Libertadores: Cruzeiro passa do Cerro Porteño. Grêmio também vence, mas cai nos pênaltis

Imagem: cruzeiroweb.com

Imagem crédito: cruzeiroweb.com

A campanha dos brasileiros na Libertadores de 2014 está bem irregular e bem abaixo do que estamos acostumados a ver. Após três times serem eliminados na primeira fase, Cruzeiro e Grêmio entraram em campo pressionados, precisando de bons resultados. Para os mineiros até um empate servia, mas com gols, pois o 0 x 0 não servia, era bom para o Cerro. Já o Grêmio precisava vencer por pelo menos dois gols de diferença para avançar direto, porque tinha perdido o primeiro jogo para o San Lorenzo pelo placar mínimo.

O Cruzeiro foi ao Paraguai enfrentar o Cerro. O jogo foi tenso. A pressão era grande. Fábio garantia o resultado com grandes defesas. Quando o goleiro não alcançava a bola, as traves ajudavam. Os mineiros se seguraram muito bem, mas precisavam do gol. Tudo parecia mais difícil quando Bruno Rodrigo foi expulso, mas o time cruzeirense é guerreiro e partiu para cima. Em uma cobrança de falta de Everton Ribeiro, aos 34 minutos da segunda etapa, Dedé subiu mais do que a zaga e abriu o placar. Estava bom, mas tudo que está bom pode melhorar. Já nos acréscimos, aos 48, Dagoberto invadiu a área e chutou para classificar de vez o Cruzeiro, 2 x 0.

A equipe de Marcelo Oliveira mostra que é, sim, uma das favoritas a conquistar o título da América deste ano. O time mineiro joga muito bem, com a bola no chão e é muito forte na bola aérea. Bruno Rodrigo vai fazer falta na primeira partidas nas quartas.

Time abençoado: San Lorenzo vence Grêmio nos pênaltis

Foto crédito: Ricardo Rímoli/ LANCE!Press/lancenet.com.br

Foto crédito: Ricardo Rímoli/ LANCE!Press/lancenet.com.br

Olhando apenas o resultado você pode pensar que o Grêmio não fez muita coisa na partida. Realmente alguns jogadores, como Zé Roberto e Pará tiveram atuações abaixo do padrão, mas a equipe pressionou, teve um gol de Barcos bem anulado e uma bola tirada em cima da linha, que o “Pirata” chutou.O Grêmio precisava vencer o San Lorenzo por dois ou mais gols para avançar direto. A equipe venceu, mas por 1 x 0, com gol de Dudu, aos 38 minutos do segundo tempo, após belo cruzamento de Rodriguinho, ele mesmo, que pertence ao Corinthians e está emprestado ao time gaúcho.

Não teve jeito, a decisão foi nos pênaltis e Barcos não conseguiu balanças as redes logo na primeira cobranças. Maxi Rodríguez também errou, no terceiro chute e Buffarini fez o quarto e último gol da partida para os argentinos, 4 x 2 nos penais.

Agora o time do coração do Papa enfrentará outro brasileiro, o Cruzeiro e é bom os mineiros se cuidarem bastante, porque os argentinos já eliminaram dois times brasileiros, Botafogo na primeira fase e Grêmio nas oitavas. Apesar disso, o Cruzeiro ainda tem o favoritismo a favor.

Hoje é dia do Galo

Atual campeão da Libertadores, o Atlético Mineiro tem de reverter um resultado negativo. O Nacional de Medellín venceu a partida de ida, em casa, por 1 x 0 e obriga o time mineiro a vencer por dois ou mais gols. O Galo vai com tudo e aposta que vai matar mais um no Horto. O jogo acontece hoje, às 19h15.

por: Rodrigo Bitar

adaptação: Matheus Furlan

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s