Mark Webber anuncia aposentadoria no final da temporada

mark-webber

Foto: Reprodução / Facebook Mark Webber – oficial

O australiano Mark Webber anunciou que se aposentará das corridas de carro no final da temporada de 2016. Com 40 anos de idade, Webber guiou na F1 entre 2002 e 2013, passando por Minardi, Jaguar, Williams e Red Bull. Foi terceiro colocado no Mundial de Pilotos em três oportunidades (2010, 2011 e 2013), conquistou ao todo nove vitórias, 11 poles e 36 pódios.

No WEC, Webber ostenta o título da temporada de 2015, conquistado ao lado da dupla Timo Bernhard e Brendon Hartley. Foi segundo lugar nas 24 Horas de Le Mans na temporada passada.  O piloto falou a falta que as corridas lhe farão.  “Vou sentir falta da velocidade, da pressão aerodinâmica, da competição, mas quero sair em alta e estou muito ansioso por minhas novas tarefas. Encontrei o lugar que pertenço. A Porsche é a marca que mais amei, sempre, e aquela onde mais me senti à vontade”.

A data da aposentadoria está marcada para o dia 19 de novembro, no Bahrein, local da última etapa da temporada do WEC 2016. Webber seguirá na Porsche mas como um representante da marca alemã.

Siga no Twitter: @esportetemplo

Por Matheus Furlan

Force India anuncia a saída de Nico Hulkenberg que segue para a Renault

hulk

Foto: Reprodução / Facebook Nico Hülkenberg – oficial

Após quatro temporadas, sendo as três últimas de forma consecutiva, na Force India, o piloto Nico Hulkenberg ao deixará o time ao final da temporada de 2016.

Na manhã desta sexta feira, (14), através de um comunicado de  Vijay Mallya, mandatário do time, agradecimentos e desejos de boa sorte foram tecidos ao piloto alemão que teve como melhor resultado no time um quarto lugar na Bélgica em 2012 além da pole position conquistada no Brasil em 2014. “Todo mundo na Force India deseja coisas boas a Nico, que defenderá um novo time na Fórmula 1. Passando cinco anos conosco, Nico se tornou um grande amigo e contribuiu de maneira significativa com o sucesso do time. Ele é um piloto fora de série, que marcou mais pontos do que qualquer outra pessoa que passou por aqui. É verdade que sentiremos falta de Nico, mas respeitamos sua decisão de explorar novas oportunidades e seria errado ficar no meio do caminho”, concluiu.

Atual nono colocado no  Mundial de Pilotos com 54 pontos, Hulkenberg expressou sua satisfação e guiar a Renault em 2017. “Estou muito feliz em me juntar à Renault em 2017. Sempre foi meu sonho trabalhar por uma equipe de fábrica. As novas regras da F1 vão mudar o jogo e darão à equipe uma grande oportunidade. Nos próximos anos, a Renault terá um papel de desafiante, que se encaixa em minha abordagem.  A Renault sempre foi protagonista no automobilismo e me traz memórias incríveis: em seu período com a companhia, Michael Schumacher não apenas ajudou a Alemanha na F1, como acendeu em mim a fagulha por correr. Estou ansioso em fazer parte da família Renault e desejo escrever uma nova história de sucesso.”

Com o acerto do alemão com o time francês, um acento esta vago na Force India, mas a quem diga que não ficará muito tempo assim. O time que conta com os motores Mercedes será o principal alvo dos pilotos no próximos dias, e á quem diga que um jovem nome pode aparecer.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Tony Kanaan renova com a Ganassi para 2017

kanaan

Foto: Reprodução / Mike Finnegan / Indy Car

O baiano Tony Kanaan renovou seu contrato com a equipe Ganassi da Fórmula Indy para  a temporada de 2017 da categoria, e seguirá pelo quarto ano consecutivo na equipe, a sua 20° temporada no certame.

Após terminar em sétimo a temporada de 2016 com 461 pontos, Kanaan que seguirá no carro #10 afirmou que busca terminar alguns trabalhos que não foram concluídos esse ano. “Eu estou muito feliz por ter mais uma temporada com Chip e a NTT Data, é uma das maiores parcerias da minha carreira. Eles me ajudaram muito nesses últimos anos e acho que o crescimento do carro na pista é a prova da evolução. Nossa temporada 2016 foi forte, mas nossos resultados não refletiram sempre nossa performance, então temos alguns trabalhos para terminar em 2017”.

O brasileiro também seguirá com seu patrocinador que renovou o contrato com o time Ganassi, a NTT Data. O mandatário da equipe Chip Ganassi destacou a importância da renovação de Kanaan e afirmou que o brasileiro exerce uma liderança dentro e foradas pista.

Lembrando que a Ganassi voltará a utilizar motores Honda a partir de 2017, parceira que já rendeu 77 vitórias e 9 títulos ao time na Fórmula Indy.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

André Marques vence a primeira na Fórmula Truck

Neste final de semana a Fórmula Truck  esteve em Cascavel para a disputa da oitava etapa da temporada 2016 e pela primeira vez André Marques venceu na categoria que disputa a seis temporadas.

Na primeira parte da corrida, Marques largou na pole e segurou Giaffone e Pachenki que passaram a lutar pela segunda colocação sendo que Pachenki levou a melhor. Mais atrás  diversas ultrapassagens, mas quem acabou pelo caminho foi Leandro Totti com problemas de motor, mas o grande ponto da primeira parte da corrida foi o acidente de Débora Rodrigues que acabou por capotar seu Volkswagen/MAN após ser por Raijan Mascarello. Tudo bem com a piloto do caminhão #7 e de acordo com a direção de prova a disputa foi normal.

A entrada do caminhão de segurança praticamente decretou o final da primeira parte da corrida que teve a seguinte classificação:

1) André Marques (RM Competições), 19 voltas em 25min19s482
2) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), a 2s222
3) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 5s451
4) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), a 11s179
5) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), a 11s362
6) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), a 13s789
7) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 39s518
8) David Muffato (MAN TGX), a 40s092
9) Régis Boessio (Boessio Competições), a 59s510
10) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 1min13s837
11) Débora Rodrigues (RM Competições-MAN), a 1 volta
12) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), a 6 voltas
13) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 9 voltas
14) Jansen Bueno (Muffatão Racing), a 11 voltas
15) Pedro Muffato (Muffatão Racing), a 14 voltas
16) Fábio Fogaça (Fábio Fogaça Motorsports), a 14 voltas
17) Leandro Totti (Clay Truck Racing), a 17 voltas

Já na segunda parte da corrida Giaffone e Pachenki seguiram na disputa pelo segundo posto e enquanto isso Marques seguia firme e forte na ponta da disputa. Mais atrás uma bela disputa entre Roberval Andrade, Paulo Salustiano, Raijan Mascarello e Wellington Cirino esquentou as coisas na luta pelo quinto posto, que ficou com Salustiano enquanto Andrade viu seu Iveco ficar pelo caminho.

No final, um escorregada, mas tudo certo para a primeira vitória de André Marques, Diogo Pachenki em segundo, Felipe Giaffone em terceiro, Adalberto Jardim em quarto e fechando o pódio, Paulo Salustiano.

Confira a classificação final da segunda disputa em Cascavel:

1) André Marques (RM Competições), 13 voltas em 17min42s069
2) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), a 2s310
3) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), a 2s466
4) Adalberto Jardim (RM Competições), a 13s341
5) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), a 14s576
6) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), a 16s019
7) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), 16s506
8) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), a 27s313
9) Régis Boessio (Boessio Competições), a 39s790
10) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), a 46s987
11) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), a 1min09s621
12) David Muffato (MAN TGX), a 1 volta
13) Fábio Fogaça (Fábio Fogaça Motorsports), a 5 voltas

Campeonato

Com os resultados deste final de semana Felipe Giaffone chegou a 322 pontos, Paulo Salustiano é o segundo com 280, Diogo Pachenki é o terceiro com 275, André Marques agora é o quarto colocado com 221 e David Muffato é o quinto com 207.

Lembrando que todos os pilotos terão que fazer um descarte de resultado ao final da temporada na disputa do título.

A penúltima etapa da temporada da Fórmula Truck acontece no dia 6 de novembro em Guaporé, Rio Grande do Sul.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Sem dificuldades, Rosberg vence no Japão

rosberg

Foto: Reprodução/Facebook Mercedes AMG Petronas – oficial

O alemão largou vem e viu Hamilton partir mal e ser engolido pelo pelotão. Max Verstappen que está em uma crescente espetacular dominou osegundo posto e não o deixou, mesmo quando no final da disputa, depois que Hamilton escalou o pelotão novamente chegou no jovem holandês para brigar pelo segundo lugar. Por falar em Hamilton, com um carro bem mais acertado que os demais, o inglês fez uma prova de recuperação e fechou a disputa em terceiro

A parte intermediária também teve alguns bons momentos. A Ferrari bem que tentou mas nada de acompanhar as Mercedes e a RBR de Verstappen, a Williams mais uma vez pecou na estratégia. A ideia inicial rea de fazer apenas uma parada, mas com o desgaste excessivo dos compostos, Massa e Bottas foram obrigados a fazer mais uma parada nos pits e terminaram a disputa em nono e décimo respectivamente, mais uma vez atrás da Force India que ficou em sétimo com Pérez e oitavo com Hulkenberg.

Felipe Nasr mais uma vez teve trabalho com a Sauber e terminou a disputa em 19° lugar. Situação complicada para o brasileiro que está as vésperas de decidir deu futuro na categoria. Confira como ficou a classificação final do GP do Japão:

1 – Nico Rosberg – Mercedes – 53 voltas
2 – Max Verstappen – Red Bull-Tag Heuer – +4.978s
3 – Lewis Hamilton – Mercedes – +5.776s
4 – Sebastian Vettel – Ferrari – +20.269s
5 – Kimi Raikkonen – Ferrari – +28.370s
6 – Daniel Ricciardo – Red Bull-Tag Heuer – +33.941s
7 – Sérgio Perez – Force India-Mercedes – +57.495s
8 – Nico Hulkenberg – Force India-Mercedes – +59.177s
9 – Felipe Massa – Williams-Mercedes – +1:37.763
10 – Valtteri Bottas – Williams-Mercedes – +1:38.323
11 – Romain Grosjean – Haas-Ferrari – +1:39.254
12 – Jolyon Palmer – Renault – +1 volta
13 – Daniil Kvyat – Toro Rosso-Ferrari – +1 volta
14 – Kevin Magnussen – Renault – +1 volta
15 – Marcus Ericsson – Sauber-Ferrari – +1 volta
16 – Fernando Alonso – McLaren-Honda – +1 volta
17 – Carlos Sainz Jr. – Toro Rosso-Ferrari – +1 volta
18 – Jenson Button – McLaren-Honda – +1 volta
19 – Felipe Nasr – Sauber-Ferrari – +1 volta
20 – Esteban Gutierrez – Haas-Ferrari – +1 volta
21 – Esteban Ocon – Manor-Mercedes – +1 volta
22 – Pascal Wehrlein – Manor-Mercedes – +1 volta

Campeonato

Com os resultados deste final de semana, Nico Rosberg chegou a 313 pontos contra 280 de Lewis Hamilton. Agora são 33 tentos de vantagem para o alemão que está se aproximando de conquistar seu primeiro título na carreira. Felipe Massa subiu para o 10° lugar no Mundial de Pilotos com 43 pontos.

A próxima etapa da F1 acontece no dia 23 de outubro, nos Estados Unidos.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Buemi vence e Di Grassi é segundo na abertura da Fórmula E em Hong Kong

Fórmula E voltou as pistas neste final de semana em Hong Kong e diante de muita emoção. A largada já foi de tirar o folego. Com um traçado muito apertado os carros tomaram cuidado para não se encontrarem com o muro, mas Di Grassi que vinha do final do pelotão acabou tocando na traseira de um adversário e viu sua asa dianteira quebrar, o brasileiro entrou nos pits na oitava volta para trocar a mesma.

Na ponta da disputa, Piquet Jr e Turvey, companheiros de NEXTEV  lideravam, mas aos poucos a situação mudou. O brasileiro acabou não conseguindo fazer uma curva em virtude de um carro que havia batido no muro e acabou por também tocar na barreira de proteção, sendo assim, Sam Bird que a essa altura já tinha Turvey para trás assumiu a ponta, deixando o brasileiro em segundo lugar.

As voltas foram se passando e na altura da 20° voltas os pilotos começaram a realizar as trocas de carro, com isso Buemi assumiu a ponta, com Di Grassi já em segundo e Heidfeld em terceiro, e o termino da corrida foi nessa tocada, com o atual campeão ditando o ritmo da disputa.

Sébastien Buemi da e-Dams em primeiro, Lucas Di Grassi que partiu do final do pelotão após ter problemas na classificação mostrou um grande desempenho e terminou na segunda colocação com a Audi e fechando o pódio Nick Heidfeld em terceiro lugar com a Mahindra.

O Top-10 foi completo por Prost, Felix da Costa, Frijns, D’Ambrosio, Turvey, Engel e Sarrazin. Piquet Jr terminou a disputa na 11° colocação.

No campeonato, Buemi somou 25 pontos, Di Grassi, 18 e Heidfeld, 16. Piquet Jr que marcou a pole tem três pontos em nono lugar na classificação geral.

A próxima etapa da F.E acontece no dia 12 de outubro, em Marrakesh, Marrocos.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Penske anuncia a contratação de Josef Newgarden

newgarden

Foto: Chris Owens / Indy Car

Já era mais do que esperado. Depois de diversos rumores, a Penske anunciou a contratação do jovem norte-americano Josef Newgarden para a temporada de 2017 da Fórmula Indy.

O piloto que passou as duas últimas temporadas na Carpenter, venceu em Iowa nesta temporada e terminou o campeonato na quarta colocação com 502 pontos, atrás apenas dos seus futuros companheiros de equipe: Pageunad, Power e Castroneves.

Newgarden exaltou poder trabalhar na equipe de Roger Penske. “Para qualquer piloto de fórmula ou qualquer piloto de corrida em geral, trabalhar na Penske é um sonho”. “Roger Penske é uma lenda na comunidade do esporte a motor e sua equipe já fez tudo que se propôs a fazer. Estou ansioso para trabalhar com todos os grandes parceiros da equipe Penske. Ter uma oportunidade de trabalhar com Simon (Pagenaud), Will (Power) e Hélio (Castroneves) só vai me ajudar a ser um piloto melhor”, afirmou o novo piloto do carro #2.

Proprietário da equipe, Roger Penske também falou sobre o seu mais novo piloto. “Estamos sempre querendo construir o futuro, e quando tivemos a oportunidade de conversar com Josef sabíamos que ele seria ótimo para o nosso programa. Ele é um piloto fantástico na pista e será ótimo com nossos parceiros fora da pista. Ele está com fome de vencer mais corridas e ganhar um campeonato. Esperamos dar a ele essa oportunidade na nossa equipe.”

Juan Pablo Montoya que perdeu sua vaga na Penske agora busca seguir na categoria e rumores sugerem que o colombiano pode guiar pela equipe KV em 2017.

A Fórmula Indy volta as pistas no dia 12 de março em St. Petersburg, na Flórida e contará com 17 etapas.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

 

Fernando Croce busca o tricampeonato da Copa Brasil de Kart no próximo dia 15

croce-1-300x200

Foto: Reprodução/Facebook Fernando Croce

No próximo dia 15 de outubro acontecerá a 18° edição da Copa Brasil de Kart, em Cascavel, no Paraná. A competição contará com mais de 250 kartistas de todo o país, nas seguintes categorias: Mirim, Júnior, Novato, Super Sênior, F4 Graduado e Shifter, que acontecerá entre os dias 9 e 12 de outubro e as categorias Cadete, Júnior, Graduado, Sênior “A”, Sênior “B” e F4 Sênior / Super Sênior entre os dias 12 e 15 do mesmo mês.

A disputa em solo paranaense é considerada a principal da categoria no país no segundo semestre e o piloto Fernando Croce  tem um currículo invejável no kart nacional: tricampeão da Copa São Paulo Light em 2008 e 2009, sendo esse último em duas categorias; campeão do Grande Prêmio RBC  categoria Sênior em 2008;  Campeão da Copa São Paulo Granja Viana categoria Sênior A em 2010; bicampeão paulista na categoria Sênior A em 2011 e 2012,  além de  ter conquistado o bicampeonato da categoria Sênior A  da Copa Brasil de Kart nos anos de 2007 e 2014.

O piloto de 34 anos, começou falando em entrevista exclusiva ao Portal High Speed Brazil sobre o que o kart representa em sua carreira. “O kart representa para mim o início de tudo. Guiando um kart muito bem, você é capaz de guiar qualquer carro de corrida”. “E vejo que, nos dias atuais é complicado, porque não basta ser um bom piloto e ter bons resultados, é preciso ter sorte, contatos influentes, empresas que te patrocinem para estar numa grande equipe, enfim, ter tudo em torno de si e ser um excelente piloto”, afirmou Croce.

Quando questionado sobre sua preparação para a disputa, o piloto ribeirão-pretano contou que irá disputar duas categorias, e que a preparação não é apenas na parte física, mas também psicológica. “Eu vou disputar a competição em duas categorias: Sênior A e Graduados. Cada corrida dura em média 15 minutos e serão três corridas para cada categoria”. “A preparação passa por academia, natação e também me preparo competindo em outras categorias. Não basta preparar apenas fisicamente, mas também mentalmente, mantendo o foco, e sempre ter em mente a vitória, sendo o mais rápido independente de quem esteja na sua frente”.

Croce também falou sobre o equipamento no qual disputará a Copa Brasil de Kart e destacou a diferença entre os modelos que vai além dos chassi. “O kart que eu vou disputar as competições tem dois tempos, tanto na categoria Graduados quanto na Sênior A, que estão entre as principais categorias do país. A diferença entre elas é o peso e o pneu. Por exemplo, na categoria graduados é o pneu amarelo que é mais rápido e na Sênior A é o pneu vermelho que é mais lento, mas a potência é a mesma”.

Tratando de expectativas para a disputa em Cascavel, o piloto foi direto ao ponto e disse que busca ser campeão no próximo dia 15. “Busco a vitória, e ser campeão em ambas a categorias. Mas com o foco em ser campeão em pelo menos uma. Espero também ter um equipamento excelente, porque sem um bom equipamento não adianta ser o melhor piloto do mundo que você não vai andar. Então, estou acreditando no meu equipamento, na minha equipe e no meu kart. Se esses quesitos estiverem bons, vou estar lutando para ser campeão nas duas categorias.”

A Copa Brasil de Kart tem realização da CBA, (Confederação Brasileira de Automobilismo) através da CNK (Comissão Nacional de Kart).

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Sergio Pérez renova com a Force India

force-1

Foto: Reprodução / Facebook Sahara Force India Formula One Team – oficial

O mexicano Sergio Pérez vinha agitando a dança das cadeiras, mas depois de alguns rumores a meses atrás, o piloto que pode ser considerado um dos destaques da temporada 2016 da F1, ao lado de Max Verstappen, renovou seu contrato com a Force India e seguirá sendo companheiro de de Nico Hulkenberg na equipe.

Em um comunicado, o mexicano que ocupa a oitava colocação no Mundial de Pilotos com 74 pontos, afirmou. “Tenho o prazer de confirmar que estarei correndo com a Sahara Force India em 2017 como o time e os meus patrocinadores tendo concluído seus acordos”.

“A equipe me conhece bem e é importante ter estabilidade, especialmente com algumas grandes mudanças de regras para o próximo ano. Estou animado para o resto da temporada e para o desafio que espera por todos nós em 2017.” “Agradeço a toda a equipe por acreditar em mim e farei o meu melhor para retribuir sua fé com pontos, pódios e vitórias, espero.”

“Também quero agradecer aos nossos parceiros mexicanos, especialmente Telmex e Telcel, que me apoiam desde criança. Eles continuam desempenhando um papel importante na minha jornada neste esporte.”

A Renault buscava a contratação do piloto, mas a falta de um acerto no tempo de contrato fez com que o mexicano ficasse na atual equipe e de olho em uma vaga na Ferrari em 2018.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan

Ricciardo vence em final de semana desastroso da Mercedes

rbr

Foto: Reprodução / Facebook Rede Bull Racing – oficial

Falar que a Mercedes teve um final de semana desastroso é extremamente difícil, uma vez que a equipe alemã sempre tem o melhor desempenho e quase sempre conta com a sorte. Mas neste final de semana não foi assim.

A 16° etapa da temporada, na Malásia, começou com o domínio de Lewis Hamilton que depois de quebrar o recorde da pole position largou de forma tranquila para seguir na ponta, mas logo atrás de si, Rosberg acabou sendo acertado por Vettel que largou do quinto lugar. O alemão da Mercedes foi para o final do pelotão enquanto o alemão da Ferrari abandonou a disputa.

Na nono volta o safety car virtual foi acionado em virtude da escada da Haas de Romain Grosjean, momento de paradas nos pits para alguns pilotos.

A corrida passou então a ter duas frentes, Hamilton na liderança que passava a travar uma bela batalha com Max Verstappen enquanto Nico Rosberg escalava o pelotão. Esse segundo favorecido pelo grande desempenho do seu carro conseguiu rapidamente chegar na zona de pontuação enquanto a situação de Hamilton que já havia perdido a liderança para o jovem holandês parecia estar de volta a normalidade.

As voltas foram se passando e na altura do 38° giro, Rosberg e Raikkonen passaram a disputa a quarta colocação, mas que  alemão tocou no finlandês começou a ser investigado pela manobra e acabou punido com 10 segundos em uma parada nos pits ou de acréscimo no seu tempo final de corrida.

Foi quando na 41° volta a situação de Hamilton mudou. O motor da Mercedes pegou fogo, o inglês entrou em desespero e as RBR de Ricciardo que vinha em segundo e Verstappen que aparecia em terceiro subiram para a dobradinha, Rosberg que após ser tocado no começo da disputa passou a ocupar a terceira posição.

O final da disputa ainda teve a Haas de Gutiérrez perdendo a roda dianteira esquerda, Nasr abandonando a disputa com problemas de freio na Sauber e claro a bandeira quadriculada para Daniel Ricciardo que conseguiu segurar Max Verstappen e ficou com a vitória a primeira do australiano em 2016, a sua quarta na carreira. O jovem holandês terminou em segundo e Nico Rosberg que conseguiu abrir a diferença necessária da punição para Kimi Raikkonen que terminou em quarto, subiu no pódio em terceiro lugar. A última vez que a RBR fez uma dobradinha aconteceu no GP do Brasil de 2013.

O Top-10 foi completo por Bottas em quinto, Pérez em sexto, Alonso após largar em último em sétimo, Hulkenberg em oitavo, Button em nono e Palmer em 10° lugar.

Felipe Massa mais uma vez teve um final de semana para se esquecer. Depois de se classificar em 10°, o brasileiro teve um problema de acelerador na hora de levar o carro para o grid e acabou largando dos pits, na sétima volta o brasileiro viu a sua situação piorar quando um furo no pneu fez com que o mesmo tivesse que voltar aos pits e desta forma o final para a Williams #19 foi o 13° lugar.

Campeonato

Com o abandono de Hamilton, Rosberg abre 23 pontos de vantagem para o companheiro de equipe, são 288 pontos conquistados pelo alemão contra 265 do inglês, diferença que a essa altura do campeonato passa a ser significativa. Ricciardo aparece em terceiro com 204, Raikkonen o quarto com 160 e Vettel o quinto com 156. Felipe Massa caiu uma posição, agora é o 11° com 41 pontos logo atrás de Alonso da McLaren que neste final de semana chegou aos 42 pontos.

A próxima etapa da temporada acontece já no próximo domingo, (9), em Suzuka, no Japão.

Curta: http://www.facebook.com/templodosesportes

Por Matheus Furlan