classificação:

1. Átila Abreu com 104 pontos

2. Rubens Barrichello com 93 pontos

3. Sergio Jimenez com 93 pontos

4. Julio Campos com 91 pontos

5. Marcos Gomes com 91 pontos

6. Valdeno Brito com88 pontos

7. Thiago Camilo com  82 pontos

8. Cacá Bueno com 81 pontos

9. Antonio Pizzonia com 74 pontos

10. Max Wilson com 58 pontos

A próxima etapa da categoria acontece no dia 31 de agosto em Curitiba no Paraná e com a promessa de muito mais emoção.

Curta: http://www.facebook.com/templodoesportes

por: Matheus Furlan

Julio Campos é pole

Neste final de semana acontece a sexta etapa da Stock Car Brasil que será disputada em Cascavel no Parana. Na formação do grid largada muitas disputa entre Cacá Bueno e Julio Campos  que  conseguiu acertar o carro e conseguiu se sair muito bem na definição da posição de honra.

Foto: Vanderley Soares / Divulgação / globoesporte.globo.com

Foto: Vanderley Soares / Divulgação / globoesporte.globo.com

“Consegui no Q2 acertar duas boas voltas. A equipe foi impressionante. Desde ontem o carro está muito rápido, não tenho nem o que reclamar. Quando o carro está assim é gostoso de guiar, principalmente numa pista como essa, que conta com muitas curvas de alta, que para mim são as mais prazerosas. Estou me divertindo muito lá dentro (da pista)”, falou Campos.

Julio Campos ficou em 1° com o tempo de 1:01.865, em segundo lugar ficou Cacá Bueno com o tempo de 1:02.183, na terceira posiçãouma surpresa,  Vitor Genz da equipe Boettger Competições anotou o tempo de 1:02.236. Confira o grid de largada para o GP de Cascavel:

1 – Julio Campos – Mico’s Racing – 1min01s865
2 – Cacá Bueno – RBR Mattheis – 1min02s183
3 – Vitor Genz – Boettger Competições – 1min02s236
4 – Átila Abreu – AMG Motorsport – 1min02s258
5 – Gabriel Casagrande – C2 Team – 1min02s324
6 – Rubens Barrichello – Full Time Competições – 1min02s355
7 – Sergio Jimenez – VS Racing – 1min02s377
8 – Allam Khodair – Full Time Competições – 1min02s592
9 – Popó Bueno – A. Mattheis – 1min02s605
10 – Rafael Suzuki – ProGP – 1min02s813
11 – Luciano Burti – Vogel Motorsport – 1min02s716
12 – Valdeno Brito – A. Mattheis – 1min02s774
13 – Thiago Camilo – RCM – 1min02s780
14 – Antonio Pizzonia – Mico’s Racing – 1min02s800
15 – Daniel Serra – RBR Mattheis – 1min02s836
16 – Max Wilson – RC – 1min02s864
17 – Ricardo Mauricio – RC – 1min02s942
18 – Diego Nunes – C2 Team – 1min03s007
19 – Marcos Gomes – Carlos Alves – 1min03s016
20 – Felipe Fraga – Vogel Motorsport – 1min03s031
21 – Galid Osman – RCM – 1min03s196
22 – Felipe Lapenna – Hot Car Competições – 1min03s198
23 – Nonô Figueiredo – AMG Motorsport – 1min03s200
24 – Alceu Feldmann – Cavaleiro – 1min03s220
25 – Tuka Rocha – RZ Motorsport – 1min03s246
26 – Raphael Matos – Hot Car Competições – 1min03s324
27 – Felipe Tozzo – Boettger Competições – 1min03s354
28 – Fabio Fogaça – Carlos Alves – 1min03s470
29 – Lucas Foresti – Bassani – 1min03s658
30 – Beto Cavaleiro – Cavaleiro – 1min03s938
31 – Bia Figueiredo – ProGP – 1min04s016
32 – Ricardo Zonta – RZ Motorsport – 1min09s750
33 – Denis Navarro – VS Racing – sem tempo
34 – Mauri Zaccarelli – Bassani – sem tempo

Lembrando que neste final de semana a categoria volta a ter duas corridas, sendo a primeira com largada prevista para às 11 horas da manhã e a largada para a segunda bateria esta prevista para às 12:20 da tarde deste domingo.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Fórmula Truck: Felipe Giaffone vence a primeira em 2013

imagem fonte: oficialbandrio.blogspot.com

imagem fonte: oficialbandrio.blogspot.com

A etapa de Cascavel no Paraná teve um gostinho especial para Felipe Giaffone. Ele não vencia desde a etapa de Córdoba na Argentina de 2012, e ainda tem mais foi a primeira pole position e a primeira vitória da montadora MAN na categoria.

A montadora esta chegando agora no Brasil e viu na Fórmula Truck uma forma de divulgar sua marca. Com a vitória, a marca esta mais exposta como jamais esteve.

foto fonte: webasas.com.br

foto fonte: webasas.com.br

A montadora tem parceira com a Volkswagen e juntas desenvolveram o modelo Constellation, uns dos caminhões mais vendidos no Brasil. Este ano a empresa decidiu colocar um caminhão próprio  e o resultado apareceu.

Corrida!

Em Cascavel, Giaffone foi soberano na disputa, de ponta a ponta e mesmo quando foi ultrapassado Leandro Totti, seu companheiro de equipe a sorte esteve ao seu lado e o caminhão do parceiro acabou parando por problemas mecânicos. Depois disso foi apenas comemorar a 17° vitória na categoria e fazer muita fez. O veterano não fez apenas a volta mais rápida da prova, isso ficou a cargo de Wellington Cirino da Mercedes que chegou na terceira posição.

foto fonte: correiodopovo.com.br

foto fonte: correiodopovo.com.br

Foi uma corrida marca por alguns abandonos devido a problemas mecânicos e a dois fortes acidentes. O primeiro com Jansen Bueno (foto) que foi tocado na lateral e acabou saindo a pista, batendo no muro de proteção e tombando seu caminhão e a menos de dois minutos do fim, André Marques teve problemas com os freios do seu pesado e foi de frente no gaurd-rail. Todo bem com ambos os pilotos, mas o acidente do Bueno foi espetacular, muito rápido e assustou.

foto fonte: correiodopovo.com.br

foto fonte: correiodopovo.com.br

A corrida terminou sob bandeira amarela devido o acidente com Marques.

Giaffone venceu de MAN, Piquet 2°, Cirino 3° de Mercedes, 4° Beto Monteiro e 5° Valmir Benavides ambos de Iveco.

Classificação final GP de Cascavel:

1º) Felipe Giaffone (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 57min16s201
2º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 0s637
3º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 1s739
4º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, a 3s271
5º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, a 5s075
6º) Débora Rodrigues (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, a 6s250
7º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, a 7s095
8º) Rogério Castro (GO/Volvo), ABF/Volvo, a 13s095
9º) Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, a 15s020
10º) Ronaldo Kastropil (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, a 15s537
11º) Alex Caffi (ITA/Iveco), Dakarmotors, a 20s612
12º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, a 21s833
13º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, a 24s631
14º) André Marques (SPMAN), RM Competições-MAN Latin America, a 1 voltas
15º) Alberto Cattucci (SP/Volvo), ABF/Volvo, a 2 voltas
16º) Diogo Pachenki (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, a 3 voltas
17º) Jansen Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, a 4 voltas
Campeonato:
A disputa pela temporada 2013 de Fórmula Truck segue acirrada  com Totti e Piquet empatado na liderança com 77 pontos, em terceiro empatados estão Cirino e Monteiro com 75 e na quinta posição empatados Boéssio e Salustiano com 71. A diferença entre o líder e o sexto é de apenas  seis pontos.
E tem mais , foram seis pilotos diferentes a vencer na temporada, sendo que tivemos seis etapa. Um equilíbrio muito grande na categoria.
Próxima etapa
A próxima etapa da Fórmula Truck acontece em Córdoba na Argentina, no dia 8 de setembro, onde conheceremos o campeão Sulamericano da categoria.
Curta nossa página no Facebook. http://www.facebook.com/templodosesportes
por: Matheus Furlan

Fórmula Truck: GP de Cascavel

imagem fonte: oficialbandrio.blogspot.com

imagem fonte: oficialbandrio.blogspot.com

Os caminhões mais rápidos do mundo vão para a pista nesta tarde, a partir das 13 horas (horário de Brasília).

E na pole position uma estreia. A montadora MAN/Volkswagen conquistou o primeiro posto pela primeiras vez na história através do piloto Felipe Giaffone com o tempo de 1.17.181.  Com essa conquista a marca se solidifica na temporada 2013.

Giaffone foi seguido de perto por Paulo Salustiano da Mercedes e da Beto Monteiro da Iveco.

foto fonte: grandepremio.com.br

foto fonte: grandepremio.com.br

Confira o Grid do GP de Cascavel:

Pos. Piloto (Estado/Equipe) Tempo
1º. Felipe Giaffone (SP/RM MAN-Volkswagen) 1min17s181
2º. Paulo Salustiano (SP/ABF Mercedes-Benz) 1min17s380
3º. Beto Monteiro (PE/Iveco) 1min17s450
4º. Wellington Cirino (PR/ABF Mercedes-Benz) 1min17s486
5º. André Marques (SP/RM MAN-Volkswagen) 1min17s544
6º. Roberval Andrade (SP/Corinthians Scania) 1min17s630
7º. Geraldo Piquet (DF/ABF Mercedes-Benz) 1min17s779
8º. Alex Caffi (ITA/Dakarmotors Iveco) 1min18s700
9º. Régis Boessio (RS/Boessio Mercedes-Benz) 1min18s046
10º. Leandro Totti (PR/RM MAN-Volkswagen) 1min18s095
11º. Diogo Pachenki (PR/ABF Mercedes-Benz) 1min18s287
12º. Valmir Benavides (PR/Iveco) 1min18s399
13º. João Maistro (PR/Clay Truck Volvo) 1min18s658
14º. Ronaldo Kastropil (SP/Corinthians Scania) 1min18s994
15º. Adalberto Jardim (SP/RM MAN-Volkswagen) 1min19s066
16º. Jansen Bueno (PR/DB Volvo) 1min19s200
17º. Leandro Reis (GO/Original Reis Scania) 1min19s236
18º. Pedro Muffato (PR/Muffatão Scania) 1min19s316
19º. Raijan Mascarello (MT/72 Ford) 1min19s474
20º. Alberto Catucci (SP/ABF Volvo) 1min19s541
21º. Rogério Castro (GO/ABF Volvo) 1min19s772
22º. Debora Rodrigues (PR/RM MAN-Volkswagen) 1min20s013
23º. Djalma Fogaça (SP/DF Ford) 1min20s237
24º. Luiz Lopes (SP/Lucar Iveco) 1min30s725

tabela fonte: tazio.uol.com.br

Outro piloto que chamou a atenção foi o italiano Alex Caffi, que esta fazendo a sua terceira corrida na categoria e conquistou um ótimo oitavo posto no grid de largada. Olho nele.

Deixe a sua opinião, teremos o maior prazer em responde-los.

por: Matheus Furlan