Nenê Hilário defenderá Rockets na temporada 2016/2017 da NBA

nene

Foto: Wizards/Divulgação

O mercado de transferências dos brasileiros na NBA está agitado. Leandrinho acertou sua volta para o Suns, Huertas renovou com o Lakers, Varejão acertou contrato com o Golden State Warriors e Nenê Hilário defenderá o Houston Rockets na temporada 2016/017 da NBA.

De acordo com o jornalista Marc J. Spears da ESPN norte-americana, o brasileiro acertou contrato de um ano com a franquia e deverá receber US$ 2,9 milhões de dólares. Essa será a terceira equipe na carreira do pivô que chegou ao Dennver Nuggets em 2002. Em 2012 se transferiu para o Washington Wizards equipe  a qual vem defendendo desde então.

O veterano de 33 anos está em preparação com o Brasil para a disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro no mês de agosto. A estréia brasileira acontecerá no dia 7 do mesmo mês diante da Lituânia.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Anúncios

Varejão renova com Warriors

varejão 3

Foto: Matheus Furlan / Templo dos Esportes / Jogo em Pauta

O pivô brasileiro Anderson Varejão (33), acertou sua renovação de contrato com o Golden State Warriors por mais uma temporada de acordo com a ESPN dos Estados Unidos.

O atleta que defendeu o Cavaliers por 11 temporadas e chegou ao GSW nesta temporada (2015/2016) e tem uma média de 2,6 pontos e 8,5 minutos por partida e seguirá tendo como companheiros de equipe Stephen Curry e Klay Thompson além é claro do recém contratado Kevin Durant que utilizará a camisa #35, contudo não contará com o companheiro de seleção Leandrinho que acertou contrato com o Suns.

Varejão segue em trabalho com o Seleção Brasileira em São Paulo visando os Jogos Olímpicos Rio 2016. O Brasil está no Grupo B do torneio masculino de basquete e terá pelo caminho na primeira fase Espanha, Argentina, Lituânia, Nigéria e a Croácia que se classificou no pré-olímpico realizado no inicio do mês de julho sendo que a estréia acontece diante dos lituanos no dia 7 de agosto.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

 

Sob o comando de Magnano, Brasil segue preparação em SP

 

Sob o comando do técnico Rubén Magnano, a Seleção Brasileira de Basquete Masculina seguiu forte nos trabalhos de preparação para o Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que se realizarão em agosto.

Foto bas 1Treinos físicos, táticos e de posicionamento em quadra foram os pontos abordados na atividade. O ala Marquinhos falou sobre o contato com todo o elenco e trabalho que vem sendo realizado: “Estamos trabalhando a cerca de 12 dias, o grupo todo convocado pelo Magnano (Rubén). Está bem intenso, estamos trabalhando em dois períodos na maioria dos treinos, para obter o máximo de entrosamento, para no dia 7 (estréia nas Olimpíadas) fazer bonito”.

O ala-pivô, Rafael Hettsheimeir, de 2,08 m de altura, falou que a equipe chegará bem à disputa no Rio 2016, apesar da grande carga de jogos de alguns atletas: “Estamos todos juntos e a equipe chegará bem, apesar de muitos terem jogado muito no NBB, ou na NBA, ou na Europa. Contudo, acho que o Rubén está dosando as atividades em treino e todo mundo vai chegar bem”.

Por sua vez, Larry Taylor, naturalizado brasileiro em 2012, fala da sensação de disputa as Olimpíadas no Brasil: “Primeira coisa, não sou mais americano, sou brasileiro! Estou aqui quase oito anos e para mim será uma experiência muito boa, jogando em casa, na frente de nossa torcida, todo mundo com boas expectativas. Espero que nós consigamos fazer uma boa campanha nas Olimpíadas”. Quando indagado sobre a evolução do basquete brasileiro nas últimas oito temporadas, Taylor não teve dúvidas ao falar que o basquete está crescendo no país: “Desde de que cheguei aqui em 2008, estou vendo que, cada vez mais, o basquete tem crescido aqui no Brasil. A seleção também a cada ano. Os jogadores estão mais focados (…), nós chegamos perto, mas não conseguimos nosso objetivo (No Campeonato Mundial de 2014, o Brasil acabou derrotado nas quartas de finais), mas agora teremos mais uma oportunidade pela frente”, afirmou o jogador de 35 anos, que atua pelo Mogi das Cruzes.

O Brasil está no chamado grupo da morte nas Olimpíadas ao lado de Argentina, Espanha, Lituânia e Nigéria, além de uma equipe que será classificada através do Pré-olímpico que está sendo realizado na Itália, Sérvia e Filipinas.

Siga-nos no Instagram: templodosesportes

Por Matheus Furlan

Huertas renova com Lakers por duas temporadas

Marcelinho-Huertas

Foto: Divulgação/NBA/Lakers

Os brasileiros vão certando seus respectivos futuros na NBA. Marcelinho Huertas acertou sua renovação de contrato com o Los Angeles Lakers por mais duas temporadas.

O jogadores que está com a Seleção Brasileira se preparando para o Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro anunciou a renovação de contrato através de sua conta na rede social. “Roxo e dourado por mais dois anos! Não poderia estar mais feliz por continuar nesta organização e com pessoas que me receberam tão bem na temporada passada. Estou ansioso”, afirmou o brasileiro de 33 anos.

O jogador de teve média de 4,5 pontos e 3,4 assistências por partida terá que lutar pela posição com Calderón que acabou de chegar do New York Knicks e com os companheiros Russel e Williams por uma vaga na equipe.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Leandrinho volta ao Suns

Leandrinho 1

Depois de duas temporadas, Leandro Barbosa ou Leandrinho está de volta ao Phoenix Suns, clube o qual já defendeu em duas oportunidades na carreira.

Através de uma postagem em  uma rede social, o jogador que está com a Seleção Brasileira se preparando para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro agradeceu aos fãs e ao Golden State Warriors, franquia na qual foi campeão da maior liga de basquete do mundo.

“Jamais o Warriors deixará de fazer parte de mim. A história de vocês é a minha história. Jamais vocês deixarão de estar em meu coração e em meus pensamentos. Agradeço muito por todo carinho, respeito e admiração de cada um. Cada atleta, membro da comissão técnica, diretores e essa inesquecível torcida, o meu sincero muito obrigado. A vida de atleta profissional é dessa forma e precisamos entender nossos caminhos e desafios, mas todos vocês serão inesquecíveis em minha vida! Serei eternamente grato por tudo que vivi, aprendi e construí junto a cada um de vocês. Fica aqui, meu manifesto de felicidade por ter tido essa fantástica experiência de defender, vestir e vencer com esse time. Muito obrigado”, afirmou o ala-armador de 33 anos.

De acordo com a ESPN norte-americana, o brasileiro assinou contrato com a equipe por duas temporadas e valor estimado em US$ 8 milhões (R$ 26 milhões de reais). Leandrinho já jogou pelo Suns entre as temporada de 2003 e 2010 e retornou a equipe e 2014 antes de se transferir para o Golden State Warriors, também já atuou pelo Toronto Raptors, Boston Celtics e  Indiana Pacers na NBA. No Brasil já defendeu o Palmeiras, Flamengo, Bauru e Pinheiros.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

 

Basquete masculino brasileiro realiza preparação em São Paulo

Foto bas 1

De olho nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a Seleção Brasileira de Basquete Masculino realiza a sua preparação para os jogos, em São Paulo. Ao todo, 14 jogadores foram convocados para os treinamentos, mas apenas 12 poderão ser inscritos na competição. Ademais, o Brasil já sofreu uma baixa, uma vez que Vitor Faverani, do UCAM Murcia da Espanha, se apresentou a seleção com lesão no joelho direito e está fora dos Jogos Rio 2016.

Desta forma os atletas que estão treinando na capital paulista são:

ARMADORES

Marcelinho Huertas – Los Angeles Lakers (EUA)

Rafael Luz – Flamengo

Raulzinho Neto – Utah Jazz (EUA)

Larry Taylor – Mogi das Cruzes

Leandrinho Barbosa – Golden State Warriors (EUA)

ALAS

Alex Garcia –  Bauru

Marcus Vinicius – Flamengo

Vitor Benite – UCAM Murcia (ESP)

PIVÔS

Guilherme Giovannoni – Brasília

Rafael Hettsheimeir – Bauru

Anderson Varejão – Golden State Warriors (EUA)

Augusto César – Real Madrid (ESP)

Nenê Hilário – Washington Wizards (EUA)

Com uma média de idade de 30 anos e de altura de 1.99 cm, o Brasil contará com a ajuda da torcida, mas também, com a pressão da mesma. Em entrevista, logo após o treino, realizado nesta terça feira (5) com Hebraica, em São Paulo, Guilherme Giovannoni, um dos mais experientes do grupo com 36 anos, falou sobre a média de idade do time nacional: “Acho que hoje nós temos tanto a maturidade, como a juventude da garotada. Essa mescla é muito importante. Sem dúvida isso irá nos ajudar. O Rubén (Magnano, técnico da seleção) é um técnico muito inteligente e saberá utilizar isso”, afirmou o jogador do Brasília.

De forma diferente de um passado não muito distante, o Brasil se tornou uma seleção multi cultural, com jogadores que atuam em diversos centros: Seis atletas jogam na NBA, cinco no NBB e mais dois na Liga Espanhol. O ala Benite, do Murcia da Espanha, fala sobre o que pode ser tirado de bom dessa mescla: “Olha eu acredito que hoje o mundo é muito globalizado, você consegue aprender muito da cultura de outros países. Tudo isso faz o jogadores crescerem e o estilo de jogo de outras culturas. Eu venho jogando na Liga Espanhola, que é segunda melhor liga do mundo, temos muitos jogadores jogando na liga americana, então, é tentar agregar ao máximo o que todos vêm aprendendo, para juntar na seleção. É um grupo que já se conhece muito, acho que não existe essa dificuldade, acho que existe é uma ajuda que vim de fora com outro estilo de técnica, com outro estilo de jogo, tudo isso ajuda muito nos treinos”.

O último a falar conosco foi Raulzinho Neto, do Utah Jazz, um dos atletas mais jovens do Time Brasil e falou sobre a expectativa de disputar os Jogos Rio 2016: “A ansiedade começa a bater agora. Antes de eu me apresentar para a seleção, eu estava com a cabeça na minha preparação, lá nos Estados Unidos, no final da minha temporada na NBA, então não pensava muito nas Olimpíadas. Agora que nós começamos a treinar, começa a chegar mais perto (a realização dos jogos) bate o friozinho na barriga, a ansiedade, a vontade e até nos motiva a chegar o mais rápido possível e o melhor possível nas Olimpíadas”, afirmou o jogador brasileiro.

A seleção brasileira segue sua preparação em São Paulo até o final do mês de Julho, nesse período além dos treinamentos, o Brasil enfrentará o quadrangular contra Austrália, China e Lituânia e dois amistosos contra Romênia e Austrália.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Brasil é vice-campeão Sul-americano de basquete

brasil basquete

Foto: Divulgação / FIBA Américas

A seleção brasileira de basquete masculino esteve em Caracas, na Venezuela nesta semana para a disputa do Sul-americano da modalidade e a seleção nacional ficou em segundo lugar perdendo o título para a equipe da casa.

Ta certo que o Brasil foi com uma equipe “B”, sem as estrelas que atuam na NBA, mas o fato é que o Brasil foi derrotados duas vezes pelos venezuelanos na competição. Na primeira fase, o placar de 70 x 60 mostrou o que teria que ser trabalhado na seleção que venceu todos os demais confrontos da fase inicial.

Nas semifinais, o Brasil derrotou a Argentina por 88 x 82 e na disputa do título em uma partida extremamente equilibrada, mais uma vez a derrota, 64 x 58. O Uruguai derrotou a Argentina na disputa do terceiro lugar pelo placar de 87 x 83.

Confira a trajetória brasileira na Venezuela:

No Grupo A, o Brasil folgou na primeira rodada da competição.

2° rodada: Brasil 107 x 65 Equador

3° rodada: Paraguai 63 x 101 Brasil

4° rodada: Brasil 114 x 33 Bolívia

5° rodada: Venezuela 70 x 60 Brasil

Semifinais: Brasil 88  x 82 Argentina

Final: Venezuela 64 x 58 Brasil

As quatro equipes que chegaram as semifinais se garantiram na disputa da Copa da Mundo da modalidade e enquanto o Brasil disputava a competição, os jogadores nacionais que atuam na maior liga de basquete do mundo se preparam para os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro no mês de agosto.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

131 vezes Curry!

Foto: Divulgação/NBA

Foto: Divulgação/NBA

Pela primeira vez na história da NBA, um atleta foi eleito de forma unânime MVP (jogador mais valioso) de uma temporada. Stephen Curry do Golden State Warriors recebeu 131 votos dos 131 possíveis para ser eleito, pela segunda vez o jogador mais valioso da temporada, lembrando que o camisa #30 do GSW também foi o MVP da temporada 2014/2015.

Para se ter uma ideia, apenas LeBron James e Shaquille O’Neal haviam obtido 99,8% dos votos para o melhor e mais valioso jogador da temporada, ou seja, receberam na época 120 votos a favor e apenas um contra. O feito de Curry aumenta ainda mais quando se tornou o terceiro amador da história a ser condecorado mais de uma vez como MVP. Antes dele, apenas Magic Johnson (eleito MVP por 3 vezes) e Steve Nash (eleito MVP por 2 vezes) haviam atingido tal feito.

Se alguém ainda tem alguma dúvida sobre feitos de Curry na temporada, aqui vão alguns deles: o Golden State estabeleceu um novo recorde de vitórias na temporada regular com 73 triunfos em 82 jogos, superando o lendário Chicago Bulls de Michel Jordan; Curry bateu novamente o recorde de acertos em cestas de três pontos, 402 acertos na temporada regular superando seu próprio recorde da temporada anterior que era de 286 acertos e ainda tem mais. Na partida desta segunda feira (9), diante do Portland Trail Blazers, Curry marcou 17 dos 20 pontos de sua equipe na prorrogação e estabeleceu um novo recorde na NBA para o quesito que pertencia a Gilbert Arena que em 2006 marcou 16 pontos no mesmo tempo de jogo.

Além de tudo isso, Curry tem uma média de 30,1 pontos por jogo além de 2,1 roubadas de bola, 5,4 rebotes e 6,7 assistências por partida.

São por esses números e pelos que ainda estão por vir, que Stephen Curry(28) se caminha para tornar-se um dos maiores jogadores da história da NBA mas para que isso se confirme de forma contundente, o Golden State Warriors caminha a passos largos para o bicampeonato consecutivo da maior liga de basquete do mundo.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Semifinais do NBB tem datas e locais definidos

Foto: pt.wikipedia.org

Foto: pt.wikipedia.org

As semifinais do NBB (Novo Basquete Brasil) estão definidas e teremos dois duelos de tirar o folego. De um lado o Flamengo que não teve dificuldades para marcar 3 x 0 sobre o Rio Claro e chegar a oitava semifinal da liga consecutiva, diga-se de passagem o clube carioca é o único a chegar nessa fase da competição em todas as edições do NBB já realizadas.

O adversário do Flamengo será o Mogi das Cruzes que conseguiu a vaga nas semifinais ao derrotar o Basquete Cearense por 3 x 1. O duelo entre as equipes foi espetacular e emocionante, levantando a torcida tanto no nordeste quanto em solo paulista.

Do outro lado o duelo será entre Bauru que derrotou o Pinheiro por 3 x 1. Apesar da classificação da equipe do interior, o Pinheiros detém o título, até  o momento, de ser a única  a vencer o time do Bauru no interior de São Paulo.  O  adversário da equipe será o Brasília que volta as semifinais após temporadas de afastamento da fase. A equipe da capital federal derrotou o Paulistano por 3 x 1 e porme fazer um duelo épico diante do time do Bauru.

Confira as datas e locais das semifinais do NBB 2015/2016:

Flamengo (1º) x Mogi das Cruzes/Helbor (5º)
Jogo 1 – 30/04 (sábado), às 14h10, em Mogi das Cruzes
Jogo 2 – 06/05 (sexta), às 21 horas, no Rio de Janeiro
Jogo 3 – 09/05 (segunda), às 21 horas, no Rio de Janeiro
Jogo 4* – data e horário a definir, em Mogi das Cruzes
Jogo 5* – data e horário a definir, no Rio de Janeiro

*jogo a ser confirmado, caso necessário.

Paschoalotto/Bauru (2º) x UniCEUB/Cartão BRB/Brasília (6º)
Jogo 1 – 03/05 (terça), às 19h15, em Brasília
Jogo 2 – 07/05 (sábado), às 14h10, em Bauru
Jogo 3 – 10/05 (terça), às 21h15, em Bauru
Jogo 4* – data e horário a definir, em Brasília
Jogo 5* – data e horário a definir,em Bauru

*jogo a ser confirmado, caso necessário.

Dois grandes jogos, apenas dois disputarão o título da competição. Quem vai à final do NBB?

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan

Definidas as quartas de finais do NBB

Foto: pt.wikipedia.org

Foto: pt.wikipedia.org

Na noite desta sexta feira (15), foram definidos os playoffs das quartas de finais do NBB 2015/2016. A grande realizada é que faltava apenas uma equipe a ser definida, quem enfrentaria o Bauru: Pinheiros ou Minas? E deu Pinheiros. A equipe paulista perdeu os dois primeiros jogos da disputa diante dos mineiros mas conseguiu uma grande virada, e na definição do quinto jogo na noite de 15 de abril, a vitória por 74 x 66, com o Pinheiros dominado praticamente todo o jogo garantiu a classificação para a equipe.

Os jogadores do time do Minas pareciam não acreditar, mas assistiram a festa dos donos da casa que passam de fase na competição, desta forma quartas de finais ficaram da seguinte forma:

Flamengo x Rio Claro

Basquete Cearense x Mogi das Cruzes

Bauru x Pinheiros

Paulistano x Brasília

As primeiras partidas já acontecem neste sábado (16). Mogi das Cruzes x Basquete Cearense se enfrentam em São Paulo às 14:10 enquanto o Brasília recebe o Paulistano na capital federal às 20 horas.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

por: Matheus Furlan