Diogo Pachenki

 

Campeão de kart, Stock Car Light, Copa Montana, Dragster, com passagens pela stock car e Fórmula Júnior e agora na Truck…

De onde veio o desejo de se tornar piloto ?

Você começou no kart, categoria hoje com bem menos expressão, como tu enxerga as categorias de base do automobilismo brasileiro? (kart, F3)

O automobilismo brasileiro passa por dificuldades financeiras, como vocês da equipe COPACOL TRUCK RACING – Mercedes vem lidando com isso  e qual o futuro da velocidade em nosso país na sua opinião?

O mundo do automobilismo é extenso, e tu foi campeão de Dragster em 2000, como foi essa experiencia? Qual a diferença de guiar um Dragster de guiar um carro de turismo ou um Truck?

Você também correu de Fórmula? O que te fez mudar para o turismo?

De 2002 a 2004 Stock Car Ligth, sendo campeão em 2004 conquistando 8 vitórias um grande desempenho que infelizmente não se repetiu na Stock Car nos anos seguintes. Qual foi o grande motivo para tal fato?

Voltou a ser campeão em 2010 na Copa Montana. Um carro totalmente diferente dos quais já tinha guiado e ai a Fórmula Truck surgiu em sua carreira. Como foi o inicio como os pesados em 2013?

Em 2014 um campeonato completo e 2015 pódios e um ótimo desempenho, o que mudou da temporada passada para a deste ano?

Sabemos que os caminhões não são como carros de turismo ou de fórmula,  que tem um desgaste maior sendo de pneus, freios e motor, e no caso desse último existe o problema com os excessos de fumaça, como você enxerga essa regra da detecção de fumaça nos caminhões?

Você vem tendo grandes resultados nas últimas etapas, qual a sua expectativa para a corrida em Curitiba que acontece no inicio de setembro?

Faltando (4) etapas, contando com Curitba, para o término da temporada, é possível para vc e a equipe Copacol pensar no título da categoria estando em quinto lugar no campeonato?

Como não poderia deixar de falar de F1. Para você quem será campeão da temporada 2015 da F1?

 

 

 

Anúncios

Evolução!!!

templo-dos-esportes-001Desde já quero agradecer a todos pelos acessos, visitas e acima de tudo por ter acompanhado o trabalho do Templo dos Esportes, e por causa de vocês, estamos evoluindo e convido a todos para verem a nova cara do site.

Acesse: www.templodosesportes.com.br (clique no link)

Matérias, fotos, entrevistas e agora com novas ferramentas como vídeos, um novo tópico: Test Drive. Ainda estamos em construção, mas já com um grande conteúdo.

Venha com a gente, Templo dos Esportes!!!

Obrigado,

Matheus Furlan

Mark Webber anuncia aposentadoria no final da temporada

mark-webber

Foto: Reprodução / Facebook Mark Webber – oficial

O australiano Mark Webber anunciou que se aposentará das corridas de carro no final da temporada de 2016. Com 40 anos de idade, Webber guiou na F1 entre 2002 e 2013, passando por Minardi, Jaguar, Williams e Red Bull. Foi terceiro colocado no Mundial de Pilotos em três oportunidades (2010, 2011 e 2013), conquistou ao todo nove vitórias, 11 poles e 36 pódios.

No WEC, Webber ostenta o título da temporada de 2015, conquistado ao lado da dupla Timo Bernhard e Brendon Hartley. Foi segundo lugar nas 24 Horas de Le Mans na temporada passada.  O piloto falou a falta que as corridas lhe farão.  “Vou sentir falta da velocidade, da pressão aerodinâmica, da competição, mas quero sair em alta e estou muito ansioso por minhas novas tarefas. Encontrei o lugar que pertenço. A Porsche é a marca que mais amei, sempre, e aquela onde mais me senti à vontade”.

A data da aposentadoria está marcada para o dia 19 de novembro, no Bahrein, local da última etapa da temporada do WEC 2016. Webber seguirá na Porsche mas como um representante da marca alemã.

Siga no Twitter: @esportetemplo

Por Matheus Furlan

Force India anuncia a saída de Nico Hulkenberg que segue para a Renault

hulk

Foto: Reprodução / Facebook Nico Hülkenberg – oficial

Após quatro temporadas, sendo as três últimas de forma consecutiva, na Force India, o piloto Nico Hulkenberg ao deixará o time ao final da temporada de 2016.

Na manhã desta sexta feira, (14), através de um comunicado de  Vijay Mallya, mandatário do time, agradecimentos e desejos de boa sorte foram tecidos ao piloto alemão que teve como melhor resultado no time um quarto lugar na Bélgica em 2012 além da pole position conquistada no Brasil em 2014. “Todo mundo na Force India deseja coisas boas a Nico, que defenderá um novo time na Fórmula 1. Passando cinco anos conosco, Nico se tornou um grande amigo e contribuiu de maneira significativa com o sucesso do time. Ele é um piloto fora de série, que marcou mais pontos do que qualquer outra pessoa que passou por aqui. É verdade que sentiremos falta de Nico, mas respeitamos sua decisão de explorar novas oportunidades e seria errado ficar no meio do caminho”, concluiu.

Atual nono colocado no  Mundial de Pilotos com 54 pontos, Hulkenberg expressou sua satisfação e guiar a Renault em 2017. “Estou muito feliz em me juntar à Renault em 2017. Sempre foi meu sonho trabalhar por uma equipe de fábrica. As novas regras da F1 vão mudar o jogo e darão à equipe uma grande oportunidade. Nos próximos anos, a Renault terá um papel de desafiante, que se encaixa em minha abordagem.  A Renault sempre foi protagonista no automobilismo e me traz memórias incríveis: em seu período com a companhia, Michael Schumacher não apenas ajudou a Alemanha na F1, como acendeu em mim a fagulha por correr. Estou ansioso em fazer parte da família Renault e desejo escrever uma nova história de sucesso.”

Com o acerto do alemão com o time francês, um acento esta vago na Force India, mas a quem diga que não ficará muito tempo assim. O time que conta com os motores Mercedes será o principal alvo dos pilotos no próximos dias, e á quem diga que um jovem nome pode aparecer.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Corinthians goleia Santa Cruz no Mato Grosso

A vitória era esperada, isso com certeza, mas o Corinthians tomou um verdadeiro sufoco do Santa Cruz no começo da partida em Cuiabá. O time paulista até que teve um começo razoável, mas minutos mais tarde só deu Santa. Keno livre de marcação fazia  o que queria e Walter salvou o time do Corinthians em ao menos quatro oportunidades até que no rebote de uma defesa do goleiro, Grafite marcou Santa Cruz 1 x 0.

Somente ai parece que o Timão acordou de vez. Com jogadas mais aguda, o time passou a pressionar o Santa Cruz. Depois de boa jogada pela direita, Marlone cruzou e achou Guilherme dentro da área, que dominou e colocou no canto do goleiro pernambucano, 1 x 1 aos 37 minutos da primeira etapa, encerrava aqui a série de quatro partidas do Timão sem marcar gols.

Após o intervalo, o time paulista voltou voando, literalmente e com menos de 10 minutos da segunda etapa, Marlone em um belo chute cruzado e Guilherme de cabeça, marcando o segundo dele no jogo deixavam o Corinthians com o placar favorável em 3 x 1.

Algumas oportunidades foram criadas, mas com a vantagem no placar, o Timão recuou e Santa passou a fazer pressão no ataque até que aos 35 minutos, Keno da entrada da área, chutou cruzado e não deu chances para Walter, 3 x 2.

Placar próximo o Santa Cruz foi para cima e Lucca entrou no lugar de Guilherme para fazer o quarto gol corinthiano na partida. Chute, literalmente um chute de Marquinhos Gabriel para dentro da área do Santa Cruz e de carrinho, o camisa 30 empurrou para dentro da meta do goleiro Edson Kölln, Corinthians 4 x 2, placar final,

Autor do último gol corinthiano, Lucca afirmou que o time aproveitou as oportunidades. “Hoje, aproveitamos as oportunidades. Nos outros jogos, tivemos muitas, mas a bola não entrava”, disse, mas também falou que são preciso acertos. “Precisamos consertar. Tomamos dois gols que não poderiam ter acontecido. Só que vamos tentar consolidar a melhora com uma vitória no fim de semana”

Para a próxima partida o Corinthians já deverá ter em seu comando o técnico Oswaldo de Oliveira que foi contrato jundo ao Sport. O treinador que já comando o clube do Parque São Jorge não poderá contar com  Marquinhos Gabriel que levou o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão, mas terá os reforços de Fagner e Romero que estavam nas seleções brasileira e paraguaia respectivamente.

O Timão enfrente o América-MG, domingo às 18:30, na Arena Corinthians buscando mais três pontos na tabela de classificação e subir do atual oitavo lugar com 45 pontos, mas que pode virar nono, caso o Grêmio vença o Atlético-PR jogando em casa no complemento desta 30° rodada.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Tony Kanaan renova com a Ganassi para 2017

kanaan

Foto: Reprodução / Mike Finnegan / Indy Car

O baiano Tony Kanaan renovou seu contrato com a equipe Ganassi da Fórmula Indy para  a temporada de 2017 da categoria, e seguirá pelo quarto ano consecutivo na equipe, a sua 20° temporada no certame.

Após terminar em sétimo a temporada de 2016 com 461 pontos, Kanaan que seguirá no carro #10 afirmou que busca terminar alguns trabalhos que não foram concluídos esse ano. “Eu estou muito feliz por ter mais uma temporada com Chip e a NTT Data, é uma das maiores parcerias da minha carreira. Eles me ajudaram muito nesses últimos anos e acho que o crescimento do carro na pista é a prova da evolução. Nossa temporada 2016 foi forte, mas nossos resultados não refletiram sempre nossa performance, então temos alguns trabalhos para terminar em 2017”.

O brasileiro também seguirá com seu patrocinador que renovou o contrato com o time Ganassi, a NTT Data. O mandatário da equipe Chip Ganassi destacou a importância da renovação de Kanaan e afirmou que o brasileiro exerce uma liderança dentro e foradas pista.

Lembrando que a Ganassi voltará a utilizar motores Honda a partir de 2017, parceira que já rendeu 77 vitórias e 9 títulos ao time na Fórmula Indy.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

André Marques vence a primeira na Fórmula Truck

Neste final de semana a Fórmula Truck  esteve em Cascavel para a disputa da oitava etapa da temporada 2016 e pela primeira vez André Marques venceu na categoria que disputa a seis temporadas.

Na primeira parte da corrida, Marques largou na pole e segurou Giaffone e Pachenki que passaram a lutar pela segunda colocação sendo que Pachenki levou a melhor. Mais atrás  diversas ultrapassagens, mas quem acabou pelo caminho foi Leandro Totti com problemas de motor, mas o grande ponto da primeira parte da corrida foi o acidente de Débora Rodrigues que acabou por capotar seu Volkswagen/MAN após ser por Raijan Mascarello. Tudo bem com a piloto do caminhão #7 e de acordo com a direção de prova a disputa foi normal.

A entrada do caminhão de segurança praticamente decretou o final da primeira parte da corrida que teve a seguinte classificação:

1) André Marques (RM Competições), 19 voltas em 25min19s482
2) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), a 2s222
3) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 5s451
4) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), a 11s179
5) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), a 11s362
6) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), a 13s789
7) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 39s518
8) David Muffato (MAN TGX), a 40s092
9) Régis Boessio (Boessio Competições), a 59s510
10) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 1min13s837
11) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), a 1 volta
12) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), a 6 voltas
13) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 9 voltas
14) Jansen Bueno (Muffatão Racing), a 11 voltas
15) Pedro Muffato (Muffatão Racing), a 14 voltas
16) Fábio Fogaça (Fábio Fogaça Motorsports), a 14 voltas
17) Leandro Totti (Clay Truck Racing), a 17 voltas

Já na segunda parte da corrida Giaffone e Pachenki seguiram na disputa pelo segundo posto e enquanto isso Marques seguia firme e forte na ponta da disputa. Mais atrás uma bela disputa entre Roberval Andrade, Paulo Salustiano, Raijan Mascarello e Wellington Cirino esquentou as coisas na luta pelo quinto posto, que ficou com Salustiano enquanto Andrade viu seu Iveco ficar pelo caminho.

No final, um escorregada, mas tudo certo para a primeira vitória de André Marques, Diogo Pachenki em segundo, Felipe Giaffone em terceiro, Adalberto Jardim em quarto e fechando o pódio, Paulo Salustiano.

Confira a classificação final da segunda disputa em Cascavel:

1) André Marques (RM Competições), 13 voltas em 17min42s069
2) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), a 2s310
3) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 2s466
4) Adalberto Jardim (RM Competições), a 13s341
5) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), a 14s576
6) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 16s019
7) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), 16s506
8) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 27s313
9) Régis Boessio (Boessio Competições), a 39s790
10) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 46s987
11) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), a 1min09s621
12) David Muffato (MAN TGX), a 1 volta
13) Fábio Fogaça (Fábio Fogaça Motorsports), a 5 voltas

Campeonato

Com os resultados deste final de semana Felipe Giaffone chegou a 322 pontos, Paulo Salustiano é o segundo com 280, Diogo Pachenki é o terceiro com 275, André Marques agora é o quarto colocado com 221 e David Muffato é o quinto com 207.

Lembrando que todos os pilotos terão que fazer um descarte de resultado ao final da temporada na disputa do título.

A penúltima etapa da temporada da Fórmula Truck acontece no dia 6 de novembro em Guaporé, Rio Grande do Sul.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Buemi vence e Di Grassi é segundo na abertura da Fórmula E em Hong Kong

Fórmula E voltou as pistas neste final de semana em Hong Kong e diante de muita emoção. A largada já foi de tirar o folego. Com um traçado muito apertado os carros tomaram cuidado para não se encontrarem com o muro, mas Di Grassi que vinha do final do pelotão acabou tocando na traseira de um adversário e viu sua asa dianteira quebrar, o brasileiro entrou nos pits na oitava volta para trocar a mesma.

Na ponta da disputa, Piquet Jr e Turvey, companheiros de NEXTEV  lideravam, mas aos poucos a situação mudou. O brasileiro acabou não conseguindo fazer uma curva em virtude de um carro que havia batido no muro e acabou por também tocar na barreira de proteção, sendo assim, Sam Bird que a essa altura já tinha Turvey para trás assumiu a ponta, deixando o brasileiro em segundo lugar.

As voltas foram se passando e na altura da 20° voltas os pilotos começaram a realizar as trocas de carro, com isso Buemi assumiu a ponta, com Di Grassi já em segundo e Heidfeld em terceiro, e o termino da corrida foi nessa tocada, com o atual campeão ditando o ritmo da disputa.

Sébastien Buemi da e-Dams em primeiro, Lucas Di Grassi que partiu do final do pelotão após ter problemas na classificação mostrou um grande desempenho e terminou na segunda colocação com a Audi e fechando o pódio Nick Heidfeld em terceiro lugar com a Mahindra.

O Top-10 foi completo por Prost, Felix da Costa, Frijns, D’Ambrosio, Turvey, Engel e Sarrazin. Piquet Jr terminou a disputa na 11° colocação.

No campeonato, Buemi somou 25 pontos, Di Grassi, 18 e Heidfeld, 16. Piquet Jr que marcou a pole tem três pontos em nono lugar na classificação geral.

A próxima etapa da F.E acontece no dia 12 de outubro, em Marrakesh, Marrocos.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Diga ao povo que fico!

guarani

Foto: Divulgação

É preciso que clubes mais tradicionais do futebol brasileiro, entre eles a querida Portuguesa de Desportos, e o não menos importante Guarani, da cidade de Campinas, voltem para ficar.  Em Julho deste ano, estive presente no estádio do Canindé – quase vazio, numa segunda-feira à noite, para transmitir o jogo entre os dois queridos clubes do estado de São Paulo.  A partida era válida pela série C do Campeonato Brasileiro. Em tempos idos do futebol brasileiro, os dois times brilhavam na série A.

Tempos gloriosos em que a Lusa disputou finais de campeonatos estaduais, e do campeonato brasileiro, cujo título naquele dezembro de 1996 “bateu na trave” Já o Guarani – o único campeão brasileiro do interior, venceu o Palmeiras na final do Brasileirão de 1978. Depois disso, duas finais consecutivas de Brasileirão da série A, com o Bugre perdendo o título nas duas oportunidades, em 1986, na derrota diante do São Paulo, e no ano seguinte, novamente derrotado frente ao Sport.

No último sábado, o tradicional estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, que eu conheci aos cinco anos de idade, numa visita feita à casa do meu tio Máximo, em 1980, voltou a ser palco de emocionanetes disputas no futebol brasileiro. Afinal de contas, o Guarani bateu o ASA de Arapiraca por 3 a 0, e garantiu o acesso à série B do Campeonato Brasileiro em 2017.

O feito é importante, afinal de contas, o Guarani precisa se reerguer para voltar à elite do futebol paulista e brasileiro. Há quatro anos o Bugre campineiro está na série C, chegando a correr sérios riscos de perder o seu maior patrimônio, o estádio Brinco de Ouro da Princesa, local que já  foi palco de final de campeonato brasileiro – e da primeira divisão! Os últimos anos não têm sido fáceis para o Guarani, que chegou a correr risco de ser rebaixado à série D do futebol nacional.

É claro que o Bugre ainda não retornou à elite. Mas na série B, as cotas de televisão, bem como a exposição do clube será maior. Com isso, o Guarani poderá obter um respiro financeiro.  Espero que a Lusa se inspire no Bugre, e também consiga o acesso à série B. Evidentemente, a situação ainda não é a ideal, afinal, o lugar dos dois times é na elite. Entretanto, é preciso que seja dado um passo de cada vez, com organização, trabalho e profissionalismo rumo às grandes competições do futebol nacional. Por isso, uma longa caminhada ainda se faz necessária, tanto para o Guarani, e principalmente para a Portuguesa. Que os dois queridos clubes paulistas retornem brevemente à série A.Para que possam dizer ao povo que ficarão!  E de lá nunca mais sair!

Por Ivan Marconato para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)

TOUCHDOWN PARA OS LUSA LIONS

lusa-lions

Foto: Reprodução / Facebook Lusa Lions

Na última quarta-feira (5), o colunista Ricardo Veras (Veras Lusa) conversou exclusivamente com o atleta Miguel Andreone, do Lusa Lions  – time de futebol americano da Portuguesa. O jogador da Lusa comentou sobre o jovem time da Lusa, a ascensão do elenco e o bom público sempre presente no estádio  Oswaldo Teixeira Duarte.

Andreone começou a jogar futebol americano aos 17 anos em 2007, alguns anos depois ingressou no time Guarulhos Lions, de lá para cá, a sua paixão pela prática deste esporte só aumentava, além do elenco que ano a ano ficava cada mais forte e competitivo, tanto que em 2014, o Lions se uniu a Portuguesa, tornando se o forte time paulista Lusa Lions.

Título

Os Lions já contam em sua curta história a conquista recente de um título paulista – São Paulo Football League, troféu erguido sobre o São Paulo Storm, além da marcante comemoração do título, Miguel conta a emoção e a festa do público presente,

“ Na final eram cerca de três mil torcedores que prestigiaram a nossa conquista do título estadual, foi uma festa  emocionante que ocorreu naquele jogo, no Canindé”, contou.

Andreone comentou sobre a média de idade dos jogadores do Lions, e a mescla que torna o time competitivo,

“Estamos com cerca de 50 pessoas no elenco, a média dos jogadores está entre os 23 anos, há os mais novos, garotos com 19 anos, porém temos também os mais maduros, que ajudam bastante na condução do nosso time – atletas de até 40 anos, mas a garotada é muito forte para o nosso time – tanto que fomos campeões agora”, afirmou o jogador rubro verde.

Jardas conquistadas

Nos últimos anos, foi notável o avanço e o interesse pelo público da modalidade norte americana no país, fenômeno que ocorre principalmente entre os jovens, para os Lions ainda mais, “só o fato de jogarmos no Canindé e o treino ocorrer no Centro de Treinamento da Portuguesa, já é uma enorme demonstração do crescimento e interesse do público pelo futebol americano, há alguns anos os treinos e jogos eram realizados apenas no parque do Ibirapuera ou em outros campos públicos da cidade”, contou Miguel.

Atualmente lesionado, Andreone conta que o futebol americano está se expandindo por todo o país, tanto que o time Lusa Lions está em constante viagem pelo interior paulista e até mesmo brasileiro, neste sábado (8), o Lions enfrentará os Tubarões do Cerrado em Brasília, após serem campeões na conferência Oeste, pela Liga Nacional, os Play Offs já estão agendados, a primeira data esta confirmada, no dia 23 de outubro, as 10h, no Canindé–  diante do mesmo Tubarões do Cerrado.

Por Ricardo Veras para o site Jogo em Pauta (www.jogoempauta.com)