Anderson Silva e Nick Diaz são pegos no doping

Foto: sensacionalista.com.br

Foto: sensacionalista.com.br

Pode parecer inacreditável, mas o tanto multi-campeão do UFC, Anderson Silva que retornou aos octógonos no último final de semana e Nick Diaz, foram pegos no doping.

No caso do brasileiro o exame que foi realizado no dia 9 de janeiro atestou positivo para o anabolizante drostanolona que é proibido na organização. O UFC divulgou um comunicado lamentando o ocorrido, confira na íntegra o comunicado:

“No dia 3 de fevereiro de 2015, o UFC foi notificado pela Comissão Atlética de Nevada que Anderson Silva testou positivo para metabólitos drostanolone no teste que fez no dia 9 de janeiro.

Anderson Silva tem sido um campeão incrível e um verdadeiro embaixador do esporte das artes marciais mistas e do UFC, no Brasil, bem como em todo o mundo. O UFC está desapontado ao saber desses resultados iniciais.

O UFC tem uma rígida política, consistente contra o uso de qualquer desempenho ilegal e/ou reforço drogas, estimulantes ou agentes mascarantes por seus atletas”.

Além deste exame realizado no dia 9 de janeiro, outros dois foram realizados nos dias 19 e 31 do mesmo mês, mas nenhum dos dois últimos atestou para algo proibido.

Se o brasileiro foi pego no exame pré-luta, o americano, Nick Diaz foi pego no exame pós-luta pelo uso de maconha, o que deve fazer com que a luta seja declarada sem resultado.

O atleta ainda pode recorrer do resultado do exame. Se o doping realmente for confirmado será que Anderson Silva vai se aposentar? Qual será a atitude da organização?

Vamos aguardar para saber sobre os próximos passos deste caso de doping que pegou a todos de surpresa.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Anúncios

Jom Jones é pego no doping

Foto: wp.clicrbs.com.br

Foto: wp.clicrbs.com.br

Pode parecer brincadeira mais não é. A estrela do UFC, Jon Jones foi pego no exame anti-doping realizado no dia 4 de dezembro antes do duelo contra Daniel Cormier, a substância encontrada é a  benzoilecgonina, metabólito da cocaína.

A benzoilecgonina da cocaína não está entre as  substâncias proibida de acordo com a WADA (Agência Mundial Antidoping), isso quando usada fora das competições como é o caso de Jones, e desta forma ele não foi vetado pelo UFC e muito menos perder o seu cinturão que defendeu pela oitava vez diante de Cormier.

De acordo com o site Yahoo Sports, Jon Jones de 27 anos já deu inicio ao tratamento contra a droga, Jones também pediu desculpas a todos, familiares, amigos, patrocinadores e aos fãs. O presidente do UFC, Dana White se diz orgulhoso da atitude do lutar em se tratar e o UFC divulgou uma nota sobre o ocorrido, confira:

“Apoiamos a decisão do campeão meio-pesado Jon Jones de entrar em um Centro de Reabilitação para Dependentes Químicos para se recuperar de problemas recentes. Apesar de estarmos desapontados por ele ter falhado em um teste, aplaudimos sua decisão de procurar um Centro de Reabilitação para Dependentes Químicos. Jon é um lutador forte, corajoso dentro do octógono e esperamos que ele leve esta coragem para lutar contra o seu problema com a mesma postura e dedicação. Apreciamos sua decisão, e estamos ansiosos para que ele saia deste programa um homem ainda melhor.”

Agora vamos aguardar o que vai acontecer e quanto tempo, Jon Jones vai levar para se recuperar.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Jones vence Cormier e iguala St.Pierre

Foto: Getty Images / globoesporte.com

Foto: Getty Images / globoesporte.com

O UFC 182, que aconteceu na madrugada deste domingo, na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas, era extremamente aguardado, afinal colocava frente a frente Jon Jones e Daniel Cormier, que tiveram atritos ainda no evento para a imprensa, no final de 2014. A encarada dos lutadores foi bem fria. Aliás, para falar a verdade, ela nem aconteceu, porque Jones ficou de lado para o rival, como se não desse bola para ele.

Na luta, Jones foi melhor e conseguiu escapar de muitas quedas do ex-lutador de Wrestling. Além disso, conseguiu derrubar o rival em algumas oportunidades, o que ajudou bastante o atual campeão a continuar com o título dos pesos meio-pesados, com uma vitória por decisão unânime, por triplo 49-46. E mais, ainda ganhou o prêmio de luta da noite.

Essa foi a 8ª defesa no seu peso, o que é um recorde e a 12ª consecutiva no UFC, igualando a marca de Georges St-Pierre. A tendência é que o atleta de 27 anos ultrapasse essa barreira, afinal ainda está no seu auge e, aparentemente, não há quem possa vencê-lo.

Resultados do UFC 182:

Card Principal

Jon Jones venceu Daniel Cormier por decisão unânime (triplo 49-46)
Donald Cerrone venceu Myles Jury por decisão unânime (triplo 30-27)
Brad Tavares venceu Nate Marquardt por decisão unânime (triplo 30-27)
Kyoji Horiguchi venceu Louis Gaudinot por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Hector Lombard venceu Josh Burkman por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Card Preliminar

Paul Felder venceu Danny Castillo por nocaute aos 2m09s do R2
Cody Garbrandt venceu Marcus Brimage por nocaute aos 4m50s do R3
Shawn Jordan venceu Jared Cannonier por nocaute aos 2m57s do R1
Evan Dunham venceu Rodrigo Damm por decisão unânime (triplo 30-27)
Omari Akhmedov venceu Mats Nilsson por decisão unânime (triplo 29-28)
Marion Reneau venceu Alexis Dufresne por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-25)

Dentro do UFC 182, a entidade confirmou o combate entre Rafael dos Anjos e Anthony Pettis, pelo título dos pesos leves, para o UFC 185, no dia 14 de março, em Dallas, Estados Unidos. A categoria teve apenas norte-americanos vencendo o cinturão, portanto é a chance de Rafael entrar para a história, sendo mais um brasileiro campeão mundial.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Aniversário de 20 anos do UFC é comemorado com luta polêmica

Foto: esportes.terra.com.br

Foto: esportes.terra.com.br

Os 20 anos do UFC foram comemorados em grande estilo, um evento (UFC 167) no MGM Grand, em Las Vegas, com direito a disputa de cinturão dos Meio-Médios entre Georges St. Pierre e Johny Hendricks, uma luta que nem mesmo o presidente do evento mais famoso de MMA, Dana White, gostou do resultado final.

O canadense lutou contra o norte-americano para defender o cinturão e conseguiu o feito após cinco rounds. A decisão foi dividida e muitos apostavam na vitória de Hendricks, até mesmo o próprio atleta, mas não foi o que aconteceu. St. Pierre saiu vencedor.

Após a luta, Dana White se revoltou e disse: “Foi uma desgraça. A comissão atlética de Nevada está destruindo o boxe e agora está fazendo a mesma coisa com o MMA”. Uma declaração muito forte, que mostra o quanto ficou revoltado.

Na entrevista logo depois da luta, Georges disse que pensa até mesmo em parar, mas isso será pensado com o tempo, afinal não seria muito justo com Johny e com os fãs do UFC.

O fato é que o canadense manteve o título e ainda bateu três recordes. Agora ele é o maior defensor de títulos, com 12, deixando para trás Anderson Silva com 11. Além disso o canadense é o maior vencedor do UFC, com 19 vitórias, desempatando com Matt Hughes. E por fim, passou BJ Penn no tempo em cima do octógono, agora tem 5h28m12s, contra 5h03m51s do outro atleta.

St. Pierre é um grande lutador e, sem dúvidas, um dos maiores campeões que o evento já teve, mas essa vitória não digna dele. Apesar disso, é ele o dono do cinturão e manterá pelo menos até o próximo combate entre eles ou a sua aposentadoria.

Card Principal

Georges St.Pierre venceu Johny Hendricks por decisão dividida
Rashad Evans venceu Chael Sonnen por TKO aos 4min5s do R1
Robbie Lawler venceu Rory MacDonald por decisão dividida
Tyron Woodley venceu Josh Koscheck por KO aos 4min38s do R1
Ali Bagautinov venceu Tim Elliot por decisão unânime

Card Preliminar

Donald Cerrone finalizou Evan Dunham com um triângulo aos 3min49s do R2
Thales Leites venceu Ed Herman por decisão unânime
Rick Story venceu Brian Ebersole por decisão unânime
Erick Perez venceu Edwin Figueroa por decisão unânime
Jason High venceu Anthony Lapsley por decisão unânime
Sergio Pettis venceu Will Campuzano por decisão unânime
Gian Villante venceu Cody Donovan por TKO a 1min22s do R1

O próximo evento da categoria acontece no dia 30 deste mês, colando frente a frente, pela terceira vez, Nate Diaz e Gray Maynard.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

‘Cachorro Louco’ foi com tudo para o Japão!

fonte foto: papodebuteco.org

fonte foto: papodebuteco.org

Quando foi tocada a música “Sandstorm” na Saitama Super Arena, no Japão, o público, simplesmente, delirou e quase que a casa foi abaixo. Era o retorno de, nada mais e nada menos, Wanderlei Silva, o grande ídolo dos japoneses.

E o “Cachorro Louco” mostrou que não perdeu a majestade. Com uma performance memorável, no seu melhor estilo, com momentos de emoção, aplicou um grande nocaute sobre o americano Brian Stann aos 4m08s do segundo round, levando ao delírio os fãs que gritaram o seu nome antes, durante e depois do combate.

Com uma combinação de socos seguida de fortes golpes no ground and pound, o brasileiro ganhou por nocaute, na madrugada do dia 03/03/2013, o americano Brian Stann, em luta válida pela categoria meio-pesado no UFC on Fuel TV 8.

Com o estilo agressivo de sempre, Wanderlei já havia protagonizado no primeiro round um golpe que levantou o público e provocou um banho de sangue, ao acertar o nariz do rival. O brasileiro de 36 anos lembrou seus velhos tempos de Pride, em combate agitado desde o primeiro minuto e que rendeu o bônus de luta da noite.

O brasileiro foi ovacionado pela torcida ao final da luta, quando subiu nas grades do octógono para receber a saudação. Merecidamente!

Estou muito orgulhoso. Obrigado Dana White e UFC por me darem essa oportunidade de lutar aqui no Japão. Estou orgulhoso de dar isso a vocês, meus irmãos japoneses. Meu córner me disse o que eu precisava fazer. Estou feliz por fazer o meu trabalho e voltar a vencer aqui“, disse o vencedor após o combate.

Brian Stann fez muitos elogios ao brasileiro: “Eu sabia que eu corria esse risco ao lutar contra um herói no Japão, e Wanderlei sempre foi um dos meus ídolos. Estou triste, mas orgulhoso de enfrentá-lo aqui“.

Para quem não viu, veja. E, para aqueles que viram, revejam o nocaute!
Grande massacre desse lutador que sou fã. Não aposenta mesmo ‘Mad Dog’!

 

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Fenelon

Primeiro Ranking do UFC divulgado!

fonte foto: leeodoideratatame.blogspot.com

fonte foto: leeodoideratatame.blogspot.com

O UFC divulgou ontem, pela primeira vez na história, o seu ranking oficial e, é claro, não esperávamos outro melhor do mundo!

Anderson Silva, sem qualquer dúvida, aparece na primeira posição que engloba os lutadores de todas as categorias (peso por peso).

O ranking oficial do UFC foi o resultado de uma votação envolvendo jornalistas do mundo todo que foram selecionados pela organização. Eles enviaram suas escolhas logo após o UFC 156, realizado no último sábado, em Las Vegas, no EUA.

O Brasil aparece em todas as categorias. O maior número de representantes está no peso-pesado – com Junior Cigano (1º), Fabrício Werdum (2º), Antônio Pezão (4º) e Rodrigo Minotauro (7º) – e no peso-meio-pesado – com Lyoto Machida (2º), Glover Teixeira (4º), Rogério Minotouro (5º) e Mauricio Shogun (7º).

Em compensação, o país só tem um representante em três categorias: peso-pena (José Aldo, o campeão); peso-leve (Rafael dos Anjos, o 8º); e peso-meio-médio (Demian Maia, o 5º).

O falastrão norte-americano Chael Sonnen não está no ranking dos meio-pesados, sua nova categoria. O curioso é que Sonnen estava elegível, mas não foi votado pela maioria porque ainda não lutou nesse peso. Seu primeiro desafio será no UFC 159, dia 27 de abril, diante do campeão Jon Jones.

Veja o ranking compelto abaixo:

fonte foto: espn.estadao.com.br

fonte foto: espn.estadao.com.br

Gostaram????

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Dorini

 

UFC: José Aldo

fonte foto: esportes.r7.com

fonte foto: esportes.r7.com

Depois da vitória de sábado contra Edgar, que saiu bem machucado a comprar com o brasileiro que parecia que nem tinha lutado, Dana White disse ao jornal USA Today que já marcou a luta do campeão contra Anthony Pettis para o dia 3 de agosto.  Poucos minutos depois, o evento confirmou em sua página no Twitter que esse card será o UFC 163.

Ele teria recebido uma mensagem de texto de Pettis – número 1 na fila para a disputa do cinturão dos leves – falando que queria descer de categoria para enfrentar o manauara radicado no Rio de Janeiro.

“Eles são dois dos lutadores mais duros desse jogo e vão se enfrentar na categoria até 66 kg. Eles são incríveis, são os atletas que mais desafiam a gravidade. Estou muito empolgado de marcar esse combate”. disse Dana White, seguido pelo próprio Pettis. “Aldo é um tremendo lutador. Tenho muito respeito por ele e por suas habilidades. Eu apenas quero ser um dos melhores do mundo, e a única maneira de fazer isso é bater os melhores.”, disse o presidente do UFC.

Pettis é ex-campeão dos leves do extinto WEC, evento que foi absorvido pelo UFC, mas por conta de a categoria, na época, estar embolada, acabou não conseguindo disputar a unificação dos cinturões. Ele vem de três grandes vitórias e por isso seria o próximo a disputar o cinturão dos leves. Mas ele preferiu não esperar pelo vencedor de Benson Henderson x Gilbert Melendez, que lutam apenas em abril.

Quem não gostou foi Ricardo Lamas, pois era o apontado como primeiro colocado na fila da disputa do cinturão dos penas. Provavelmente ele terá que esperar mais uma luta antes de tentar o título. Pettis é o segundo peso leve que desce para enfrentar José Aldo. O mesmo já tinha acontecido com Frankie Edgar, que é ex-campeão da categoria de cima.

fonte foto: mmaweekly.com

fonte foto: mmaweekly.com

 

Vai pra cima dele Aldo!!!!!

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Dorini

UFC 156 – ALDO X EDGAR

fonte foto: thesportscourier.com

fonte foto: thesportscourier.com

Neste final de semana teremos uma grande luta no UFC. Teremos os grandes dos pesos-penas se enfrentando pelo cinturão na cidade de Las Vegas, USA.

José Aldo, o lutador tem 26 anos, é classificado como o peso pena número 1 e está entre os 3 melhores lutadores peso-por-peso do MMA mundial. Em sua última luta, contra Chad Mendes no dia 14 de janeiro de 2012 no UFC 146, ele venceu por nocaute no tempo 4:59 do primeiro round, defendendo assim seu cinturão pela terceira vez.

Já, o seu adversário da vez é Frankie Edgar. Ele, como mudou de categoria, enfrentará Aldo pelo cinturão. O ex-campeão dos leves vem de duas derrotas para Ben Henderson, atual detentor do cinturão. Sua revanche na tentativa de recuperar o Cinturão dos Leves foi no dia 11 de agosto de 2012 no UFC 150. Ele foi derrotado após cinco rounds por decisão dividida (46-49, 48-47, 48-47).

“Ele (José Aldo) é um ótimo trocador, rápido e muito explosivo. Ele tem boas joelhadas e bons chutes. Ele pode ser o trocador mais dinâmico que temos no esporte, próximo do Anderson Silva”, disse Edgar ao site “Las Vegas Weekly”.

Frankie Edgar, por outro lado, não gostou muito de recentes declarações de Aldo, que afirmou que vai nocautear o americano e que pretende ser o primeiro lutador a ganhar cinturão em três categorias diferentes (galos, penas e leves). “Cada um se motiva de uma maneira. Ele não luta há um ano, então talvez ele esqueça como é estar lá e precise motivar a si mesmo. Mas tenho algo guardado se ele pensa que essa será uma luta fácil”, declarou o ex-campeão.

Na última vez que lutou em Las Vegas, José Aldo tomou o cinturão peso-pena do extinto WEC (World Extreme Cagefighting) de Mike Brown, para um público presente de pouco mais de 1,8 mil pessoas, em novembro de 2009. Desta vez, a expectativa que gira em torno dele é muito maior, assim como o número de fãs que estarão presentes no Mandalay Bay Events Center para acompanhar de perto o UFC 156, onde vai enfrentar o americano.

A luta deveria ter acontecido no Brasil, no UFC 153, mas um acidente de moto sofrido pelo brasileiro adiou o encontro.

Frankie Edgar é considerado por muitos o adversário mais difícil da carreira de José Aldo até o momento, tendo em vista que o americano até pouco tempo atrás era o campeão da categoria de cima, a dos leves. Mas o lutador manauara acredita que, com a mudança de peso, o rival vai perder sua principal vantagem dentro do octógono: “Frankie coloca muita pressão no oponente. Ele se mexe muito. Ele lutou em uma categoria acima, onde não se é muito explosivo. No peso-pena, há muita movimentação, muita explosão. Agora ele vai enfrentar pessoas com o mesmo tipo de treino e a explosão que ele tem”.

Além de José Aldo x Frankie Edgar, o UFC 156 conta ainda com um card recheado de grandes lutas, vejam:

CARD PRINCIPAL
José Aldo x Frankie Edgar
Rashad Evans x Rogério Minotouro
Alistair Overeem x Antônio Pezão
Jon Fitch x Demian Maia
Joseph Benavidez x Ian McCall
CARD PRELIMINAR
Gleison Tibau x Evan Dunham
Tyron Woodley x Jay Hieron
Jacob Volkmann x Bobby Green
Edwin Figueroa x Francisco Rivera
Yves Edwards x Isaac Vallie-Flagg
Chico Camus x Dustin Kimura

José Aldo cogita mudar de categoria.

fonte foto: uol.com.br

fonte foto: uol.com.br

O duelo contra Edgar será a quarta defesa de cinturão do brasileiro. Se ele vencer, terá limpado a divisão por completo, ganhando status de favorito até mesmo entre os leves (70 kg), categoria na qual seu futuro rival já reinou.

“Pensei em subir para os leves [70 kg]. Quando o meu treinador decidir que eu posso subir, eu subo. Essa luta com o Edgar vai ser decisiva. Se eu ganhar bem contra ele, posso provar que posso ir para os leves”.

Cada vez com mais dificuldade em atingir o peso limite da categoria, esse pode ser o momento exato para Aldo mudar de divisão. Afinal, com tamanha vantagem que acumulou sobre seus últimos adversários, um triunfo sobre o último campeão dos leves pode alça-lo até mesmo a uma disputa de título, que hoje está em poder Bem Henderson. Aldo acumula um incrível cartel com 21 vitórias e apenas uma derrota.

Aposto em um novo nocaute de José Aldo. Façam as suas apstas também no ApostasOnline.com.

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Dorini

UFC SP: Belfort vence!

fonte foto: wp.clicrbs.com.br

fonte foto: wp.clicrbs.com.br

O público lotou completamente o ginásio do Ibirapuera, com cerca de 15 mil espectadores. O UFC São Paulo foi marcado por excelentes combates, com uma organização impecável.

Na luta principal da noite, Vitor Belfort deu um verdadeiro show e nocauteou o inglês Michael Bisping com um espetacular chute alto de esquerda. Logo após a luta, o brasileiro pediu uma revanche contra o americano Jon Jones e o conterrâneo Anderson Silva, ambos campeões e suas categorias. Ele já tá se achando agora, não?! Confiança é tudo… manda bala Belfort!

Vejam o nocaute:

De mais a mais, a organização americana sempre premia a melhor luta,  a melhor finalização e o melhor nocaute do evento.

O bônus de melhor luta, melhor finalização e melhor nocaute foi de 50 mil dólares para cada atleta eleito. Cada lutador escolhido, além do cheque do referido bônus, leva para casa também o valor da bolsa.

Melhor luta: Daniel Sarafian vs. C. B. Dollaway.

Melhor nocaute: Vitor Belfort sobre Michael Bisping.

Melhor finalização: Ildemar Marajo sobre Wagner Caldeirão.

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Dorini

Luta antes da hora?

fonte foto: terramagazine.terra.com.br

fonte foto: terramagazine.terra.com.br

Hoje tivemos muita tensão na tradicional ‘encarada’ no UFC São Paulo. Depois da coletiva de imprensa, nesta quinta-feira, Vitor Belfort e Michael Bisping e  protagonizaram uma encarada agressiva diante das câmeras da imprensa.

Sabendo que o inglês costuma tocar a testa dos seus adversários com a sua, o brasileiro estendeu o braço, colocando o punho no rosto de Bisping, que afastou seu braço com um empurrão dizendo “não toque em mim” (foto). Voltou a deixar o braço praticamente esticado, e Bisping o empurrou novamente. O diretor do UFC foi obrigado a intervir, e os lutadores passaram a trocar palavras provocativas.

Bem humorado, o inglês disse: “A maioria dos fãs vai torcer pelo Vitor, mas nem todos. Estive passeando pelo shopping e recebi apoio de algumas pessoas. Então acho que vale a pena mencionar. Pelo menos três pessoas vão torcer por mim“.

Já o brasileiro afirmou ter plena certeza de que sairá do Ibirapuera com uma vitória: “Meu condicionamento está excelente, mas o condicionamento mental está melhor ainda. Tenho a certeza da vitória. Não é arrogância, é confiança. Confio na equipe, nos meus treinadores, no trabalho que foi feito. Não interessa quanto a luta vai durar, fiz um combinado com minha equipe. Vou terminar todo meu treinamento dentro do vestiário. Vou lutar 25 minutos. Se eu terminar a luta antes, vou correr para o vestiario e terminar os 25 minutos lá. Para isso que treinei. Estou preparado para 25 minutos de intensidade”.

O canal Combate transmite o UFC São Paulo ao vivo e com exclusividade, a partir das 20h deste sábado, dia 19 de janeiro, e o SPORTV.COM acompanha tudo em Tempo Real.

Vamos aguardar!! PAra mim isso é somente teatro. Mas a galera gosta disso tudo… dá ibope!

Veremos no octógono quem é o melhor. Acho que dá Belfort, mas… vai saber se estará mal psicologicamente, como o Cigano.

Deixe o seu comentário que teremos o maior prazer em respondê-lo.

por: Guilherme Dorini