Diga ao povo que fico!

guarani

Foto: Divulgação

É preciso que clubes mais tradicionais do futebol brasileiro, entre eles a querida Portuguesa de Desportos, e o não menos importante Guarani, da cidade de Campinas, voltem para ficar.  Em Julho deste ano, estive presente no estádio do Canindé – quase vazio, numa segunda-feira à noite, para transmitir o jogo entre os dois queridos clubes do estado de São Paulo.  A partida era válida pela série C do Campeonato Brasileiro. Em tempos idos do futebol brasileiro, os dois times brilhavam na série A.

Tempos gloriosos em que a Lusa disputou finais de campeonatos estaduais, e do campeonato brasileiro, cujo título naquele dezembro de 1996 “bateu na trave” Já o Guarani – o único campeão brasileiro do interior, venceu o Palmeiras na final do Brasileirão de 1978. Depois disso, duas finais consecutivas de Brasileirão da série A, com o Bugre perdendo o título nas duas oportunidades, em 1986, na derrota diante do São Paulo, e no ano seguinte, novamente derrotado frente ao Sport.

No último sábado, o tradicional estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, que eu conheci aos cinco anos de idade, numa visita feita à casa do meu tio Máximo, em 1980, voltou a ser palco de emocionanetes disputas no futebol brasileiro. Afinal de contas, o Guarani bateu o ASA de Arapiraca por 3 a 0, e garantiu o acesso à série B do Campeonato Brasileiro em 2017.

O feito é importante, afinal de contas, o Guarani precisa se reerguer para voltar à elite do futebol paulista e brasileiro. Há quatro anos o Bugre campineiro está na série C, chegando a correr sérios riscos de perder o seu maior patrimônio, o estádio Brinco de Ouro da Princesa, local que já  foi palco de final de campeonato brasileiro – e da primeira divisão! Os últimos anos não têm sido fáceis para o Guarani, que chegou a correr risco de ser rebaixado à série D do futebol nacional.

É claro que o Bugre ainda não retornou à elite. Mas na série B, as cotas de televisão, bem como a exposição do clube será maior. Com isso, o Guarani poderá obter um respiro financeiro.  Espero que a Lusa se inspire no Bugre, e também consiga o acesso à série B. Evidentemente, a situação ainda não é a ideal, afinal, o lugar dos dois times é na elite. Entretanto, é preciso que seja dado um passo de cada vez, com organização, trabalho e profissionalismo rumo às grandes competições do futebol nacional. Por isso, uma longa caminhada ainda se faz necessária, tanto para o Guarani, e principalmente para a Portuguesa. Que os dois queridos clubes paulistas retornem brevemente à série A.Para que possam dizer ao povo que ficarão!  E de lá nunca mais sair!

Por Ivan Marconato para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Anúncios

Santo André conquista troféu da A2 e vaga na Copa do Brasil

Foto: pt.wikipedia.org

Foto: pt.wikipedia.org

No último sábado (07), o time do Santo André coroou o seu retorno ao futebol de primeira divisão do campeonato Paulista com um título conquistado em plena casa do adversário.
O Mirassol tinha a vantagem de decidir em casa, pela melhor campanha realizada na competição, mesmo diante de sua torcida o time da casa não conseguiu marcar um gol de empate diante do time do ABC – Santo André, que decretou a sua vitória e a conquista da taça, com o único gol na partida aos 45 minutos do primeiro tempo – gol de Dudu Vieira. No segundo tempo o Santo André soube se defendeu e preferiu se arriscar no campo adversário apenas em contra ataques.
Com o resultado vitorioso ao final, o time andreense do técnico Toninho Cecílio conquistou seu quarto campeonato paulista da A2 (1975, 1981, 2008 e 2016). Com a vaga na final,o Ramalhão já havia garantido seu ingresso a A1 do Paulistão 2017, com a vitória, a equipe também conquistou uma vaga na próxima edição da Copa do Brasil
Ainda em comemoração ao título, o jogador Paulo Victor destacou o título aos companheiros e a torcida
“Foi muito importante e gratificante essa conquista da A2, como profissional disputei quatro competições e esse já é o meu segundo título, e mesmo com todas as dificuldades, conseguimos supera-las e fomos recompensados ao final com o título do estadual”, comemorou o lateral do Santo André.
Paulo Victor homenageia o título a todo o time adreense e também a sua torcida, e enaltece o Ramalhão no Paulista A1, em 2017.
Por Arthur Dafs para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

Série B termina com Joinville campeão e catarinenses em alta

A 38ª, e última, rodada da Série B 2014 foi disputada neste sábado, com direito à muita emoção na briga pelas posições importantes na competição. O título e as últimas vagas no acesso para a Série A e na queda para a Série C de 2015 ainda estavam em jogo.

Foto: José Carlos Fornér / JEC / globoesporte.com

Foto: José Carlos Fornér / JEC / globoesporte.com

Disputa pelo título

Joinville e Ponte Preta chegaram na última rodada com chances de título. Os catarinenses, que tinham a vantagem de dois pontos, perderam pelo placar de 1 x 0 para o desesperado Oeste, que brigava e conseguiu ficar fora da zona da degola, permanecendo na Série B em 2015. Já a Ponte enfrentou o tranquilo Náutico, que não brigava por mais nada na competição, mas os pernambucanos complicaram a vida dos paulistas, abrindo o placar. Depois, a Macaca acordou e conseguiu o empate, que não foi suficiente.

 

Com 70 pontos, o Tricolor catarinense conseguiu o título mais importante de sua história.

Avaí se garante na Série A

Depois de liderar a Série B 2014 por algumas rodadas, o Avaí entrou em campo na 6ª posição, ou seja, precisava ver Boa Esporte e Atlético Goianiense escorregarem, o que aconteceu. Os mineiros perderam para o rebaixado Icasa por 3 x 2 e os goianos também foram derrotados por 3 x 2, mas pelo Santa Cruz.

O Avaí fez sua lição de casa, vencendo o já classificado para a Série A 2015, Vasco por 1 x 0, com gol de pênalti do ídolo Marquinhos.

 

Quem também brigava e fez o que precisava foi o América Mineiro, que goleou o Sampaio Corrêa por 4 x 0. Com isso, fica a lição de que os clubes têm de tomar mais cuidado, porque os mineiros poderiam ter subido e só não alcançaram o objetivo, porque perderam seis pontos por conta de uma escalação irregular do defensor Eduardo.

Além do Avaí, os times que disputarão a Série A de 2015 são Joinville, Ponte Preta e Vasco.

América-RN é rebaixado

A briga para não cair era intensa. Três equipes brigavam para continuar na divisão de acesso no próximo ano e os dois paulistas, o Oeste e o Bragantino, conseguiram o feito. Como dito anteriormente, o Oeste passou pelo campeão Joinville. Já o Bragantino venceu o maior rival do rebaixado América-RN, o ABC pelo placar de 2 x 0.

Já os potiguares foram goleados pelo Paraná por 4 x 1. Além do América-RN, os rebaixados foram Icasa, Vila Nova e Portuguesa.

Resultados da 38ª rodada da Série B:

Sexta-feira

(20º) Portuguesa 2 x 3 Vila Nova (19º)

Sábado

(15º) Oeste 1 x 0 Joinville (1º)
(11º) Paraná 4 x 1 América-RN (17º)
(13º) Náutico 1 x 1 Ponte Preta (2º)
(12º) Luverdense 1 x 0 Ceará (8º)
(18º) Icasa 3 x 2 Boa Esporte (6º)
(4º) Avaí 1 x 0 Vasco (3º)
(7º) Atlético-GO 2 x 3 Santa Cruz (9º)
(14º) ABC 0 x 2 Bragantino (16º)
(5º) América-MG 4 x 0 Sampaio Corrêa (10º)

Classificação

P J V E D GP GC SG %
1 Joinville 70 38 21 7 10 54 33 21 61
2 Ponte Preta 69 38 19 12 7 61 38 23 60
3 Vasco 63 38 16 15 7 50 36 14 55
4 Avaí 62 38 18 8 12 47 40 7 54
5 América-MG 61 38 20 7 11 59 39 20 58
6 Boa Esporte 59 38 18 5 15 51 48 3 51
7 Atlético-GO 59 38 17 8 13 54 49 5 51
8 Ceará 57 38 16 9 13 58 53 5 50
9 Santa Cruz-PE 55 38 14 13 11 51 38 13 48
10 Sampaio Corrêa-MA 53 38 13 14 11 54 46 8 46
11 Paraná 51 38 13 12 13 45 43 2 44
12 Luverdense-MT 50 38 15 5 18 40 46 -6 43
13 Náutico 50 38 14 8 16 40 47 -7 43
14 ABC-RN 48 38 14 6 18 34 40 -6 42
15 Oeste 48 38 12 12 14 39 48 -9 42
16 Bragantino 46 38 13 7 18 45 55 -10 40
17 Icasa 43 38 11 10 17 34 43 -9 37
18 América-RN 41 38 11 8 19 44 53 -9 35
19 Vila Nova-GO 32 38 10 2 26 35 70 -35 28
20 Portuguesa 25 38 4 13 21 29 59 -30 21

Equipes em azul garantiram vaga na Série A

Equipes em vermelho rebaixadas para a Série C

Todas as equipes da Série B 2014 estão em férias até o começo do próximo ano. Agora é hora da parte administrativa e técnica entrar em ação e os mandatários planejarem o próximo ano dos clubes.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Portuguesa vence, Ponte Preta volta a elite

Muito ainda questionam como a Portuguesa conseguiu ir tão mal da disputa da Série B do Brasileirão. A equipe que já esta matematicamente rebaixada para a Série C teve pouquíssimo resultados positivos, tanto que a sua quarta vitória na competição aconteceu neste sábado diante do Luverdense no Canindé, 1 x 0, gol de Luan de cabeça no início da segunda etapa.

 

A vitória é uma tentativa da Lusa encerrar a sua participação na segundona de forma honrada, mas acima de tudo pensando já em voltar a divisão de acesso a elite do futebol nacional. Os paulistas somam 24 pontos em 34 jogos com apenas 4 vitórias, 12 empates e 18 derrotas, já o Luverdense aparece em 11° lugar com 46 pontos conquistados.

Ponte Preta volta a Série A

Depois do Joinville, a Ponte Preta também garantiu a sua vaga na Série A do Brasileirão 2015. O acesse veio após a Macaca derrotar o Bragantino fora de casa por 2 x 0, Alexandro em cobrança de pênalti e Roni marcaram para os campineiros que festejaram muito.

 

O confronto contra o Braga foi bem movimentado e os donos da casa foram os primeiros a criar as oportunidades de marcar, e há quem diga que a penalidade que originou o primeiro gol da Ponte Preta não existiu, mas o fato é que depois de uma grande companha, o estado de São Paulo volta a ter cinco representantes na elite do futebol nacional.

Confira os resultados da 34° rodada da Série B:

Avaí 0 x 0 Oeste

Sampaio Corrêa 1 x 2 Joinville

América-RN 1 x 3 Boa Esporte

Ceará 0 x 0 Atlético-GO

Bragantino 0 x 2 Ponte Preta

Vasco da Gama 1 x 0 ABC

Náutico 0 x 0 Santa Cruz

América-MG 1 x 1 Icasa

Portuguesa 1 x 0 Luverdense

Vila Nova 2 x 0  Paraná

CLASSIFICAÇÃO P J V E D GP GC SG %
1 Ponte Preta* 67 34 19 10 5 57 31 26 65
2 Joinville* 66 34 20 6 8 50 29 21 64
3 Vasco 59 34 15 14 5 46 31 15 57
4 Boa Esporte 53 34 16 5 13 47 42 5 51
5 Atlético-GO 53 34 15 8 11 49 43 6 51
6 Avaí 53 34 15 8 11 43 37 6 51
7 Santa Cruz-PE 52 34 13 13 8 47 31 16 50
8 Ceará 51 34 14 9 11 54 50 4 50
9 América-MG 49 34 16 7 11 49 38 11 53
10 Sampaio Corrêa-MA 47 34 11 14 9 48 40 8 46
11 Luverdense-MT 46 34 14 4 16 37 42 -5 45
12 Náutico 46 34 13 7 14 38 43 -5 45
13 ABC-RN 41 34 12 5 17 28 35 -7 40
14 Paraná 41 34 10 11 13 36 40 -4 40
15 Bragantino 39 34 11 6 17 40 52 -12 38
16 Icasa 39 34 10 9 15 29 36 -7 38
17 Oeste 39 34 9 12 13 35 47 -12 38
18 América-RN 36 34 10 6 18 38 47 -9 35
19 Vila Nova-GO 29 34 9 2 23 28 59 -31 28
20 Portuguesa* 24 34 4 12 18 26 52 -26 23

Restam apenas duas vagas para a elite do futebol nacional, quem será que vai se classificar?

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

 

 

 

Palmeiras goleia e confirma o título matematicamente

foto fonte: dicasgratisnanet.blogspot.com

foto fonte: dicasgratisnanet.blogspot.com

O Palmeiras recebeu o Boa Esporte no Pacaembu, goleou e soltou o grito de “É campeão”, aliás, a maior parte da torcida gritou, outros preferiram cantar outras coisas, afinal achavam obrigação.

Desse jeito o jogo foi fácil, certo? Com exceção do começo, sim.

O início do confronto foi de protesto do Bom Senso FC, 30 segundos de troca de bola despretensiosa. Quando o confronto estava valendo o Verdão sofreu um pouco, porque os mineiros partiram para cima. A maior chance do Boa no confronto foi nesse momento. O experiente Marcelinho Paraíba recebeu um cruzamento e cabeceou para a grande defesa de Fernando Prass em cima da linha. Os mineiros reclamaram que o goleiro alviverde tirou a bola de dentro do gol, mas a arbitragem não deu ouvidos. Eu concordo com a arbitragem, a bola não entrou inteira.

Daí em diante o Palmeiras mostrou que é time de elite.

Felipe Menezes abriu o placar ainda na primeira metade do confronto e, na segunda etapa, Leandro, um golaço, e o contestado Juninho ampliaram e fecharam a goleada, 3 a 0 do campeão da Série B de 2013. A equipe comemorou o título e, na entrevista coletiva, os jogadores pediram a permanência de Gilson Kleina, que deve acontecer.

Resultados da 36° rodada:

(16º) Guaratinguetá 0 x 1 Ceará (5º)

(15º) ABC 4 x 1 ASA (20º)

(4º) Icasa 2 x 1 Paysandu (17º)

(2º) Chapecoense 1 x 1 Bragantino (14º)

(1º) Palmeiras 3 x 0 Boa Esporte (11º)

(7º) América-MG 3 x 0 Atlético-GO (18º)

(9º) Avaí 0 x 1 América-RN (12º)

(3º) Sport 2 x 0 Paraná (10º)

(13º) Oeste 2 x 2 Figueirense (6º)

(19º) São Caetano 3 x 2 Joinville (8º)

Chapecó na primeira!

Foto: Aguante Comunicação/Chapecoense

Foto: Aguante Comunicação/Chapecoense

Com os resultados, o Chapecoense subiu para a elite do futebol nacional. A equipe empatou em 1 x 1 e, mais uma vez, o autor do gol foi Bruno Rangel, que chegou ao 29º nesta edição da Série B. O Chapecoense, aliás, subiu da Série D para a A diretamente. Disputou a D em 2011, a C em 2012 e a B em 2013  conseguiu acesso em todas. Espero que a gestão dos catarinenses não façam algo semelhante ao Grêmio Barueri, que chegou à elite e não deu mais atenção, até vendeu o time. Parabéns ao time de Chapecó pelo acesso.

Na próxima rodada o Palmeiras enfrenta o Ceará no Morenão, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Não, não é uma punição, é só uma forma mais tranquila de lucrar. Para fazer o jogo, que receberá a taça, longe de São Paulo, o Verdão receberá cerca de 400 mil reais, nada mal. Este estádio já recebeu um clássico paulista na Série A, Portuguesa x Corinthians, em que os lusitanos golearam por 4 x 0.

Além disso, a briga pelas duas vagas restantes para a Série A em 2014 segue acirrada. Sport, Icasa e Ceará são os favoritos e os dois primeiros estão no G-4. O Ceará tem os mesmos 59 pontos que ambos, mas perde no número de vitórias.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Verdão e amarelo: Palmeiras está de volta à elite

Sábado, 16h20, Pacaembu. Uma das últimas vezes que o Palmeiras repetirá essa cena na Série B.

Foto: campeoesdofutebol.com.br

O Verdão recebeu o São Caetano e estreou seu terceiro uniforme, que tem como cor principal o amarelo e secundária o Verde. Essa é a homenagem do clube ao seu centenário, que será em 2014, ano de Copa do Mundo no Brasil. Isso acontece, principalmente, pois o Palmeiras foi o primeiro time a levar seu elenco inteiro para representar a Seleção Brasileira, na inauguração do Mineirão, no dia 7 de setembro de 1965, contra o Uruguai, em jogo que terminou com o placar de 3 x 0 para o Verdão.

A estreia do novo uniforme não foi das melhores. Os jogadores estavam muito afobados para fazer um gol, afinal seu nome ficaria registrado na história como o atleta que fez o gol do acesso, mas isso atrapalhou demais.

Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com

A torcida chegou a vibrar com um pênalti marcado, mas, logo depois, a arbitragem anulou a marcação. Que não foi pênalti é fato, mas a grande discussão é a validade da anulação, afinal foi o bandeirinha que avisou o árbitro, o qual nem parou para pensar e reverteu a situação. Os palmeirenses reclamaram muito, mas a decisão foi mantida.

O 0 x 0 não foi um placar justo, afinal o Verdão atacou bem mais do que o Azulão, mas acabou desperdiçando as chances que criou.

Mesmo com o empate, o Palmeiras garantiu vaga na elite do futebol brasileiro em 2014, aliás, ela veio desde o ano passado quando a equipe caiu, mas foi confirmada nesse final de semana. O Verdão voltou para o lugar de onde não deveria ter saído.

Resultados da rodada:

(5º) Icasa 1 x 0 Figueirense (10º)

(17º) Atlético-GO 0 x 0 Chapecoense (2º)

(4º) Avaí 3 x 0 Bragantino (13º)

(15º) Oeste 2 x 1 ABC (16º)

(7º) Joinville 1 x 0 Paraná (6º)

(14º) América-RN 1 x 0 Ceará (9º)

(1º) Palmeiras 0 x 0 São Caetano (19º)

(3º) Sport 4 x 2 ASA (20º)

(12º) Guaratinguetá 0 x 0 Boa Esporte (11º)

(8º) América-MG x Paysandu (18º) – partida acontece dia 29/10

O Palmeiras segue em busca do título do torneio e, na próxima rodada enfrenta o Paraná fora de casa.

Faltam apenas nove pontos para o título, que podem ser conquistados em apenas três jogos, ou menos, caso o Chapecoense ajude.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan